.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

VASOS COMUNICANTES - António Ramos Rosa / Gisela Ramos Rosa





VASOS COMUNICANTES
é um livro de Poesia.
Mas não é um simples livro de Poesia.


É o Diálogo Poético
entre o tio e a sobrinha.
E, como escreveu Maria Teresa Dias Furtado no prefácio,
" é a celebração do encontro e da palavra,
da proximidade na diversidade, do entendimento poético
 e humano, dos gestos de amizade que
intensificam o sentido e o fluir do tempo."


Desse diálogo, aqui reproduzo as
páginas 54 e 55.
Para ilustrar, escolhi uma imagem
de um rio do Norte.
O seu leito é uma ilha.
as suas margens são um corpo
donde nascem as árvores.


Que os Poetas me desculpem o atrevimento.





Tu nasceste para viver numa ilha
 e vives numa ilha deste mundo  







O fruto que tu comes é obscuro ou verde
é o fruto de uma árvore
e no sabor da tua língua se dissolve

Tu bebes com os olhos da tua sede
tu és um sol que tem sede
e respira como uma árvore
e dormes na adolescência do teu nome
numa terra que tem as linhas de uma mão aberta
e o silêncio meditativo das tuas pálpebras.


António Ramos Rosa   


© João Menéres














 O meu corpo é uma ilha   








 em torno de um jardim de água







de onde bebo o fruto das palavras o sabor do mundo
 escutando os sons e as cores





 vibrando com a leve gravidade das aves





 reinventando vozes e paisagens

 o meu corpo é uma ínsula de um continente antigo
 que tem sede de outras ilhas grãos do mesmo corpo
 e respira a saudade na distância do mar

 as árvores vivem no sonho desse corpo
 e respiram a remota adolescência do mundo
 desejando o vento e a flor do sol

 o meu corpo é o exílio que tem sede
 das fontes que inundam a matéria
 e no silêncio busca a nascente
 onde o fruto da língua se recria








Gisela Ramos Rosa


                                                                                                              
                                                                                                              
                                                                                                              




34 comentários:

Ana Paula disse...

Magníficos Vasos Comunicantes nestas excelentes imagem acompanhadas por uma bela poesia!!!!!
Desejo uma óptima semana!!!
Beijinhos

intimidades disse...

simplesmente lindo

adoro a imagem, e perfeita para a poesia

Bjinhos
Paula

Chica disse...

Maravilhoso isso,João! Um abração,linda semana! tens notícias da nossa querida Myra? chica

Anónimo disse...

Sempre adoráveis na forma como combinam as palavras, Tio e Sobrinha, encontram o equilibrio do sentir na sua mais simpática apresentação: poesia!
Beijinho terno aos três, pelo momento!
Luísa Vilaça

Eduardo P.L disse...

Inteligente e bonito post! Três poetas!

Gisela Rosa disse...

Querido João, claro que não tenho palavras
para expressar as emoções deste momento. Obrigada por esta surpresa de palavras e de "rios". Lindíssimos.

Um beijinho e a minha inteira amizade

FAIRES disse...

Sem palavras ou qualquer comentário...
Só ia estragar este post.
Lindo tanto na imagem como nas palavras..
Obrigado João... por estes momentos de leitura.
Um abraço,

Rute disse...

Lindo! Poesia que embala, como se as palavras trocadas fossem um ondular de serenas marés, que trazem e levam as ondas, trazem e levam...
Muitos parabéns aos autores e ao João pela belíssima fotografia que tão bem 'acolhe' a sabedoria das palavras

1 beijinho

José Jaime disse...

Um trio de poetas No ver, no sentir e no e no expressar.
Abraços
José Jaime

João Menéres disse...

ANA PAULA

Tio e Sobrinha são excepcionais !


Um beijo.

João Menéres disse...

PAULA

Foi uma interpretação visual que dei ao Diálogo.

Obrigado.

Um beijo.

João Menéres disse...

