.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

GAIVOTAS

© João Menéres



JÁ A NOITE CHEGAVA...



COM AS GAIVOTAS

CONTENTE DE ME DAR COMO AS GAIVOTAS
BEBO O OUTONO E A TARDE ARREFECIDA.
PERFEITO O CÉU, PERFEITO O MAR, E ESTE AMOR
POR MAIS QUE DIGAM É PERFEITO COMO A VIDA.

TENHO TRISTEZAS COMO TODA A GENTE.
E COMO TODA A GENTE QUERO ALEGRIA.
MAS HOJE SOU DE UM CÉU QUE TEM GAIVOTAS,
LEVE O DIABO ESSA MORTE DIA A DIA.

(Eugénio de Andrade, in Os Amantes Sem Dinheiro)


36 comentários:

Luísa disse...

Bela imagem...com um belo excerto de divagações de Eugénio de Andrade!
Extremo bom gosto, SENHOR!
Beijinho terno!

João Menéres disse...

LUÍSA

Amanheceu Outono.
As gaivotas não vi.
Porque me deixaram ao abandono,
Só as tuas palavras li.

Aqui está o beijo, minha Amiga.

tonhOliveira disse...



Gai > ^ v < otas!

Por aqui só VOTA-se!

Grande ap.CLIC.ação nas pinceladas em rosa!

Abra...são!

myra disse...

gaivotas, mar, vida, que bom que voce tem uns olhos tao fantasticos, aqui o outomho chegou com chuva e frio...
adorei o comentario do Tonho:)
beijos meu querido SENHOR FOTOGRAFO!!!

angela disse...

Quanta doçura nesse rosa e azul cheio de gaivotas!
A vida fica perfeita nas palavras de Eugénio, um pouco melancólica, mas perfeita.
beijos

Eduardo P.L disse...

Feitas um para o outro, ou vice-versa...srsrsr

João Menéres disse...

TONHO

Tu és o ♚ das brincadeiras com jogos de letras e palavras !

Um ab RAZO (estou a voar baixinho...)

João Menéres disse...

MYRA

E aqui está ☼ !

Já tomei café numa esplanada da praia, aqui em frente ao Atlântico !!!

Um beijo e protege-te.

João Menéres disse...

ANGELA

Não sinto assim tão melancólico ...
Ele vive o momento com Felicidade !


Um beijo bem ⚓.

João Menéres disse...

EDUARDO

Espero que se refira EXCLUSIVAMENTE à imagem e à poesia !!!

Porque o Eugénio tinha certas preferências sexuais...
Para mim, LOURAS ou MORENAS !


Um abraço.

José Jaime disse...

Linda foto e belas palavras do Eugenio de Andrade. E realmente, Que leve o diabo essa morte dia a dia, ou melhor dizendo:
"A morte não é o fim de tudo, mas pode significar um novo começo quando decidimos nos livrar de tudo que atrapalha nosso crescimento e impede que enxerguemos a aurora de um novo amanhecer." como disse Fátima Pacheco.

Abraços.
José Jaime

Rute disse...

Lindissima foto, com umas cores espetaculares!
As palavras do Eugénio de Andrade poderia ter sido feitas só para esta fotografia. É um conjunto perfeito :)

1 beijinho

João Menéres disse...

JOSÉ JAIME

Receber os seus comentários no GRIFO é um prazer e uma honra.

Em contra-ponto à Fátima Pacheco, posso deixar aqui do nosso VERGÍLIO FERREIRA (1916-1996), e com quem tive o privilégio de durante um dia conviver:
> Não mudamos com a idade na estrutura do que somos. Apenas, como na música, somo-lo noutro tom<
Pois bem, eu que já vivi muito mais do que pensava nos meus 30 anos, enquanto a cabeça for funcionando e eu seja autónomo, não estou nada interessado em SER NOUTRO TOM.

Um abraço que se estenda até aí.

João Menéres disse...

RUTE

Se clicares na imagem, ela amplia... (aliás, como quase todas...).

Só te agradeço a apreciação.
Na verdade, parece que foram feitos um para o outro (os trabalhos, CLARO!)

Um beijo.

intimidades disse...

Lindo

Beijos
Paula

João Menéres disse...

PAULA

Obrigado pelo alerta !

Brevemente te enviarei colaboração (modesta).

1 beijo.

Luna disse...

