.

terça-feira, 22 de maio de 2012

© João Menéres






" COMEÇA EM PEDRA E ÁGUA, 
E ACABA EM PEDRA E ÁGUA "
                              ( Miguel Torga )


Como os tempos mudaram, 
e as geometrias também,
eu diria :

COMEÇA EM ÁGUA E AREIA
E TERMINA EM PEDRA, AREIA E MAR.

49 comentários:

myra disse...

quem sabe em que termina, o que me interessa sao tuas belissssimas fotos:)
bjos

FAIRES disse...

Imagem de estranho mistério ...
Seria um excelente cenário para uma primeira imagem de um filme de mistério, onde o "bom" pela calada da névoa, cuidava de "amantes", sentados num destes bancos contemplam o seu PORTO SENTIDO.
Um abraço,
Fernando ( em terras de África )

Fatyly disse...

As tuas fotos são autênticos postais para turista (e não só) ver e obter:), já pensaste nisso?

Juntando à foto a frase...eu diria a primeira:)

Parabéns pelo post

expressodalinha disse...

Uma pedrada no charco?

ana disse...

João.
Que fotografia tão bonita do Porto. Uma perspectiva do rio que eu ainda não tive. A próxima vez que for ao Porto irei até aqui. Fez-me lembrar Budapeste, embora mais pequena a extensão do rio (nesta perspectiva, é claro).

ana disse...

Gostei da simplicidade complexa de Miguel Torga!
Da pedra até ao mar!:)
Beijinho.:)

Margarida Belchior disse...

... lindíssima, João!

Não é preciso dizer mais nada.

Beijinhos

Ana Flora disse...

Belíssima foto e frase! Retratas sempre tão belo o nosso Porto, João :)
Beijinho*

Cristina disse...

Ja todos sabemos que o porto é fotogénico.... mas a perspetiva de quem está atrás da máquina fotográfica pode dar-lhe um encanto ainda maior. Como já referiram acima, e muito bem, esta foto tem algo de misterioso...e, mais uma vez, o nevoeiro dá o seu fantástico contributo. Mas nesta imagem, não descurando todo o resto, o meu enfoque vai para o padrão formado pelos gradeamentos de metal, que formam linhas orientadoras e nos conduzem o olhar sabe-se lá até onde...
Gostei, gostei muito!

Mena G disse...

Lindissima!!!!

Luísa disse...

"COMEÇA EM ÁGUA E AREIA
E TERMINA EM PEDRA, AREIA E MAR"

Esta tua visão do "TEU PORTO" não termina apenas se transforma!
Mostras-nos caras de afectos num ar urbano e citadino!
Mostras-nos cansaços de urbe, num nevoeiro citadino que convida ao repouso, mesmo numa esplanada coberta e transparente!
Vivências num olhar fantástico que só a tua lente consegue apanhar e registar ao mais alto nível.

Beijinhos mil, SENHOR!

Anónimo disse...

... sim é verdade foi um começo electrizante ... areia, água e entrou no período "pedra" de vez em quando lá liberta uns grãos de areia talvez ... devido à proximidade da água ... talvez ... a pedra se esteja a desvanecer ... talvez ... lá no fundo aonde termina seja ainda ... areia e água ... talvez ...
T

CONCEIÇÃO DUARTE disse...

Parece que estamos num navio...!

lis disse...

E acrescenta - "não há nenhum intervalo para descansar..."
Torga e todos os poetas portugueses amam cantar seus rios e mares,de forma primorosa- (está na verve dos navegadores).
Lindo demais João.
* obrigada pelo elogio, suas fotos é que estimulam.
abraço

Isabel disse...

Belíssima.

AvoGI disse...

linda neblina comum no porto
kis .=)

João Menéres disse...

MYRA

Adoro-te !

Obrigado, mas não mereço tanto elogio ( a sério ! ).


Um beijo.

João Menéres disse...

FERNANDO

Moro bem perto desta avenida há mais de vinte e tantos anos. Passo lá para ir a casa de 2 dos três filhos e para transporte de netos ao Colégio ou à Escola e nunca a vi com este nevoeiro quase cerrado !

Nunca vi bancos nesta avenida, a não ser os das paragens do autocarro.
Amantes ?
- Quem quer saber do nevoeiro ?

LOL

Um grande e amigo abraço.

João Menéres disse...

