.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

JÚLIO RESENDE : Mais um Artista que se despediu desta vida.

© João Menéres




Faleceu ontem de manhã, na sua casa de Valbom, Gondomar, o Artista plástico Júlio Resende  
(  na véspera da inauguração de uma sua exposição em Lisboa e a pouco tempo de completar 94 anos ).


Apresento uma aguarela que me ofereceu há menos de dez anos e que representa um local que ambos muito apreciamos :
Na Pousada do Torrão, sobre as serenas águas da albufeira que a seus pés deleita o nosso olhar.


E, se me permitem, deixo uma brevíssima nota curricular :

Com uma carreira diversificada - pintura a fresco, vitral, painéis cerâmicos, ilustração de obras literárias e cenários teatrais - conta com uma numerosa obra mural, com destaque para a "Ribeira Negra" e a estação de Sete Rios do Metropolitano de Lisboa. Foi, ainda, director artístico do Grande Espectáculo de Portugal na Exposição Mundial de Osaka, em 1970.

Entre várias distinções salientam-se: Prémio Nacional de Pintura da Academia de Belas-Artes, Prémios Armando de Basto e Sousa Cardoso, Prémio Especial da Bienal de Arte de S. Paulo, 1º lugar no Concurso para o Monumento ao Infante D. Henrique, Medalha de Prata na Exposição Internacional de Bruxelas, 1º Prémio de Artes Gráficas na X Bienal de S. Paulo. Recebeu a Medalha de Ouro da Cidade do Porto, o Grau de Oficial da Ordem de Santiago de Espada em Portugal e da Ordem de Mérito Civil do Rei de Espanha, entre outras.
A obra de Júlio Resende está representada no Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu de Helsínkia ( Finlândia), Museu Aalesund Kubstforening (Noruega), Biblioteca Real Alberto (Bruxelas), Gabinete de Estampas (Antuérpia), sede da Unesco (Paris) e Museu Marítimo de Macau. E também no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian ( Lisboa), Museu Regional de Évora, Museu de Ovar, Museu Amadeo de Souza-Cardoso ( Amarante) e, ainda, Museu de Arte Contemporânea de Lisboa. 
Até ao dia 9 de outubro, na Galeria do Acervo, podem ser vistos os 33 estudos para o painel cerâmico da estação Sete Rios do metropolitano de Lisboa, que é da sua autoria. A exposição "A Intuição Atenta à Razão" abriu há quase um ano. <

Fonte: http://aeiou.expresso.pt/morreu-o-pintor-julio-resende-1917-2011=f675367#ixzz1Yb9l5I5q

28 comentários:

myra disse...

deve ter sido alem de otimo pintor uma pessoa incrivel!
infelizmente eu nao o conhecia!
bjs

Li Ferreira Nhan disse...

João!
Que aquarela maravilhosa; suavidade na cor, economia na linha.
Do simples ele compôs o todo.
Sem adornos nem disfarces.
Admirável!

Seus desenhos do caderno de viagens Goa / Cabo Verde são de uma delicadeza, cuidado e sinceridade únicos.
Lamentavelmente perdemos mais um dos grandes.
um beijo querido

Rute disse...

A aguarela é muito bela...os grandes artistas eternizam-se pelas obras que deixam, é uma maneira de permanecerem ...intocáveis!

1 beijinho:)

FAIRES disse...

Júlio Resende...
Era muito mais do que um artista...
Realmente, este nosso "Mundo", comete injustiças imperdoáveis...
Há HOMENS que nunca deviam morrer, e Júlio Resende é um desses...

Isabel disse...

Lindíssima a aguarela.
Um abraço

BRANCAMAR disse...

Uma grande perda, João.
Ainda há poucos anos, três talvez, o via frequentemente pelo "Lugar do Desenho", sempre acessível e afável.

Ontem mesmo eu dizia num comentário de como algumas das suas obras estão espalhadas por casa de amigos e até estabelecimentos a quem o Mestre tinha alguma ligação.

Este quadro é lindíssimo e por coincidência a Estalagem do Torrão, hoje chamada também de Vale do Gaio", é propriedade de um amigo meu, que muito estimo.
Não sei há quantos anos não vais lá, mas se voltares notarás que está tudo completamente remodelado e mais lindo ainda. Um deslumbramento para o olhar. Vou mandar-te o link. Fiquei muito contente por conhecer esta obra do Mestre.

Um beijinho para ti.
Branca

byTONHO disse...



"Ê VIDA passageira,
ligeira e que fica
e deixa os rastos para os amigos!"


Linda OBRA/recordação!

:o(

ana disse...

