.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

PORQUE HOJE É DOMINGO...


Muito religiosa!!!





Uma menina de cinco anos perguntou à Mãe:

- Mãe! O que é isto que eu tenho entre as pernas?

A Mãe, disse-lhe:

- Isso é uma capelinha sagrada onde ninguém pode entrar!...

A menina cresceu, entretanto, mas sempre num ambiente profundamente
religioso e com pouco contacto com outras ideias.

Já com 17 anos, a miúda começou a namorar e um dia o namorado quis iniciar
a vida sexual, querendo fazer sexo. A resposta dela foi:

- Nãoo!!!! Isto é um local sagrado e não podes lá meter nada!

Após alguma resistência o namorado teve então a ideia de recorrer também à
religião e lembrou-se do seguinte:

- Deixa-me meter o meu santinho dentro da tua capelinha!

E ela assim lá acabou por ceder. E gostou. Gostou tanto, que até questionou o
namorado:

- Querido! Então, e esses dois ficam fora? Porque é que não entram
também?!...

Ao que ele responde:

- Não, amor! Estes ficam à porta! São Testemunhas de Jeóva !


__________________

Comentários que merecem um post :

A nossa fiel seguidora e Amiga MARIA MANUELA, a propósito da nossa postagem de ontem, escreveu : 

Marvão!...
O castelo que brotou da rocha, lá nas alturas e envolve e protege uma bela jóia...
Ali, vi tudo caiado de branco, não há listras amarelas ou azuis: azul, só o céu, talvez ainda riscado por alguma águia esquecida que não vi, quando lá estive...
Ali se inspira a pureza do ar e renova a alma...
E se estende o olhar, solto, pela vastidão inesquecível do ondulado dos montes que se vão diluindo até se misturarem com o horizonte...

Bela foto, bem nítida a rudeza da pedra.


  

6 comentários:

Maria Manuela disse...

Caro João
Bem...É preciso ter coragem!
Tem que se reconhecer que é um grande coleccionador de todos os tipos de anedotas!...Mas...

De um modo geral, as pessoas são adultas... e a maioria, certamente, naquela em que me incluo, não pode deixar de sorrir, perante tanta criatividade do autor ou autores... De tudo se pode fazer arte, bastando recriar a realidade e ter talento, claro. Um exemplo é a cerâmica das Caldas. E aqui, refiro-me à vertente popular que inclui, e de que maneira, aquele tema e às cores...
E ninguém é obrigado a olhar e muito menos a comprar, embora se exporte bastante ainda, parece!...
Eu jamais compraria mas olhar, olho assim quase à tangente, e dá-me vontade de sorrir...como aconteceu hoje com esta anedota...

Um beijo e bom resto de domingo

Norival R. Duarte disse...

Salve, João Menéres!

Com a sua devida licença, copiei e publiquei essa piada no meu blog NORRIVAL.

Porém, com a finalidade de atender aos meus 3 ou 4 leitores, dos quais um deles é também o seu amigo Eduardo Lunardelli (que também já me pegou como Vítima da Quinta), tive que realizar algumas adaptações no texto para adequá-lo ao formato de comunicação do meu blog.

Grande abraço.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Em frente ao ecrã podes rir-te à vontade quando achares alguma graça.

Um beijo.

João Menéres disse...

NORIVAL

Amigo dos meus amigos, meu amigo é.
Agradeço ( e sinto-me muito feliz ) por ter gostado desta !
E fez muito bem em adaptá-la ao formato do seu blog.

Um abraço grato.

myra disse...

gostei e ri muito:)))))
beijossssssssssssss

João Menéres disse...

Que bom, Myra !

Um beijooooooo