.

sábado, 14 de julho de 2012

© João Menéres


QUANDO O OLHAR
NÃO VÊ O INFINITO.

QUANDO O INFINITO
ESTÁ DENTRO DE NÓS.

© João Menéres


29 comentários:

Li Ferreira Nhan disse...

E há quem não consegue ver o infinito e nem mesmo o possui.
Há muito na expressão deste senhor!
Lindo João!
Um beijo querido.

myra disse...

voce consegue realmente agarrar expressoes incriveis com teu olhar incrivel!
aplausosssssssssssss

Fatyly disse...

Subscrevo as palavras de Li e myra. Parabéns por este trabalho.

Beijocas

Maria Manuela disse...

Quando o Infinito
está dentro de nós,
vagueamos
sonhamos
procuramos respostas...

Talvez este senhor
ainda as encontre
em vez do eco
da própria voz...


Excelentes fotografias e captação
da expressividade em difefentes momentos!

Um beijo grande

ana disse...

João,
Maravilhosa, simplesmente maravilhosa!
Conseguiu captar o infinito olhar. :)
Beijinho. :)

:.tossan® disse...

Você percebe as mais interessantes expressões! Retratos magníficos! Abraço

mfc disse...

Vidas que nunca desejaríamos que fosse a nossa...!
Óptimos clics!
Sempre atento e oportuno, João!

Isabel disse...

Há um mundo inalcansável dentro deste olhar. O mundo do muito que já viveu.
De certeza que algumas histórias nunca ninguém as conhecerá.
São muito fortes e bonitas estas suas fotografias de expressões autênticas, de pessoas reais.
Um beijo e bom fim-de-semana

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

E será que, mesmo que o infinito se encontre no seu interior, ele o entenderá ?

Quando o fotografei ( depois de lhe perguntar se o podia fazer ), perguntei-me em que estaria a pensar...
E estaria ?...

Obrigado pelas tuas reflexões.

Um beijo.

João Menéres disse...

ANA

Sim o infinito olhar está aqui presente.
Mas onde é esse infinito ?
Como me interrogo, Ana !...


Um beijo.

João Menéres disse...

TOSSAN

Só fiz estas duas fotografias, meu caro amigo.
Noutros casos, nem com vinte !...


Um abraço grato.

João Menéres disse...

MFC

Essa é a grande verdade, de facto.


Um abraço e bfs.

João Menéres disse...

ISABEL

E ele, ainda se recordará de alguma ?
Esta é a grande interrogação.

Obrigado, ISABEL, pelo teu contributo.


Um beijo ( com Sol e vento. Será prenúncio do Verão ? ).

João Menéres disse...

LI

Estava convencido que já tinha respondido !
Saltei os primeiros !!!...

PEÇO DESCULPA A TI, à MYRA e à FATYLY !


LI

Acho que tiveste a pontaria super acertada !


MYRA

Sabes, são meros momentos. Há dias e dias em que nem me apetece pegar na camera...



FATYLY

Obrigado pela companhia.

UM BEIJO PARA CADA UMA DAS TRÊS.

Maria Manuela disse...

-Não, não entende; creio ser daquele género de conceitos que não pertencem, infelizmente ou felizmente ao seu mundo real.

- No momento em que o João o fotografou, certamente estaria a pensar, ou melhor, tinha a consciência de que estava a "tirar um retrato".
E, se antes, já estava com aquela expressão. poderia estar a pensar na vida dele...

Meras hipóteses mas duas óptimas fotografias!

Um beijinho

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Não posso estar mais de acordo contigo !

Obrigado por teres voltado.

Um beijo grande, minha amiga.

CONCEIÇÃO DUARTE disse...

João, tudo está na alma que se vê por meio do olhar...
um beijo enorme, CON saudades!!!

João Menéres disse...

CON

Bom...alma ele tem. Mas terá consciência ?

Será que pensa ?
Terá memória ?


Um beijo bem grande, querida CON.

Maria disse...

O olhar está para do que chamamos de infinito!
Parece-me que está num mundo criado por ele... que só ele conhece.
As fotografias são muito boas, João, mas amedrontam-me.
Compreende?
Abraço

João Menéres disse...

MARIA

Até tens toda a RAZÃO, compreendes ?

Um beijo.

expressodalinha disse...

Faz muita impressão.

Luísa disse...

São olhares preenchidos de vazio!
Na incógnita do sentir, mora a nossa sensação de impotência por nada podermos fazer para ajudar na condição da demência!
Que registo intenso, SENHOR das mil e uma belas imagens!
Beijinhos de domingo...

João Menéres disse...

JORGE

E a solidão pressentida ?

João Menéres disse...

LUÍSA

Sabes que me arrepiei todo naquele dia ?
Causou-me uma impressão tremenda !
E pensar que há tanta gente que não tem o menor apoio e vive em condições miseráveis, sub-humanas...

Um beijo num Domingo de Sol.

Sara disse...

Excelentemente captado, João! Estas fotografias são um tratado de psicologia, cada uma delas daria uma profunda análise.
Um beijinho de boa semana!

João Menéres disse...

SARA

Agradeço-te imenso as palavras que utilizaste para comentar estes dois rostos separados por menos
de 30 ".

Um beijo.

Remus disse...

Dois retratos como deveriam ser todos: Verdadeiros.
Acho que não é preciso dizer mais nada.

FAIRES disse...

Para mim, este olhar está dirigido para "lugar algum". Não tem nem objectivo, nem futuro.
Apenas olha...sem ver...
Abraço,

Rute disse...

Estas duas fotografias impressionaram-me muito...as expressões do rosto são tão realistas que chegam a assustar...percorreu-me o corpo uma sensação de inexplicável angústia!...

Excelentes, JOÃO

1 beijinho