.

domingo, 28 de agosto de 2011

Um dos e.mails que o ROLANDO PALMA me enviou.

Amigo João...

Estava online... e ao ver surgir o aviso... decidi: Não é tarde nem é cedo, pois então.
Tempos conturbados, é certo... mas ainda vivo.
Aproveitei uma longa travessia no deserto, arrumei muitas coisas...  e entre muitas outras coisas, estou tentando descobrir um editor para colocar finalmente o "Entremares" em livro.
Está decidido.
A vida dá muitas voltas, e a minha em concreto pediu "bis" na montanha russa.  Mas tentando seguir o próprio entremares... se cairmos mil vezes... há que levantar mil e uma, não há outro jeito.
Obrigado por ainda "se lembrar" de mim, amigo João. Ainda não voltei ao Porto ( há mesmo muito tempo ) mas em breve aí irei, é uma promessa.

Um grande, grande abraço.
Rolando




NOTA : Este tem a data de 7 de Setembro de 2010.
Está quase a fazer um ano.
Infelizmente, um louco roubou a vida ao Rolando e a felicidade a duas pessoas que só desejavam ser felizes.

8 comentários:

myra disse...

uma terrivel tragedia, uma enorme perdida...

Li Ferreira Nhan disse...

"...A vida dá muitas voltas, e a minha em concreto pediu "bis"..."

Que triste, muito triste.
Planos, promessas, afirmações.
E alguém interrompe tudo.
Um horror!
Como a vida é frágil, efêmera...

Eduardo P.L disse...

Bonito post, linda homenagem póstuma!

Voar sem Hasas disse...

Olá amigo João,

Vejo que voltaste ás postagens, e o Rolando continua sempre presente, é dificil sentir a sua ausência.

E quanto ás fotos que me tiraste na semana passada????? quero vê-las. Sou curiosa e estou mortinha por ver como ficaram. Envia se for possivel para o meu e-mail.


Desejo-te um grande sucesso com a exposição em Salvador. E espero que aproveites tb para te divertires, rever amigos e descansares.

Um beijãooooooooooooo

✿ chica disse...

Triste ,triste isso,João! abração,chica

byTONHO disse...



Triste.MENTE que mata gente!

Abraço e Viva a Bahia!

:o)

mfc disse...

Ele merecia esse livro!

Menina do mar disse...

Feliz pela tua merecida exposição, feliz por ter o privilégio por me ter cruzado com alguém como tu, feliz por saber que onde quer que o Rolando esteja está feliz como todos nós. Um beijo terno!