.

domingo, 23 de outubro de 2011

A VISITA AO HOTEL


 
Imaginem que um casal chega a um hotel da vossa terra e pergunta quanto custa um quarto para o fim de semana.
O recepcionista responde: 100 euros pelos 2 dias.
Muito bem. Responde o cavalheiro. Mas gostaríamos de conhecer as v. instalações antes de reservarmos. Os quarto, a piscina, o restaurante...
- Não há problema, responde o recepcionista. Os srs deixam uma caução de 100 euros e podem visitar as nossas instalações à vontade.
Se não gostarem nós devolvemos o dinheiro.
- Combinado, disse o casal.
Deixaram os 100 euros e foram visitar o hotel.

Acontece que:
O recepcionista devia 100 euros à mercearia do lado e foi a correr pagar a dívida.
O merceeiro devia 100 euros na sapataria e foi a correr pagar a dívida.
O sapateiro devia 100 euros no talho e foi a correr pagar a dívida.
O talhante devia 100 euros à agencia de viagens e foi a correr pagar a dívida.
O dono da agência devia 100 euros ao hotel e foi a correr pagar a dívida.
Nisto o casal completou a visita e informou que afinal não vão ficar no hotel.
- Não há problema. Tal como lhe disse, aqui tem o seu dinheiro, devolveu o recepcionista.

Conclusão:
Toda a gente pagou a quem devia... sem dinheiro nenhum.
O casal levou os 100 euros que pagaram todas as 5 dívidas no valor total de 500 euros.
Ponham aqui os olhos e percebam que todo o sistema financeiro, desde que inventaram os números negativos, se tornou uma fraude.
Zero euros pagaram 500 em dívida.
E podíamos continuar indefinidamente.

Como dizia Milton Friedman: 
"Não perguntem onde está o dinheiro porque ele não está em lado nenhum!"


14 comentários:

Maria de Fátima disse...

são as velharias, como esta, que fazem o sumo da vida se devidamente actualizadas...
um beijinho João

Isabel disse...

Gostava muito de perceber de economia. Este é um exemplo simples e esclarecedor das voltas que o dinheiro que não existe, dá. E aqui são só 100 euros.
Um beijo e bom domingo

Eduardo P.L disse...

Boa João, gostei dessa aula de finanças e economia!!!!

myra disse...

uma aula sim, pqe nunca entendi nada de economia:)
beijosssssssssss

myra disse...

e continuo sem entender!!!!

expressodalinha disse...

Um "caso grego".

byTONHO disse...



"Ora 'direinhos' o que!"

No ECO, mia nada de economia!

:o)

Luma Rosa disse...

A história que contou serviu para demonstrar que o dinheiro é a maior invenção da humanidade. O que era 100 euros continuou a ser em sua trajetória, chegando ao destino de forma íntegra. E se fosse uma "coisa"? Poderia chegar avariada e com seu valor deteriorado. O dinheiro só perde o seu valor quando mal empregado. A dialética econômica bidimensional do século passado opunha "o povo" aos criadores do dinheiro e atualmente está cada vez mais comum falar do "lado humano do dinheiro", ou simplesmente do "planejamento da vida", sem hipocrisias.
Não concordo com a conclusão "Zero euros pagaram 500 em dívida", pois 100 euros, como escrevi acima, não se multiplicou, ele apenas fez uma "movimentação na economia", graças à sua "consignação".
Boa semana! Beijus,

Tété disse...

Continuo a achar que o dinheiro é uma treta. Faz-nos muita falta, mas move o mundo e quase sempre não é no melhor sentido.
Tanto paga um ramo de flores dado com carinho, como serve para acabar com o amor de familias inteiras.
E por isso também eu deixo esta citação:
"As esplêndidas fortunas - como os ventos impetuosos - provocam grandes naufrágios." (Plutarco)
Que não nos falte mas que não nos altere o bom senso.
Grande beijo
Teresa

Li Ferreira Nhan disse...

Não percebo nadinha disso,
detesto bancos,
cartões de crédito idem.
Mas sou simpática a pratica do escambo.
beijo João

João Menéres disse...

MENINAS e MENINOS :

AMANHÃ A LIÇÃO CONTINUA !

Rute disse...

...também fico toda baralhada com as voltas que dão ao nosso dinheiro...vou ficar à espera da lição de amanhã!

1 beijo;)

Luísa disse...

O mais interessante deste post é verificar que quase todos os fieis seguidores do Grifo estão " nem aí" para o dinheiro e as suas histórias...

Uma lição, um esclarecimento!
OBG

mfc disse...

A explicação perfeita!!