.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

ÚLTIMO FURO

© João Menéres

28 comentários:

Li Ferreira Nhan disse...

É vidro aramado?
Bárbara a composição; linear, limpa quase uma escrita!
Adorei João!
Beijos querido!

myra disse...

A Li, sempre diz o que eu queria dizer:)))gostei MUITO!!!!composiçao, cores, tudo!

Eduardo P.L disse...

Símbolo do regime alimentar e da forca.

João Menéres disse...

LI

Foi uma inspiração...

Um beijo, querida LI.

Anónimo disse...

Será que o dono não rebenta?

João Menéres disse...

MYRA

Há uma razão...


Um beijooo.

João Menéres disse...

EDUARDO


Mais forca...

João Menéres disse...

ANÓNIMO

Responderei se souber quem é.

Maria Manuela disse...

Como um "simples" acessório, devidamente posicionado, pode resultar num belo traço artístico com linguagem própria!!!

Bela composição! Óptimo enquadramento

Belíssima textura de fundo e harmonia de cores!

Um beio

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Foi uma idéia, a única que tive...
O fundo pretende significar uma prisão.

Percebi o "beio" como um beijo.

( Vou apagar, para melhor controlar o número de comentários, através dos números pares, está bem ? ).

Um beijo muito grato.

Remus disse...

Cada vez a trela está mais apertada.
E esta parece ser das finas e das elegantes. Logo se fosse para mim, ia-me ver mesmo aflito. :-P

expressodalinha disse...

Faltam as calças.

João Menéres disse...

REMUS

É isso mesmo !

Um abraço.

João Menéres disse...

JORGE

Já se foram...

Fatyly disse...

Ainda existe o cinto? para a maioria já não tem...trocou por pão.

Uma foto muito bem conseguida e João estamos de facto...enforcados!

João Menéres disse...

FATYLY

Só como acessório...

Um beijo e grato.

Luísa disse...

Gosto do número que desenhas, apertado no tempo que se pretende pouco apertado!

Beijinho terno!

ana disse...

O nosso país numa ideia genial.
Beijinho. :)

João Menéres disse...

LUÍSA


Não dava para colocar 16. Por isso, fiquei-me num 6, muito ajustadinho !

Um beijo e obrigado.



João Menéres disse...

ANA

Sabes a razão deste post, não sabes ?
Gosto de imagens ORIGINAIS...


Um beijo amigo.

Jane Gatti disse...

A ideia da forca é a primeira que me vem, em seguida forma-se a noção do número. A simbologia que liga as duas ideias me escapa, mas creio que deva existir. De qualquer forma é uma bela imagem, um tanto trágica, mas forte e impactante. Beijo.

L.Reis disse...

Eu não gosto de apertar o cinto!! :):) Decidi ignorar a austeridae e a crise! Se eu não lhes ligar nenhuma, pode ser que elas me ignorem também :D:D

Imagem muito a propósito dos ventos que correm!

Anónimo disse...

... evoca de imediato os tempos correntes ... mas se fugirmos como L.Reis diz e não lhe ligarmos como forma de sinónimo ... poderemos então e por ser ... azul ... e se fosse jornalista mais ainda ... sentirmo-nos feliz por essa almejada e conseguida tentativa de mais um furo ...
T

João Menéres disse...

JANE GATTI

Quando apertamos exageradamente o cinto é como sentíssimos a forca ao pescoço, na verdade.
O que mais me importava, tu disseste !
A forma numérica é apenas uma concepção gráfica.

Um beijo grande.

João Menéres disse...

L. REIS

Obviamente que aertaste na mouche !
As pessoas não sabem o significado,é ?

Um beijo às largas.

João Menéres disse...

> T <

Brilhante a sua dissertação !

Parabéns ! ( Gostei desse furo jornalístico ! )

Um abraço.

Anónimo disse...

Achei muito interessante!E infelizmente, em pouco tempo, (salvo seja) todos estaremos no último buraco do nosso cinto...!

Um beijinho da tua Priminha,
Rosinha

João Menéres disse...

ROSINHA

O meu ainda tem muito para apertar !
Bem faço regime...

Obrigado por teres vindo e comentar.

Um beijo.