.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

CONTRASTES URBANOS

© João Menéres

EM PRIMEIRO PLANO,
A IGREJA DA MISERICÓRDIA.
AO FUNDO,
A TORRE DOS CLÉRIGOS.

ENTRE AS DUAS,
UMAS QUANTAS JANELAS
E OUTRAS  MANCHAS CROMÁTICAS
QUE PODIAM SER JANELAS
MAS O NÃO SÃO.

64 comentários:

Georgia disse...

Bela imagem, Joao.

Boa semana

Abracos

Luísa disse...

O crescimento impensado...envelheceu e entristece o nosso olhar!
Janelas enferrujadas vizinhas de uma sempre duradoira pedra rendilhada!

Contrastes...
Bjnhs

myra disse...

gostei MUITO desta foto de contrastes!!!
bjos

Maria de Fátima disse...

o Porto é este espanto de cores e de contrastes, João Menéres! uma cidade que apaixona e inebria e que se ajeita se andamos de objectiva em punho
abraço!

Hellag disse...

mas o tempo está bem marcado :)

byTONHO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Remus disse...

Num primeiro impulso, ia dizer que não fazia a mínima ideia onde é que ficava esta igreja. Ainda para mais, ficando ela relativamente perto da Torre dos Clérigos.
Tive que ir perguntar ao meu amigo Google ... e fez-se luz. ;-)
Mas de facto não conheço a igreja porque nunca entrei lá dentro, sempre que passei pela rua, encontrei-a sempre fechada (será que ela só está aberta nos horários de celebração de missa?).

É uma fotografia que serviu para revivar a memória e de consciencialização de que não conheço tudo o que existe no Porto.
;-)

João Menéres disse...

GEORGIA

Obrigado pela tua visita e comentário.

Um beijo.

João Menéres disse...

LUÍSA

É necessário pensar na época em que o Porto não cabia mais dentro das suas muralhas.
De repente, foi necessário crescer mesmo !
Demoliram-se as Poras da urbe, demontou-se grande parte da Muralha Fernandina.
Só mais tarde surgiram os irmãos Almada com uma visão mais urbanística.
Até então, as pessoas quiseram continuar a viver bem junto uma das outras.
E, hoje, com tantos Planos e Regulamentos de Ordenação do Território e com tantos arquitectos especializados, não se cometem tantos ou mais crimes de lesa-pátria ?
Pensa na Barragem que TEIMAM em construir no Tua que colocará em perigo a Classificação do Douro como Património Mundial.
Pensa numa Linhas de Alta Tensão com que pretendem atravessar o Rio Douro do Tua para Armamar !
E estamos em pleno Séc. XXI com pareceres de todas as origens e entidades !

Tens toda a razão nas palavras deixadas e que só agradeço.

Um beijo.

João Menéres disse...

MYRA

A tua opinião sobre a imagem vale OURO para mim.

Um beijo enormeeeeeeee....

João Menéres disse...

HELLAG

Curiosamente, ambas as igrejas são do Nicolau Nasoni.


É uma " marca" .

Um beijo.

João Menéres disse...

TONHO

Até numa cidade como Brasília há CÃO trastes !
Que fará numa cidade com mais de MIL ANOS ?

Um abraço.

João Menéres disse...

REMUS

Quanto prazer tê-lo por aqui !

A entrada para visita da Igreja da Misericórdia faz~se pela porta que a antecede através da qual pode visitar o próprio museu e, eventualmente, uma exposição temporária.
Eu já lá expuz.
Aconselho uma visita, tanto à igreja, como ao museu.

Um abraço.

João Menéres disse...

FÁTIMA

DESCULPA ter saltado !

Para te compensar voutranscrever o teu comentário :

> o Porto é este espanto de cores e de contrastes, João Menéres! uma cidade que apaixona e inebria e que se ajeita se andamos de objectiva em punho. <

Não posso estar mais de acordo !
E há sempre um canto ou recanto a descobrir, mesmo pelos portuenses de gema e apaixonados !