Curioso... Eu conheço estas mesmas gaivotas de qualquer lado.. eheh

Já atendi ao seu pedido, foi fácil afinal!

Abraços e Beijinhos retribuidos do pessoal daqui de casa.

Beijokas

João Menéres disse...

PAT

Se calhar eram as primas destas gaivotas...
É que aqui no GRIFO PLANANTE há uma FAMÍLIA muito grande e unida !
Às vezes, um elemento ( o JORGE ) diz: "VOU ALI E JÁ VOLTO" e já sabemos que vai percorrer centenas de quilómetros até ao Centro de Portugal ou a Trás-os-Montes (eventualmente com uma incursão a Espanha) e dois dias depois está de volta à LINHA do EXPRESSO ) não é o do Oriente...).
Outros, por cansaço, por fastio ou por falta de tempo, levantam vôo e tardam a regressar...
Mas, sabes, minha querida, é UMA FAMÍLIA UNIDA !!!
Basta, lançarmos um SOS e logo vêm a correr!
E isso é muito aliciante e compensa outros desgostos...
Os SEGUIDORES, agora, estão mais à vista.
Veremos o resultado desta manobra estratégica...
Não sei se olhaste para o número de visitantes.
Está quase na hora de eu pensar no que ( e como) fazer.

Distribui por esse núcleo os beijinhos e os abraços que daqui envio.

E, para ti, o meu novo agradecimento por teres accionado o ascensor!

mdsol disse...

Hoje merece clap clap clap a dobrar. A fotografia muito bonita e as palavras do Eugénio de Andrade!

Sendo assim:

Clap clap clap clap clap clap clap clap clap(1ª vez)

Clap clap clap clap clap clap clap clap clap(2ª vez)

João Menéres disse...

MdSOL

Como soam bem esses aplausos aos meus olhos !
É que te esqueceste de colocar o SOM ! ;D):D):D) ...

Sem falsa modéstia: "COM AS GAIVOTAS" de Eugénio, qq imagem fica valorizada!
Tenho a felicidade de ter muita POESIA e saber onde ir buscar...

Muito obrigado, AMIGA !!!

Um beijo.

Helena Oneto disse...

Querido João,
Em dias escuros onde a esperança tarda a aparecer, fotos e poemas como estes são uma benção!
Bem hajas!

mdsol disse...

João Menéres

Se assim é, um desafio será começar a juntar fotografia + poema. Não digo que seja aconselhável em todas, mas seguramente que há muitas que aguentam um poema sem se "desfazerem".

E, qualquer dia, junta um punhado de fotografias mailos poemas e faz um livro. E se colocar os poemas der muito trabalho por causa dos direitos de autor e coisas afins, alguém escreve umas linhas, tipo comenta-as.

Ora pense "nissos"!

:)))

Luna disse...

É verdade, os visitantes... Mas já não tinha pensado em qualquer coisa para fazer?
Embora também já não me lembre o que era...

E agora reparei, como suspeitava, que eu fui a PRIMEIRA Seguidora! Pelo menos aqui aparece assim...

*BJS*

João Menéres disse...

PAT

No meu quadro, apareces em 6º lugar...
O primeiro, julgo que foi o JORGE MONTEIRO, um BOM fotógrafo, de VNGAIA.

Sim, tinha e continuo a ter !
Qualquer dia REVELO!

Vai implicar com o COMENTÁRIO que for feito a uma determinada imagem...

E quem vai julgar, não sou eu!

Ainda te recordas em quem pensei convidar?
NÃO DIGAS !



Bjkas !

João Menéres disse...

HELENA

MAIS UM SALTO...
Mais uma distração!

Desculpa-me, sim?

E pensei em ti hoje, imaginas?

Obrigado por teres vindo reler o EUGÉNIO!

Um beijo.

João Menéres disse...

MdSOL

Obrigado pelas sugestões !

Mas, de facto, ao longo destes quase dois anos, já fiz tudo isso.
Umas vezes com excertos de Escritores, outras com Poetas e, também, parcerias com blogueiros (LUÍSA VILAÇA, LINA REIS, SELMA ANTUNES, SELENA SARTORELO...ai se me esqueço de outro nome!...).

CURIOSO é o facto desta tarde me ter passado pela cabeça essa ideia do LIVRO !
Mas, algo vai suceder em Novembro...
Voumandar-te um mail...

