.

domingo, 8 de julho de 2012

EM MEMÓRIA DE D. PEDRO IV

© C. M. P.

16 comentários:

ana disse...

Felicito-o pela efeméride.
Muito interessante!
Beijinho.

João Menéres disse...

ANA

Em grande parte, esta postagem é para lembrar aos meus queridos seguidores do país irmão, que foi o nosso D. Pedro IV quem deu o
Grito do Ipiranga, tornando-se assim o seu I Imperador e tornando, desde essa altura, o Brasil independente ( hoje uma das 5 principais economias mundiais ).

Amanhã, há umas conferências sobre
o Cerco do Porto que terão muito interesse para quem se interessa pela história desta Cidade.
Terão lugar no auditório da Biblioteca Almeida Garrett, no Palácio de Cristal.

Um beijo grato pela tua atenção.
história desta Cidade.

Maria disse...

Muito bem amigo João.
É pena não aparecer outro D. Pedro...!
Maria

Eduardo P.L disse...

João,

as histórias sobre ele são MUITO contraditórias! Mas são histórias...

João Menéres disse...

MARIA

Ou, talvez, o Marquês de Pombal, que surgiu após o terramoto !
De um forte sismo na política é do que precisamos !


Um beijo.

João Menéres disse...

EDUARDO

Se não foi ele que deu o Grito do Ipiranga, então, quem foi ?

Um abraço fraterno.

Susaninha disse...

Joao o meu email é susaninha@gmail.com

Na sua foto do dia 26 junho já tinha dado.Qual é o seu.
Quando clico no seu email não aparece informação...

BEIIIJINHO

Susaninha disse...

Realmente devo estar muito pitosga , porque não vejo o seu:)

João Menéres disse...

SUSANINHA

Neste pc não sei colar o teu e-mail.
Só no Mac...
Mas se fores ver o meu perfil completo ( e lá clicares ) aparece-te e-mail. Certo ?
Se clicares aí, VAIS DIRECTA para o mail !...

Vou ver a de 26 de Junho. Não me lembro nadinha. Desculpa a falha.

Um beijo.

Maria Manuela disse...

-Desconhecia a origem de "Cidade Invicta" para o Porto, embora soubesse que provinha do séc.xix

-180 anos! Merece ser bem comemorado!

-Bom 9 de Julho no Palácio de Cristal!

-Espero que isto não fique outra vez em duplicado.

Um beijo

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Pois é o tempo voa !
Imagina que no "outro dia" ainda fazia chi-chi nas fraldas não descartáveis, os rádios eram de válvulas e levavam minutos a aquecer e a antiga Emissora Nacional começava a emitir às 18:00!
Havia centenas de traineiras ( com uma tripulação de cerca de 50 homens ! )...Bom, mais vale ficar por aqui nas recordações !...
O selo do correio custava 30 centavos ( três tostões ! ) e o jornal 40 centavos.
Durante o Cerco do Porto, a população passou mesmo fome, mas resistiu e VENCEU !

Será um fim de tarde muito rico, sem dúvida.

Um beijo e obrigado.

Susaninha disse...

Pois João quando clico no mail não aparece nada, esse é o problema....
Se quiser pode mandar uma mensagem com o seu email e não publico o comentario....

XIII

myra disse...

obrigada pelo teu post!!!! Brasil agradece!!!!

João Menéres disse...

MYRA

Foi a razão principal de ter feito este post, MYRA.
Uma maneira de dizer OLÁ aos brasileiros e a todos quanto lá já viveram e o amam.

Um beijo.................

Li Ferreira Nhan disse...

Olá João!
Aqui, uma brasileira, paulista e paulistana
nascida nas "margens plácidas" do riacho do Ipiranga.
Cresci juntinho ao museu do Ipiranga.
A vida desse monarca foi sempre muito estudada e vasculhada nos colégios do bairro.
Durante muito tempo era praxe ridicularizar a fama dele. Mas são águas passadas e irresponsáveis.
Todos sabem do sua importância e do seu legado; entre outras unificou o Brasil, garantiu a nossa imensa integridade territorial.
Obrigada pelo post,
um beijo.

ando sumida, e atarefada; minha Rebeca esta de malas pronta para Lisboa :)

João Menéres disse...

LI

Ontem, nas palestras, foi exactamente salientado essa virtude do nosso Rie D. Pedro IV, I Imperador do Brasil :

A sua habilidade em conciliar regiões e populações tão díspares, evitando o que sucedeu na América Central e até na América do Sul.

Obrigado, querida Amiga, por vires reforçar o que ontem ouvi.

( Não posso, presentemente, deslocar-me a Lisboa para conhecer a Rebeca, o que lamento. Nem sei ao certo quando poderei ir de férias para o sítio habitual. Quem sabe se o Jorge estará, nessa altura, em Lisboa... ).

Um beijo, querida LI.