Um beijo grande e desculpa o meu lapso.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

E manchas que mancham o nosso olhar...
Abraço

byTONHO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eduardo P.L disse...

O Porto é realmente um espanto!

Fê-blue bird disse...

Meu amigo, um maravilhoso contraste que só quem tem sensibilidade artística consegue captar.

Beijinhos

Sara disse...

O Porto é repleto de antíteses que, contudo, vão convivendo pacificamente.
Gosto sempre do seu olhar sobre esta cidade que (também) me acolheu, João.
Beijinho e uma boa semana.

João Menéres disse...

RUI PIRES

Foi exactamente esse tabuleiro de cores que chamou a minha atenção.

Um abraço.

João Menéres disse...

TONHO

Levei em consideração o AZUL !

Obrigado.

Um abraço.

João Menéres disse...

EDUARDO

Quanto mais se conhece, com mais vontade se fica de conhecer o que ainda não conhecemos...

Ana disse...

Adorei a foto e o texto.. tão lindo o nosso Porto!

João Menéres disse...



Não tinha lido este teu comentário quando respondi ao RUI PIRES.

Importas-te de subir dois rectângulos ?

Um beijo e grato.

João Menéres disse...

SARA

Logo que o tempo aqueça um pouco, quero ir a zonas menos turísticas e por isso menos conhecidas.
Aliás, no meu livro ( Album ) DE UM OUTRO PORTO, isso já é um tanto evidente.


Um beijo.

João Menéres disse...

ANA

E eu fiquei encantado com o teu comentário !!!
O texto foi ao correr da pena...

Um beijo.

AvoGI disse...

Mas que lindo contraste! e sabes, claridade do dia ainda embeleza mais
o enquadramento
kis .=)

João Menéres disse...

GISELDA

Observação muito pertinente.

Mais uma hora e era noite !

Um beijo grato.

A Luz a Sombra disse...

Á meia noite fotografava na Ribeira e estava deslumbrada com o espectáculo.
Eram seis da manhã estava a pé e com a sorte de ver o Nascer do Sol e a Torre dos Clérigos ali, em linha recta muito perto da janela do meu quarto iluminada pelos tons lilázes daquela hora.
É linda a Torre.
Boa semana.
Maria

João Menéres disse...

MARIA

E quando nos mostras esses lilazes madrugadores ?

Um beijo ( vou ver se te envio um e-mail ).

Li Ferreira Nhan disse...

João nem quero imaginar tudo o que vc escreveu a Luísa. Você sabe; amo muito tudo aí.
No Porto há que se ter um outro olhar; sem pressa, mais devagar, mais investigativo, mais astuto, mais inteligente. Essa imagem é uma colcha de retalhos num leito azul. Esse tom azul que só Portugal possui.
Um beijo querido.

João Menéres disse...

Li

És uma pessoa que bem gostaria de conhecer !
Infelizmente, porcá, os tempos não são propícios a viagens.
As companhias de aviação constantemente sobrecarregam as tarifa com taxas e sobretaxas.
O preço da gasolina sobe a cada dia rondando os
€ 2 cada litro. Constato que em muitos países o preço varia entre os 30 e os 60 cêntimos de Euro por litro.
Há que refrear as viagens, pois as portagens nas auto-estradas também pesam.
Portugal atravessa um período difícil que nunca conheci ( nem no tempo da II Guerra Mundial ! ).
Há que REDESCOBRIR o Porto em todos os seus meandros...
E procurar saber mais da sua História...
Até as maravilhosas neblinas desta cidade estão em crise !

Gostei e apreciei imenso o teu sábio comentário.

Um beijo, querida amiga.

Luísa disse...

És mui nobre, Senhor!
Obrigada por tão pertinente dissertação!
Beijinhos mil

João Menéres disse...

LUÍSA

Nobre é esta Invicta Cidade !
Eu apenas tento usufruir do muito que ela me propicia...

Um beijo.e obrigado.

Mariza Delandrea disse...

O fato é que além da bela imagem o fotógrafo é mestre na arte!! E não o digo sem razão, acabei de receber alguns catálogos de suas fotografias que me deixaram encantada!!

