.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

MOINHO

UM MOINHO DE VENTO
NAS ILHAS ATLÂNTICAS. 

© João Menéres





NOTA : AMANHÃ É DIA DE DESAFIO !

34 comentários:

intimidades disse...

que ventos tera ele ja visto passar?

uma vez fui a um restaurante num moinho, ja nao me lembro onde

linda foto

Bjinhos
Paula

Fê-blue bird disse...

Meu amigo:
Um moinho em mal estado que resultou numa belíssima fotografia.

Beijinhos

Eduardo P.L disse...

João, seu grande DESAFIO é não ABORTA-LO como há dias atrás!!!! srsr
Que venha!

Chica disse...

Lindo,João! abração,chica

José Jaime disse...

Bonita foto. Pelo aspecto esse moinho já
m o ..e u!
Abraços
José Jaime

Georgia disse...

Linda imagem Joao.

Fiz um post na Saia agora, falando dos presentes que temos recebido e citei o teu livro.

Mais uma vez obrigada pelo lindo presente.

Um grande abraco

ElmaCarneiro disse...

Meu querido amigo João Menéres.
Amei sua visita no Viart, aceitando meu convite e devo reabri-lo ao publico em breve. Não vivo sem poesia.
A foto é linda e fico a pensar que o moinho tem instalada uma antena parabólica (?) dando um contraste entre o antigo e o moderno.
Beijo-te

ruma disse...

Sim.

O vento canta.
As danças moinho de vento.

O azul ultramarino abraça tudo. . .


Obrigado pela sua visita.

A partir de Saga, no Japão.
ruma

Rute disse...

Lindíssima imagem!
O Moinho perdido, à beira do mar azul, soprando suavemente para não quebrar o encantamento, daquele momento escondido... Agora apetecia-me continuar por aqui fora e 'contar' uma história...

1 beijinho :)

BRANCAMAR disse...

Lindíssima foto! Sempre tive um fascínio por moinhos.

Beijos João e um bom fim de semana

Branca

FAIRES disse...

Linda Imagem.... Lindo Moinho mesmo envelhecido...
Quais seriam as mágoas moídas por este moinho....
Em Alcochete também existem dois ou três bem bonitos...
Um abraço

João Menéres disse...

PAULA

Muitos e variados.
E alguns de verdadeiro temporal.

Mas a Ilha de S. Jorge é maravilhosa, vai por mim...

Das 9 ilhas nem sei de qual gosto mais !
São todas um encanto e bem diferentes entre si.
A Terceira e a do Faial TALVEZ sejam as que mais me seduzem.

Um beijo.

João Menéres disse...



Nem sabemos explorar o património que temos...
Nunca soubémos e não aprendemos !

Um beijo.

João Menéres disse...

EDUARDO

Embora o aborto esteja legalizado em Portugal, desta vez, não é de esperar que me veja obrigado a tal acto.
Refiz o texto todo na esperança de não defraudar os ilustres interessados no DESAFIO.

Porém, viu o que sucedeu na minha postagem com os
VASOS COMUNICANTES ?
Texto novo: no blogger e na pré-visualização impecável e depois ...aqueles espaços terríveis na poesia da GISELA !

Um abraço (cheio de esperança).

João Menéres disse...

CHICA

Muita gentileza da tua parte.

Um beijo.

João Menéres disse...

JOSÉ JAIME

Obrigado pela visita e COMENTÁRIO.

Um abraço.

João Menéres disse...

GEORGIA

Obrigado por tudo.

( E sempre ao dispôr ! )

Um beijo.

João Menéres disse...

ELMA

Até parece, na verdade.
Mas, como é um moinho de vento, as velas (ou panos) têm que se segurar em algo que as faça accionar o mecanismo para a moagem.

Será sempre um prazer revisitar-te !

Um beijo.

João Menéres disse...

RUMA

Foi com enorme prazer que retribui a tua visita.

Gostei muito das tuas poéticas palavras.
Vamos continuar sempre que possível ?

Um beijo.

João Menéres disse...

RUTE

E colocáste ponto final, quando eu estava a deliciar-me com a tua introdução !
Podes contar as histórias que quiseres.
Se o preferires fazer no seu blogue, podes "levar" a imagem.
Seria para mim uma honra.

Um beijoooooooo !

João Menéres disse...

BRANCA

Só te posso agradecer as palavras.
Como é teu hábito, muita gentileza.

Um beijo.

João Menéres disse...

FERNANDO

Quantas histórias não terá cada moinho para contar ?

Quando lhe fôr possível, faça o favor de os fotografar e mostrar ao povo que gosta destas (e doutras...) coisas.

Um forte abraço.

Rute disse...

Vou seguir a sua sugestão e 'levar' a imagem emprestada para continuar a história lá na Éfémera.
A honra é toda minha !

1 beijinho :)

Luísa disse...

Neste blog, o vento sopra com alento!
Sopra vigorosamente...
Deixa a rotação das élices em êxtase
por poder produzir com imenso bom gosto!
Beijinhos mil, SENHOR!

João Menéres disse...

RUTE

Já estou à espera da história...
Mal posso esperar !

Um beijooooooo.

João Menéres disse...

LUÍSA

Este GRIFO PLANANTE anda por aí ao sabor do vento.
Umas vezes, tranquilo.
Outras, à procura de novos OLHARES.
Por vezes, fica no ninho a descansar e a reflectir.
Será a altura de parar mesmo ?
Veremos o que a Primavera diz...

Um beijo grande.

Luísa disse...

Não páres!
Neste momento sinto imenso a falta da Myra!Não tenho tido notícias dela!!!!
Agpra imagina tu parares também!!???
Os dias já começam a raiar mais uns minutos, o frio já suavizou o ar agreste...Mantém-te presente, com o teu ar de vida vivida com graciosidade!Ensinas-me todos os dias.Nao quero perder as tuas lições.Por isso, para é proibido!
Beijinho terno!

João Menéres disse...

LUÍSA

Como bem sabes, há um tempo para tudo.

Para a Primavera ainda faltam dois meses.

Vamos andando e logo veremos.

Mas, como disse em Dezembro, há muitas outras coisas que requerem a minha atenção.

A Myra teve um pequeno acidente no ombro.
Vai voltar, está descansada.

Um beijo.

Rute disse...

João

A Luisa tem toda a razão! Não podemos passar sem si e sem o GRIFO.

A história já lá está...no meu efémero cantinho... ;)

1 beijo

João Menéres disse...

E eu já comentei com o meu agradecimento...

Quanto ao GRIFO...veremos.
Não é birra,obviamente.
Não estou a pensar terminar mesmo, mas umas pausas nas postagens.
Precisarei mesmo de uns intervalos !

Um beijo.

tossan® disse...

Sim vou ver o desafio. Por hora estou a desfrutar o visual desta excelente foto que você nos apresenta. Abraço

João Menéres disse...

TOSSAN

Agradeço a sua participação e foco muito feliz pela sua opinião quanto à imagem aqui postada.

Um abraço.

L.Reis disse...

...erguido na beira do mundo, a desafiar ventos e brisas...

João Menéres disse...

L. REIS

E quantos mais não há por lá nessas condições desafiadoras !...

Um beijo.