FATYLY

Não são pruridos, mas não aprecio, MESMO NADA, quando alguém diz : Ai que lindo postal dava esta fotografia !...
Cá, não se editam bons postais. São raros os exemplos.
Lá fora, apreciam imagens com nevoeiro e outras coisas assim. Aqui, é SOL, PRAIA, MONUMENTOS, o GALO DE BARCELOS e coisas desse calibre !
Mas, por coincidência, ONTEM, foi-me proposto a edição de POSTAIS ILUSTRADOS do PORTO MEU !

Fiquei de analisar.

Ai não gostaste da minha actualização poética ?
Tá bem...

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

JORGE

Porquê uma pedrada no charrco ?
Que é que o Urbano Tavares Rodrigues tem a ver com o Rio Douro ?

Um abraço.

João Menéres disse...

ANA ( I )

O Danúbio é um grande rio, mas o Douro é muito belo.
A imagem do DESAFIO é uma escarpa do Douro Internacional...

Como se chama aquela ilhota em Budapeste ?...
Estive lá a percorrê-la à cata de algum motivo.

Um beijo.

João Menéres disse...

ANA ( II )

É a Ilha Margarida ! Ocorreu-me, agora, de barriguita composta.

Também me desprezaste...

Amanhã, ESTOU CALADO !
" PRONTOS ! "

Tenho mil assuntos que me obrigam a tal.

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

MARGARIDA


Claro que não !

MUITO OBRIGADO.

Um beijo.

Anónimo disse...

Linda!!!

Finalmente o nevoeiro no Douro e o olhar de Mestre!
Os 1ºs alvores duma madrugada nebulosa sobre o Porto e seus mistérios... e o varandim, nítido, convidando a desvendá-los, logo que o Sol o permita...

E ainda M.T, com o qual aprendi,há
muitos anos, a gostar da verdadeira
poesia...É tudo muito, muito bom!..

MM (as dicas seguem em breve)

João Menéres disse...

ANA FLORA

É o SENTIR, sabes ?

Que frase ? A do Torga, óbviamente.

Um beijo ( e agradeço as tuas palavras transparentes que perfuram a neblina ).

A Luz a Sombra disse...

Pois...pois...! "Barriguita cheia"!
Tanto dum lado da Ribeira como do outro é uma tentação!
Bela fotografia, belo nevoeiro!
Que saudades deste lugar! Para mim foi uma paixão á primeira vista!
Abraço

João Menéres disse...

CRIS

Ando a apreciar devidamente o modo cuidadoso como lês as ( minhas ) imagens !

Toda a razão naquela visão do corredor aberto para SABE-SE LÁ PARA ONDE...

Se quisesses um Porto nada fotogénico tinhas que ir bater a outra porta !
Ele existe, infelizmente...
Mas o GRIFO nos seus vôos selecciona o petisco...


Um beijo muito, muito agradecido.

João Menéres disse...

MENA

OBRIGADÍSSIMO !

Um beijo ( até breve, não é ? )

João Menéres disse...

LUÍSA

Estou a gostar ainda mais da imagem, à medida que leio os vossos comentários !
Vou "apartá-la" para o próximo ( se Deus ajudar a encontrar um mecenas ).

Só te posso agradecer a forma como sabes elogiar !
( low, low !...).

Aí não há VAREJAS !...

LOL.

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

> T <

Agora, há uns novos molhes de betão que impedem a invasão da força hercúlea do mar fira e maltrate a parte ribeirinha junto à foz do Rio Douro.
Esses molhes são extensos e vão mar dentro.
Por isso, falei em NOVAS GEOMETRIAS...
Penso que os molhes desviam as maldades para Sul, talvez para o Furadouro ( ao lado de Ovar ).
O próprio Cabedelo, protegido por eles, está a ganhar uma nova configuração.
Tenho pena de não se estar a proporcionar-me um vôo de helicóptero !

Porque não cria um blogue ?
Não precisa de imagens. Com as suas palavras barradas de POESIA, em breve fariam dele um SUCESSO !
( Isto também traz água no bico...)

Um grande abraço.

João Menéres disse...

CON

Ainda não tinha pensado nisso !
E não é que parece mesmo ?

Fantástica observação !

Um grande beijo, NOC.

João Menéres disse...

LIS

Desculpa, mas não cheguei lá :
Quem acrescenta ?

Lê o que escrevi à LUÍSA ( um nadinha acima ).

Um beijo e o meu agradecimento.

João Menéres disse...

ISABEL

Basta-me um adjectivo com essa expressão !

Um beijo e grato.

João Menéres disse...

GISELDA

Neblinas assim e neste local, "comuns no Porto " ?

Quem me dera tê-las à minha hora no rio !!!


Um beijo

João Menéres disse...