CHICA

Da nossa querida MYRA ainda não tenho notícias, infelizmente.
Começo a estar com algumas preocupações...


um beijo.

João Menéres disse...

LUÍSA

A relação Tio/Sobrinha é algo de ESPANTOSO !

Um beijo.

João Menéres disse...

EDUARDO

Não exagere comigo...
Mas ainda bem que apreciou a minha postagem.

Um abraço.

João Menéres disse...

GISELA

Estava com receio que não gostasses.
Como o EDUARDO disse, fiz a minha interpretação.
Admiro-vos de mais !!!

Um beijo.

João Menéres disse...

FERNANDO

Muito agradeço o seu comentário.
Tinha medo de estragar a COMUNICAÇÃO DESTES DOIS VASOS...


Um abraço.

João Menéres disse...

RUTE

Uma vez mais, és muito generosa comigo.

Um beijo.

João Menéres disse...

JOSÉ JAIME

Não é nada difícil apaixonarmo-nos pelo trabalho desses dois seres tão especiais e tão raros.


Um abraço.

Rolando Palma disse...

Amigo João,

As pontes... são isso mesmo, laços. Não nós, simplesmente laços que unem duas margens, não forçosamente iguais, mas complementares. partilham o mesmo rio, tal como os dois poemas partilham algo maior, creio.

Mas isso nem preciso de o dizer. Está lá escrito, sente-se.

É bom navegar neste rio...

Um grande abraço.
Rolando

João Menéres disse...

ROLANDO

Estou muito contente com o seu regresso.
Porém, tenho o tempo (agora) muito limitado para a blogosfera e, por tal razão, não tenho muitas hipóteses de ler os seus muito bem elaborados textos.
Espero que compreenda.
Expliquei isso no mês de Dezembro...


Um abraço.

Sandra Gaspar disse...

Lindíssimas palavras e foto.

(o presépio de areia encontra-se no cais de Gaia junto ao rio Douro)

Um Beijo

Gisela Rosa disse...

Obrigada João do fundo do coração.
Adorei a tua edição. A tua interpretação. O teu olhar. Está linda. Um beijinho

Gisela Rosa disse...

João, coloquei o teu Grifo no meu mural do fb.
Não resisti. Beijinho

mdsol disse...

Muito bonito, João Menéres.

:)))

João Menéres disse...

GISELA

Lamento que a edição da tua poesia nãotenha ficado bem no blogue.
No blogger está tudo alinhado e com os espaços correctos.
Não sei o que se passa, na verdade.
Aliás, queria colocá-las lado a lado.
Tentei um sem número de vezes e não consegui.
Sou um analbabeto nisto.

Em compensação, dás-me uma alegria imensa por teres MESMO gostado !
Quanto ao fb : é muito raro eu ir lá...
Só quando sou avisado pelo próprio fb, imagina.
Mas agradeço-te muito. És uma pessoa com enorme prestígio e, portanto, com muitas AMIZADES.

Um enorme beijo.

Gisela Rosa disse...

Admiro-te João.
Obrigada imenso. Está perfeita a edição. A fotografia belíssima! Beijo

João Menéres disse...

SANDRA

Desculpa ter saltado.

Obrigado pela indicação.

E obrigado também pelo comentário à postagem.

Um beijo.

João Menéres disse...

MARIA

Se também gostaste, é muito bom para mim.

Um beijo.

Mena G disse...

Sem mais: lindissimo!!!

João Menéres disse...

MENA

Muito obrigado por teres apreciado os VASOS COMUNICANTES.

Um beijo.

Li disse...

Tudo em perfeita harmonia!
Obrigada querido João!
beijo

João Menéres disse...

LI

Eu éque te agradeço E MUITO !


Um beijo.

ruma disse...

Awe inspirar seus trabalhos!

Saudações.

Saga, no Japão.

ruma

http://p.tl/6AtP

João Menéres disse...

RUMA

É a POESIA que me inspira.
Obrigado pela visita.

Um beijo.