.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

© João Menéres


" HOJE ROUBEI TODAS AS ROSAS DOS JARDINS
E CHEGUEI AO PÉ DE TI DE MÃOS VAZIAS. "


( Eugénio de Andrade, in As mãos e os frutos )

NOTA : Numa rara tarde de espesso nevoeiro na Cidade do Porto 


45 comentários:

myra disse...

amo a tua foto e as palavras mas nao gosto de nevoeiro! :)
bjs

Luísa disse...

Sempre uma boa vista, mesmo na penumbra de um dia de nevoeiro!
Bjnhs mil

João Menéres disse...

MYRA

Quem me dera apanhar um dia de nevoeiro no Rio Douro, aqui no Porto ...
É muito bom para algumas imagens !

Espero que tenhas um bom dia.

Um beijo.

João Menéres disse...

LUÍSA

É uma diagonal à Boavista. É na Av. Gomes da Costa.
Foi na tarde em que fiz a do dia 19 !

Espero que já se tnham dissipado as tuas dúvidas quanto ao 26...

Um beijo.

Cristina disse...

Olá João!!!
Antes de me iniciar na fotografia não gostava nada do nevoeiro... Ele cansava-me...e como vivo nos Açores (e ele aparece com frequência por aqui) era um aborrecimento. Agora, já mudei a minha opinião, pois já reparei que ele até é fotogénico e dá um ar misterioso às imagens!!!
Neste caso, acho que até ajudou na profundidade de campo! eheheheh
Pronto, para finalizar, gostei imenso de o ver este nesta avenida do Porto!!!
Muitos parabéns!
Beijinhos

gb disse...

E não digam que o nevoeiro encobre a beleza dos dias ...

Mena G disse...

Mágica... :)

Menina do mar disse...

Maravilhosa imagem, como sempre. Quanto ao Eugénio... fico deliciada! Beijo grande, ainda que apressado!

Anónimo disse...

Belíssima!

Até se sente o nevoeiro a envolver-
nos!

E também os faróis do carro ao fundo!

E obrigada por lembrar Eugénio de Andrade!

MM

expressodalinha disse...

Mas porque é que ele chegou sem rosas ao pé dela? A poesia às vezes baralha.

Isabel disse...

É linda.
Pois...que aconteceu às rosas?

Um beijo

lis disse...

Belíssima João.
Nevoeiro poético , em manhãs de outono e ainda a poesia de Eugênio de Andrade.
Certamente o poeta 'roubava' apenas com o olhar ( como faço agora), por isso chegava de mãos vazias rs
abraço

Eduardo P.L disse...

Linda imagem! Quase P & B !!!!

Fatyly disse...

Foto genial e foste buscar um grande pensamento desse nosso poeta.

Expresso

A poesia tem de facto "estas coisas"...o poeta escreve com um sentido mas lido por dez podem surgir dez novos sentidos:)

A minha interpretação sobre esta metáfora:

" Perante quem amamos...podemos roubar todas as rosas dos jardins (sentido figurativo), mas serão sempre insuficientes (mãos vazias) para demonstrar o nosso amor "

julgo eu de que...já que gosto de poesia mas não sou mestra de coisa nenhuma.

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela fotografia...Belas palavras...Excelente post....
Cumprimentos

A Luz a Sombra disse...

Está linda esta fotografias, João!
Adoro as fotografias com nevoeiro, parece que os motivos ficam noutra dimensão... misteriosos...!
Abraço

Anónimo disse...

... entre o nevoeiro já um pouco perdidas pararam as duas ... e disseram ... "olha o que nos tem valido é sermos mais altas do que as outras ... e não estarmos tão cheias de roupagem ... senão com este nevoeiro nem aqui chegariamos "...
T

CONCEIÇÃO DUARTE disse...

João!
essa foto, me faz sentir um frescor incrível! Muito linda.
bjks
CON
ON
N

João Menéres disse...

CRIS

Em S. Miguel há muitas vezes nevoeiro ?

Já visitei a ilha por duas vezes e não me lembro de o ver ( ao nevoeiro). E as vezes que aí estive foram estadas de vários dias...
Lá para cima, a caminho da Lagoa das Sete Cidades, sim. Mas não cerrado como este.

O nevoeiro pode proporcionar belíssimas e poéticas imagens, como bem reconheces agora.

Fizeste uma observação super-correcta quanto à sensação da profundidade !
Aprecio muito quem se dá ao trabalho de tudo procurar analisar !

Um enorme beijo.

João Menéres disse...

GB

Se me permites, vou repetir o que escreveste em duas belas linhas :

> E não digam que o nevoeiro encobre a beleza dos dias ... <


Um beijo muito grato.

João Menéres disse...

MENA

Mágicas são as Amizades, como a tua.

Um beijo ( e se calhar, até breve...).

João Menéres disse...

SELMA

O prometido é de vidro !
E tu cumpriste !

Fiquei muito contente por teres vindo.
E, tenho a certeza, algumas mais pessoas também ficaram satisfeitas pela tua APARIÇÃO !
Ainda esperamos que o D.Sebastião também surja num dia de nevoeiro...