MARIA

Uma sopa saborosa e bem quente.
Uma posta de pescada cozida, chilena nº 5, com cebola e batata e um bom azeite.
No final, uma boa fatia de Pão de Ló ( de Celorico de Basto ). Uma delícia !...
+ 1/2 copo de água a acompanhar.
( Como tenho que estar alerta até às tantas, evito o vinho, pois convidava ao sono a vir...

A propósito : Porque não vens até cá, ver algo de novo nesta Cidade ?

Um beijo.

João Menéres disse...

M.M.

Estás a deixar-me em pulgas !
Tenho que esperar muito pelas dicas ?
Resides no Porto ?
No fim do mês, vou arejar, atenção !

Concordo, Miguel Torge, esse sim, é um MESTRE !

Um abraço ou um beijo ?

gb disse...

Uma grade que não separa, une.
Uma grade que não prende ... a não ser o nosso olhar.

João Menéres disse...

GB

Uma grade que dá confiança.
Não prende.
E, como dizes, só prende o nosso olhar até...


Um beijo.

lis disse...

Oi João
Quis acrescentar o que o poeta Miguel Torga em seu Díário falou sobre o Douro: " ... começa em Miranda e acaba na Foz,este calvário/Começa em pedra e água/e acaba em pedra e água/Como nos pesadelos, não há nenhum intervalo para descansar/Entra-se e sai-se do transe em plena angústia." (...)
Nao me fiz entender ,desculpe.
um abraço

João Menéres disse...

LIS

Sim, tens toda a razão. Agradeço-te imenso a referência !

Então, como prova do meu agradecimento, ficam uns excertos do Eugénio :

> O que ele mais ama, sobre isso não tenho dúvidas, são aqueles álamos frios das terras de Sória, onde as suas águas são delgadas e jovens.

...É com eles na alma, que o rio se verga por fim às águas salgadas da última morada >

Conhecias ?
Consta da CANÇÃO DO MAIS ALTO RIO / Antologia Literária do Douro / Organizada pelo próprio Eugénio, com ilustrações de Júlio Resende.
Talvez a melhor antologia sobre o Rio Douro !
Tenho um exemplar da 1ª edição ( Dezembro de 1990).

Um beijo muito grato por valorizares com o teu contributo o GRIFO PLANANTE.

Li Ferreira Nhan disse...

A umidade do ar sente-se na face; refrescante toque. Uma benção!
Obrigada por mais essa maravilha João!
Um beijo querido.

João Menéres disse...

LI

E, como nesse dia, o frio estava ausente, é mesmo como dizes : "sente-se na face, um refrescante toque ".

Também as tuas palavras, para mim, são uma verdadeira benção !


Um beijo, Li, querida amiga do outro lado deste maravilhoso Atlântico .

Anónimo disse...

Caro João Menéres

O que se segue não é um comentário à sua magnifica fotografia, porque já o fiz acima, mas relaciona-se.

Refere-se às tais dicas...

Não vivo no Porto mas na zona Centro.

E foi por mero acaso que encontrei o Grifo Planante, no dia 8 de Março, e vi, pela sua mão e olhar de Mestre, a mais bela fotografia do Porto Antigo e o não menos belo e sentido texto que a acompanha!

Desconhecia a transformação da cidade até ficar yoltada para o Mar...Ainda bem que nunca dei aulas
de História no Porto...se os alunos
perguntassem, não saberia responder

Voltarei ainda à fotografia de ontem, cuja névoa cada vez me encanta mais. Momentos únicos.

Beijinho
Maria Manuela

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Então, és a M.M. !
E não nos conhecemos pessoalmente, certo ?

Se me mandares o teu endereço postal por e-mail...

És professora de História, em Coimbra ?

Estou muito sensibizado com as tuas palavras e com o que elas significam.

Um beijo grato.

Cristina disse...

Tudo na vida tem o seu lado menos fotogénico, por isso o Grifo faz muito bem em selecionar os seus voos para nos presentear sempre com tão agradáveis perspetivas :)
Continuação de bons voos!!! :)

João Menéres disse...

CRIS

Obrigado pelo entendimento dos vôos do grifo que plana !

Um beijo.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Obrigado por referires a imagem do dia 8 de Março !
Fui revê-la e logo dei conta de um > A < a mais no textinho !

Já o enterrei !

Um beijo muito grato.

Georgia disse...

Que linda imagem, Joao. Ao fundo o castelo no momnte ou é um mosteiro?

Abracos

Remus disse...

Confesso, e vou fazer uma grande penitência por causa disso, mas senti uma grande inveja da fotografia...
Acho que nem é preciso dizer mais nada.