A aguarela é belíssima. Adoro esses tons, ele tinha o dom de saber usar as cores e uma grande sensibilidade a expressar-se. Não o conheci pessoalmente mas a ideia que tenho é que era uma pessoa simples, no sentido em que conversava com toda a gente.
Abraço e felicito-o por ter privado com ele e com a sua arte de perto.
Já agora onde é a exposição que fala?

expressodalinha disse...

Uma excelente recordação.

Eduardo P.L disse...

Grande perda! Linda aquarela!Valiosa recordação!

José Jaime disse...

Uma linda aquarela, guardará sempre a lembrança do seu grande amigo.~

O meu e-mail é
penhalonga@ig.com.br

Abraços
José Jaime

Sandra disse...

Comemorar meu aniversário na sua companhia é maravilhoso. Estou feliz em comemorar mais um ano de Vida. Fazer mais uma vez aniversário é ter a certeza de que DEUS, nos concedeu a oportunidade de mudança e reforma em nós. É ter a certeza que a nossa Missão ainda não terminou.
É muito bom ter VOCÊ COMIGO, neste dia tão ESPECIAL.
OBRIGADA PELA SUA COMPANHIA.
CARINHOSAMENTE,
SANDRA

Maria de Fátima disse...

nestes momentos, eu nem digo nem escrevo
remeto-me ao silêncio que é a voz que vem dos deuses

Anónimo disse...

O Homem passa como a espuma do mar...
Mas é bom poder continuar a ver as suas preciosas aguarelas e esta é particularmente linda pela tonalidade das suas suaves cores da esperança.
Um abraço
HF

João Menéres disse...

MYRA

De facto, era uma pessoa de uma simpatia incrível e possuidor de uma generosidade sem limites.


Um beijo.

João Menéres disse...

LI

Não sabia que conhecias tanto da obra de
Júlio Resende !
Fico contente por isso.

Um beijo.

João Menéres disse...

RUTE

Só uma pequena percentagem da humanidade lega obra aos vindouros.
Felizmente, Portugal - apesar do seu reduzido tamanho e das dificuldades com que o meio artístico sempre se deparou - tem visto nascer muitos valores reconhecidos internacionalmente e muitas são as áreas:
desde a Música até à Arquitectura, das Letras à Pintura.

Um beijo.

João Menéres disse...

FERNANDO

Quantas vezes a morte é o passaporte para a fama eterna...


Um abraço.

João Menéres disse...

ISABEL

Um dia, telefonou-me e perguntou se eu não me importava de passar lá em casa.
Não imaginava ao que ia...
era para me oferecer a aguarela !

Um beijo.

João Menéres disse...

BRANCA

A última vez que pernoitei no Vale do Gaio foi na noite de 8 de Abril de 2007.
Queria fazer umas fotografias lá.
Infelizmente à noite começou a ameaçar mau tempo.
Eu viera de Cascais, onde tinha estado um sol brilhante e bastante calor.
Mas, por volta da hora do almoço, no dia seguinte, tinha que seguir para Extremoz, onde ia fotografar o Armando Alves.

Agradeço-te o link do vídeo.
Na verdade, está muito mais acolhedora e ainda mais simpática e atractiva.
O deck deve ser uma tentação para dali não arredar pé.
Vamos esperar pelo fim da Primavera para retornar e conhecer os notórios melhoramentos.

Um beijo e obrigado por tudo.

João Menéres disse...

TONHO

Um dia também me oferecerás um original teu, não é ?

Um abraço.

João Menéres disse...

ANA

Peço-te imensa desculpa por não ter fixado o nome da Galeria. Mas é em Lisboa.
Apanhei essa informação on-line. Depois, quando fui pesquisar para te informar não consegui encontrar a fonte.

Obrigado e um beijo.

João Menéres disse...

JORGE

Sem dúvida.
Mas a maior refere-se à personalidade do Resende.

Um abraço.

João Menéres disse...

JOSÉ JAIME

Obrigado pelas palavras.


Um abraço.

João Menéres disse...

SANDRA

Uma vez mais não te esqueceste do Champagne Bruto !

Beijos, querida e obrigado.

João Menéres disse...

MARIA DE FÁTIMA

Também a Música vem lá de cima.


Um beijo.

João Menéres disse...

HF

O Resende deixou uma obra tão valiosa, quanto variada.
Óleos, aguarelas, tapeçarias, vitrais, paineis de azulelos. Enfim, percorreu uma vastíssima área plástica.

Um abraço grato pelo comentário.

João Menéres disse...

EDUARDO !!!

Desculpe ter saltado !

Obrigado pelo comentário.
Esta aguarela é uma delicadeza e reporta-se a um
SÍTIO MUITO ESPECIAL.

Um abraço.