.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

CORREIO

© João Menéres


AGUARDO, AGUARDO TODOS OS DIAS.
MAS A CARTA PROMETIDA,
SE CHEGAR, VIRÁ COM PALAVRAS VAZIAS.
MESMO ASSIM, SERÁ BEM ACOLHIDA.


41 comentários:

myra disse...

chegara e nao serao palavras vazias...isto me lembra qdo eu tambem esperva cartas...e chegavam com belas palavras, valia pena esperar!
linda foto!!!!!

Helena Lagartinho disse...

as minhas são poucas mas não vazias, são sentidas - excelente contraste de cor e definição

Jorge Monteiro disse...

Isto é minimalismo... mesmo!
Gosto muito deste tema; a foto está excelente.
Quanto à carta que espera, tenho a certeza que se ela for das finanças vai ter vontade de não a ter recebido. Ah ah ah...
Um grande abraço.

Eduardo P.L disse...

João, vou fazer uma brincadeira: nessa caixa não cabem os 10 livros....srsrsrs

Cristina Ferreira disse...

Gosto do contraste destas duas cores.
Palavras vazias e coração cheio de esperança.

Beijos

Maria Manuela disse...

Qualquer carta, mesmo das finanças... responderia à função deste encarnado solitário, tão bem definido, num belo azul pintado de fresco...
Quebrava-lhe a solidão dos dias...
Mas sabe-se: seria o oposto daquela tão aguardada!!!

Óptimo enquadramento, a concretizar a espera, mesmo de "palavras vazias"...
Linda foto! E lindas as palavras cheias...
Um beijo

João Menéres disse...

MYRA

O passado feito amanhã.

Um beijooooooooooooo

João Menéres disse...

HELENA LAGARTINHO

Agora já nem cartas se escrevem...
É FB, SMS e, quando muito, e-mails...

Obrigado pela tua opinião quanto à imagem.

Um beijo.

João Menéres disse...

JORGE MONTEIRO

A das Finanças chegará inexoravelmente e sem surpresas, pois sei com o que conto...e não são contos de fadas !

Obrigado pela sua opinião quanto à imagem.

Um abraço.

João Menéres disse...

EDUARDO

Já recebeu encomendas de alguma aldeia portuguesa ?

Bem digo : O VARAL corre Portugal de lés a lés !


Um abraço muito sério.

João Menéres disse...

CRISTINA FERREIRA

Lindas as tuas palavras.
Mas, neste país, na presente conjuntura, vale a pena ter esperança ?

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

É verdade : uma carta é um poço de surpresas. Raras as que nos trazem a notícia que desejamos.
Já ninguém sabe transmitir boas novas.

Pela parede irrepreensível, é fácil adivinhar que esta caixa de correio há muito não tem movimento...

Agradeço as palavras quanto à postagem.

Um beijo.

Anónimo disse...

... coisa dos tempos, da mala-posta só resta a argola já envolvida por aquele azul teimoso obstinado mesmo em manter ligado a si sinais de passado ... rebeldia de coração rubro que ainda acredita na paz das letras ... que não chegam ... que não chegam ...
T

João Menéres disse...

> T <

Não me canso de dizer que o meu amigo tem a Poesia dento de si !

Muito obrigado, meu caro.

Um abraço.

Marco C. disse...

um minimalismo mto bem conseguido e contrastado com esse azul e vermelho

Li Ferreira Nhan disse...

Excelente composição com poucos elementos, poucas cores; fundamentais como base de expressão plástica! Parabéns João!
Beijos querido!

João Menéres disse...

MARCO

Agradeço ter manifestado a sua opinião que muito aprecio.

Um abraço.

João Menéres disse...

LI

Também aguardava a tua opinião, querida amiga !


Um beijo grato.

Remus disse...

Desde que não sejam contas para pagar, todo o correio é bem vindo.
:-)

Belo contraste de cores. Azul, vermelho e branco, foi o que bastou para fazer uma bela fotografia.

João Menéres disse...

REMUS

Estou de acordo. O pior é que todos dias, chega uma ou mais...

Acho que vou retirar a caixa do correio e, depois, faço como um certo senhor que a Polícia britânica conseguiu colocar-lhe a vsta em cima durante um tempão, embora fosse aos melhores restaurantes londrinos...
Ainda estou para compreender essa !...