Um beijo e muito agradeço todo esse interesse.

Selena Sartorelo disse...

Olá João, com a tua permissão mais uma vez ouso aqui pensar escrever.
Bela composição que não posso não ver
Simples e doce alegria do que um dia ainda viveria
Faz o presente constante que transporta na palavra concendida o sentimento do som. Ah João como é rara essa harmonia que encontra na imagem a sintônia que toca e fere como o violoncelo a repetição...mais do que a rima rimada é o pensamento sentido...entende o que eu digo João...seria essa apenas ilusão...a decepção é um sentimento fraco pois nele não existe perdão. Há quanto tempo não crio...acho que nunca criei...maldita pretensão que cega até uma boa intenção. AH! João...desprender o pé do chão. Chutar as pedras de Drummond, removê-las com cuidado...ou passar sem ser observado...qual delas é a opção. Transpor o pensamento do poeta que não escreve por meta nem por aparição...essa chama-se inspiração...A arte que embebeda tornando-me uma mera aspiração.Ah! João. Que bela composição.

"TENHO TRISTEZAS COMO TODA A GENTE.
E COMO TODA A GENTE QUERO ALEGRIA.
MAS HOJE SOU DE UM CÉU QUE TEM GAIVOTAS,
LEVE O DIABO ESSA MORTE DIA A DIA."

Obrigada João.

Beijos,

Quase Blog da Li disse...

Ai ai,
eu nunca vi um céu assim...
Que cores!!!
Obrigada João por essa preciosa imagem!
Perfeita comunhão com os versos.
Grande beijo

Mena G disse...

Eugénio de Andrade chegou às minhas mãos,pela 1ª vez(muitos anos atrás!), através do "bibliotecário" da cidade. Um homem a quem devo o meu gosto pela leitura. Um dia falarei dele...
Este poema de "Os amantes sem dinheiro",foi para mim um eco de um dos livros que mais gostei de ler... E a foto não podia ilustrar melhor as palavras do poeta!
Lindo.Tudo.

Gisela Rosa disse...

linda João linda

João Menéres disse...

ELIANA

Desculpa o atraso do agradecimento!
Estes 2 dias não têm sido fáceis...

Também NUNCA vi um céu parecido com este!

Tive a sorte de ainda o captar, embora só tivesse tido tempo para o SEGURAR no jardim quando vim de fora do Porto !

A Poesia do EUGÉNIO, essa permanece !

Um beijo.

João Menéres disse...

MENA

Para tudo é preciso ter sorte...

É uma varanda do meu quarto que deita para o Rio Arade.
Ao fim da tarde, costumo estar a olhar para o mar, mas naquele dia, dei conta das nuvens que se estendiam até ao Ferragudo.
E, as gaivotas vieram das salinas em direcção ao mar, como é seu hábito.
Como estava com a camera na mão, por causa das nuvens, foi só escolher o voo mais bonito.
Mas se estivesse com a Canon, teria ficado melhor. Foi com a compacta...

Um beijo (Tens passado bem ? )

João Menéres disse...

GISELA

Eu à MENA pormenorizo um pouco.
Se quiseres ler...


Como te agradeço os teus comentários (breves que sejam...) !

Um beijo.

João Menéres disse...

SELENA

A falta do SINAL (blog) ao lado do teu nome é o responsável por ter passado nos agradecimentos a tempo.
Agora, quando vi o nº ímpar, vim ver o que me tinha passado...

AVISO: Vai-te inspirando assim (a propóito dos meus 100.000...)

E, como falas no "nosso" C.D.A., permite -me tu agora a mim que aqui o cite:

> Olha, amor, o que fazes desses jovens
(ou velhos) debruçados na água mansa,
relendo a sem-palavra das estórias
que nosso entendimento não alcance<

Não foi por mera obrigação, SELENA!
É pela delícia com que te li.
Com que te li, especialmente, hoje.
PARABÉNS ( e não te sintas com a ausência da inspiração!).

Aquele beijo de SEMPRE.

Céu Vieira disse...

Gostei da imagem e do poema do grande Eugénio de Andrade, mas agora tenho de "ir à vida" que são horas!! rrrrssss
Um bjooooco

João Menéres disse...

CÉU

Muito agradeço o seu empenho.
Quem teima e luta, VENCE !

Um beijo.