Um grande beijo João! É sempre um prazer admirar a sua obra!

Mariza

João Menéres disse...

MARIZA

Muita a gentileza das tuas palavras.
Nessa tarde, fiz mais duas bem diferentes.
Qualquer dia aparecem por aqui.

Um beijo e muito obrigado.

L.Reis disse...

Não, não são janelas...são sinais do tempo que deixa a sua herança e por aqui e por ali vão crescendo coisas, menos de pedra, mais vulneráveis, menos orgulhosas, mais submissas...mas o belo resiste para sempre...ou eu assim o quero pensar.
Um beijo!

Rosangela Neri disse...

Noooooosa, quantas vezes pensei em tirar fotos destes contrastes nas inúmeras visões que aprecio, já pensei em postar também e não o fiz.

Signos da história.

Bela postagem, parabéns!

Helena Oneto disse...

Sempre me fez confusão ver o sacro e o profano "colados" um ao outro...
beijinhos

CONCEIÇÃO DUARTE disse...

Adorei esses contrastes jOão!!! Te amo!! bjks e ja dei meu voto! Para você, claro! ahahahha
Bjks CON

expressodalinha disse...

Um chapeado já vetusto. Está protegido pelo IPPAR?

Sandra disse...

Vamos viajar??
Passei para deixar um abraço e dizer que ando um pouco ausentes das visita. Mas que não esqueço os amigos do coração.
É sempre bom voltar e rever os grandes amigos.
Um grande abraço até mais,
Carinhosamente,
Sandra

João Menéres disse...

L. REIS

A razao nunca te falta !
Se não há mais janelas, isso apenas se deve a regulamentos que, por vezes, são injustificados. E, neste caso, não vejo a mínima razão para o impedimento de se rasgarem janelas por onde o Sol entrasse e a vista se alargasse até ao rio.
Assim, umas chapas envelhecidas funcionam como protectoras de empenas vetustas...
Mas emprestam uma malha que não se deve desperdiçar quando se procura uma outra visão.

Um beijo.

João Menéres disse...

ROSANGELA NERI

Estás sempre a tempo de as registar !
E sugiro que não tardes. De um dia para o outro, vem uma máquina que tudo arrasa e adeus oportunidade...
Como muito bem dizes, são signos da história de uma cidade !

Um beijo.

João Menéres disse...

HELENA

Cidades antigas, sem muito terem por onde se expandirem, a solução no tempo foi essa colagem.
Agora, sobretudo em zonas novas, já se criam espaços verdes que facilitam separações entre diferentes finalidades.

Um beijo amigo e obrigado pela visita.

João Menéres disse...

CON

Obrigado por TUDO !

A vida é feita mesmo dos mais diversificados contrastes.

Um beijo grande.

João Menéres disse...

JORGE

O IPPAR não olha para esses pormenores meio escondidos...

João Menéres disse...

SANDRA
Não te preocupes pela falta de tempo que te não permite ser mais assídua na visita a tantos blogues.
Os verdadeiros amigos entendem que humanamente não é possível.
Graças a Deus que não estamos confinados à blogosfera !!!

Um enorme beijo.

mfc disse...

E não é uma cidade uma tela de contrastes?!

Uma fotografia atenta que realça isso mesmo.
Um abraço de parabéns.

João Menéres disse...

MFC

Mesmo nas cidades modenas, não faltam contrastes !
Pelo menos, sociais sempre existirão. Infelizmente.

Um abraço.

Li Ferreira Nhan disse...

Ah! Tinha muito gosto em te ver!
Quem sabe em 2013?
(sempre em ano ímpar)
um beijo

João Menéres disse...

LI

Tenhamos esperança, então !

( Mas não venhas em Agosto ! )

Um beijo, querida amiga.

BRANCAMAR disse...

Este Porto que eu amo, assim mesmo, com todos os seus contrastes, porque dentro destas casas há vida e uma vizinhança afectuosa, capaz de reinvidicar e de dar o que tem e não tem para conservar Igrejas como estas. São ruas estreitas, são séculos de história, são assim as freguesias da Victória e da Sé e também a de S. Nicolau, junto ao rio, são a parte mais característica do Porto, que cabe à Câmara Municipal ir reconstruindo, ajudando a reconstruir e requalificar, como já tem acontecido em alguns casos.