Agradeço o seu comentário.

Um abraço.

Isabel disse...

Hoje em dia só chegam contas e publicidade. É pena!
Eu gosto de escrever, sempre que há um pretexto para o fazer. E gosto de receber o (pouco) que me escrevem.
Enfim...novos tempos!

A foto (que é o que realmente interessa) está muito linda.

Um beijinho

João Menéres disse...

ISABEL

A publicidade pode ser evitada com um auto-colante : PUBLICIDADE AQUI NÃO !

Já para as facturas e outras similares e bem piores, não vejo escapatória...

Obrigadopor gostares desta parede !

Um beijo.

ana disse...

João,
Às vezes há boas surpresas na caixa do correio.
A fotografia é lindíssima!
Um beijinho. :)

João Menéres disse...

ANA

Tens toda a razão, minha amiga !
E eu não me posso queixar, mesmo nada !

Veremos, o que sucede então...

Um beijo e obrigado pelo empurrão salvador.

gb disse...

Fotografia nova, objecto antigo.
Não há palavras vazias. Cada palavra tem alma e sentir. Tem som e movimento. Existem, essas sim, promessas vazias, quando não se cumprem.

João Menéres disse...

GB

Estava a estranhar a tua ausência...

Muito obrigado e um beijo amigo.

expressodalinha disse...

Trabalhei muitos anos nos CTT.

Luísa disse...

Na delicadeza do acolhimento, mora também a suprema sabedoria de ler o que não está ainda escrito!

CTT? Sem comentários...

João Menéres disse...

JORGE

Mas dentro de uma caixa dependurada ?

João Menéres disse...

LUÍSA

Desde que aprendi a ler nas entre-linhas, nem são precisas palavras...

Obrigado, SENHORA !

Não me digas !
( Outra vez ? Talvez amanhã, quem sabe ? E ontem que estiveram deladinhas...).

Um beijo amigo.

expressodalinha disse...

Estavamos sempre dependurados...

João Menéres disse...

JORGE

E não é como estamos ???

myra disse...

sabe Joao, o passado para mim agora, e hoje:(((
beijos

João Menéres disse...

MYRA

Se não fosse o passado, que éramos nós hoje ?
Passado é passado, claro !
Amanhã ( amanhã, não que é mau dia para ti ), mas Domingo é o FUTURO !
E hoje temos que pensar e trabalhar para o AMANHÃ, como o fizémos no passado.

Um beijooooooooooooooo


Antonio Herrera disse...

Para que luego digan que el rojo y el azul no complementan.

Me parece una imagen muy sugerente.

João Menéres disse...

ANTONIO

Es verdad !

También lo piensam del vierde e do azul !

Personas de vista curta !

Un fuerte abrazo e muchas gracias.

José María Souza Costa disse...

Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
Eu também tenho um, só que muito simples.
Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
Força, Paz, Amizade e Alegria
Para você, um abraço do Brasil.
www.josemariacosta.com



L.Reis disse...

Esta fez-me lembrar a música do Rui Veloso "Ninguém esceve à Alice"...Gosto do conceito minimalista da imagem, a cor fria a cor quente, a parede quase vazia e a caixa feita para receber letras que já pouco se escrevem...uma fotografia a desafiar qualquer metalinguística!

João Menéres disse...

JOSÉ MARIA

Obrigado por ter descoberto o GRIFO PLANANTE. Vou aqui transcrever o seu último poema :

Não me questione demais
Porque o mundo é redondo
E o ser humano quadrado.
Venha, sem perguntas a mais.
Vamos chutar essa bola
Vamos jogar esse dado

Tudo assim como o mundo
Tudo assim como o homem.
Nem redondo demais
Nem quadrado de menos.
Longe da perfeição e do caos
Perto da beleza, vivendo espirais.

( de JM SOUZA COSTA )

O futuro dirá se os nossos blogues se cruzam mais vezes.

Um abraço.

João Menéres disse...

L. REIS

KULUKEI !

Fantástico comentário !

Porém, a carrinha dos CTT já tinha passado e levou o que havia lá dentro.
Para outra vez, peço-te que deites as cartas a tempo.

Um beijo ( mas sem ter que ouvir o R.V. ! ).

Helena Prata disse...

A minha preferida neste tema do Flinpo, boa sorte!