Felicidades, querida SELMA !

Um beijo.

João Menéres disse...

MM

Já para aqui muito matutei para descobrir quem possa ser !
Mas não cheguei a nenhum alvo. Só sei que é do sexo feminino.
Gostava de mais uma pista. Pode ser ?

Nada tens que agradecer por eu colocar aqui o Eugénio!
No sábado, é apresentado no Porto um CERTO livro.
Vê no sidebar, mesmo à tua direita, o texto do
EU / JOãO MENÉRES...
Tens aí a informação necessária. Se puderes, aparece, pois estás convidada com o maior prazer.

Um beijo.

João Menéres disse...

JORGE

Podemos divagar...
O título deste poema em duas linhas é :

POEMA PARA O MEU AMOR DOENTE

Julgo que só o Eugénio poderia dar a informação correcta, claro.
A LIS, um pouco acima, interpretou de um modo que muito admirei :

> Certamente o poeta 'roubava' apenas com o olhar ( como faço agora), por isso chegava
de mãos vazias <.

Também podemos imaginar que aquelas duas árvores despidas, estendem as suas mãos numa prece para que floresçam rosas...

Tê-las há perdido por causa do nevoeiro ?

Um abraço.

Li Ferreira Nhan disse...

E cá estou eu novamente a tocar esse meu precioso ar!
Obrigada querido João.
Um beijo.

João Menéres disse...

ISABEL

Tens que ir onde jaz Eugénio e ESCUTAR a resposta...

Um beijo.

João Menéres disse...

LIS

Aqui a Primavera está a findar ( falta um mês para entrar o Verão, se ele não andar distraído !...).
Como talvez tenhas lido, citei parte do teu comentário mais acima.
Sinal de que muito o apreciei !

Muito obrigado e um beijo ( espero por ti muito mais vezes ! ).

João Menéres disse...

EDUARDO

TEntei a versão B&W, mas na minha modesta opinião perdia ...

Um abraço

João Menéres disse...

FATYLY

Se a imagem é genial, o que é quem a fez ?

LOL

Apreciei a tua leitura da "metáfora " !

Um beijo.

João Menéres disse...

FERNANDO SANTOS ( CHANA )

Muito agradecido pelo elogio !

Um abraço.

João Menéres disse...

MARIA

Nem sabes quantas vezes já perdi situações destas por estar aqui amarrado de pés e mãos !...
Mas, quem corre por gosto, não cansa, não é verdade ?

Um beijo grato.

João Menéres disse...

> T <

Belo e real diálogo !
É muito bom receber-se um comentário destes !

Um abraço com muita admiração.

João Menéres disse...

CON

Mas, cá, NÃO ESTAVA frio...
Eu é que, em certos momentos como este, fico com uma tensão dos diabos com receio de falhar o INSTANTE !...
Nem imaginas, como fico extenuado cá por dentro ...

Um beijo amigo e muito grato.
JO
Ã
O

João Menéres disse...

LI

És de uma sensibilade incrível !

Como te agradecer ?

Um beijo.

expressodalinha disse...

Poetas são gente complicada!

João Menéres disse...

Olhe que não...
Olhe que não...

LOL

Um abraço.

Cristina disse...

João, devo dizer que se não apanhou nevoeiro cá na ilha teve SORTE!!!LOL!
Não é à toa, que estas ilhas são conhecidas como "ilhas de bruma" e há quem diga que no mesmo dia é possivel passar pelas 4 estações :)
É muito frequente encontrarmos nevoeiro, chuva por cá. Só para ter ideia, ultimamente, o tempo anda tão instável que um dia faz um sol tipicamente de verão e no dia seguinte levamos com chuve a potes, nevoeiro cerrado e, por vezes, uns trovões "jeitosos" à mistura!
Portanto, foi uma questão de sorte ;) Beijinhos

Isabel disse...

Ah! Ah! Ah! Gostei.
Boa resposta.

Imagino onde possam. Penso que entendo os versos, ou pelo menos entendo-os à minha maneira.

Mas não resisti à brincadeira do expressodalinha!

Um beijo

João Menéres disse...

CRIS

As Quatro Estações não apanhei ( nem as Vivaldi...), porque não é possível termos o Outono e a Primavera...
mas já apanhei três, várias vezes !
Adoro todas as nove ilhas !
Aí, tenho NOVE AMORES, garanto-te !

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

ISABEL

Obrigado por teres voltado, pois isso é inter-acção POSITIVA !

Um beijo.

Georgia disse...

E te deu este momento sublime.

Abracos

João Menéres disse...

GEORGIA

Não vou conseguir esta semana, fazer as visitase SOBRETUDO, os comentários habituais.

Também gostaste desta imagem ?
- Fico cada vez como o pavão...

Um beijo.

ana disse...

Gosto muito deste poema de Eugénio de Andrade. Ficou maravilhoso com esta paisagem. :)
Beijinho.

João Menéres disse...

ANA

Fico muito feliz !

Um beijo.

Remus disse...

... uma rara tarde, e que pelos vistos foi muito bem aproveitada.