Na prespectiva da fotografia o contraste é quase horroroso, mas quando passo nestas ruas tudo me parece tão diferente.

Beijinhos João.

João Menéres disse...

BRANCA

Obrigado pelo teu contributo sempre tão estimado, quanto pertinente.

Podes incluir as freguesias de Miragaia, de Campanhã e do Bonfim...
Mas, deves saber que a C.M. Porto não pode acudir a tudo ao mesmo tempo.
Também é certo que, por mais que fizesse, nunca satisfaria todos.

Um beijo.

BRANCAMAR disse...

É verdade João, falei das freguesias mais centrais da zona Histórica, mas na verdade é da minha freguesia do Bonfim, que conheço melhor a afectuosidade do povo portuense, ali para os lados das Antas/Av. Fernão de Magalhães e Campanhã tão perto e Miragaia que tantas vezes visito. Enfim são tantas e tão boas, até mesmo Stª Ildefonso, que vai desde a Baixa ao Marquês de Pombal e adoro a Foz Velha e o Passeio Alegre e muita coisa tem sido feita de bom por todos esses lados. É bem verdade que a Câmara não pode acudir a tudo e que se têm já feito coisas interessantes em termos de recuperação. Fiquei muito feliz por saber há tempos que uma empresa particular de jovens empreendedores, que até conhecemos, recupera espaços antigos e os converte em apartamentos interessantes para alugar, tendo feito isso recentemente na Rua Mártires da Liberdade.

Podes ler tudo neste link:

http://porto24.pt/porto/12092011/reabilitar-para-um-cliente-jovem-que-quer-conforto-sem-pagar-muito/

Beijinhos e desculpa, quando me ponho a falar no Porto perco-me e estendo-me e falta-me falar em tanto de belo, da Boavista até à Foz e dos Caminhos do Romântico, etc, etc.

Beijos
Branca

João Menéres disse...

BRANCA

Obrigado pela indicação do link.
Li os dois que aparecem.
Habitualmente, não passo na Rua Mártires da Pátria e, quando o faço, éde carro. Não dá para perceber alterações.
Fiquei supreendido, muito agradavelmente surpreendido.
Se o filho tiver o empreendorismo do Pai ( por quem tinha muita estima e consideração ) a Cidade vai ganhar novas perspectivas no que à habitação diz respeito.
Da próxima vez, vou olharcom atenção para o edifício onde estavam os Móveis Bento !

Muito obrigado e um beijo.

Rute disse...

...estive aqui um bom tempo a ler os comentários e as suas respostas e fiquei ainda com mais vontade de voltar ao Porto, cidade onde só fui três ou quatro vezes e já há muitos anos! é um sitio pelo qual me apaixonei logo da 1ª vez que lá fui...tenho que voltar...tenho que voltar...

* Gostei muito da foto e a Igreja tem uma arquitectura lindíssima.

1 beijinho:)

João Menéres disse...

RUTE

Vem ! Vem !
Mas deixa a Primavera dar sinais de vida.
Sei que em Lx está frio, mas aquié muito pior !
Não venhas em Agosto ( não estou), nem na Páscoa
( igual motivo ).

Terei o maior prazer em "guiar-te" por alguns dos sítios que tiveres maior interesse.
Vielas, cafés, museus...


Um beijo.

Carlos Romao disse...

A Igreja da Misericórdia,que interessante coincidência.
Um abraço.

João Menéres disse...

CARLOS

Por isso, referi !

Um abraço.

VagaMundos disse...

Excelente fotografia e excelentes os contrastes :)~
Abraço amigo

João Menéres disse...

VAGAMUNDOS

Obrigado pelas palavras elogiosas !

Abraços amigos.

Regina disse...

Linda imagem!

João Menéres disse...

REGINA

Desculpa o atraso do meu OBRIGADO.


Um beijo.