.

sábado, 24 de julho de 2010

SINFONIETTA

Photobucket

© João Menéres


ANTES QUE TE VÁS,
DEIXO-TE ESTAS NOTAS.
PARTES COM AZUIS
POR MIM TECLADOS.

34 comentários:

Luísa disse...

Sinfonietta contrastante com a imensidão da fotografia!
Olha bem o espelho da queda d´agua que levanta a imaginação e a leva para lá da húmida cortina!
Sente bem, o azul dedicado a alguém, que se despede com a suprema delicadeza de teclar tons prediletos!
E a linha de oiro na pedra, são laços de ternura num presente invulgarmente belo!


Beijinho terno, SENHOR! Que beleza invulgar nestas tuas fotos!Parabéns!

Eduardo P.L disse...

Título e imagem que me remetem ao blog da Jugioli!
É um elogio!
Bom fim de semana, em AZUL!!!! srsrs

myra disse...

cada dia outra beleza...esta è em azul! adoro o azul!
beijosssssssssssssssssssssssssssss

Adh2bs disse...

Prezado Sr. Menéres.
É com respeito e admiração que volto a esta praça para contemplar a poesia de vossas imagens.
Grande e respeitoso abraço,
Adhemar.

angela disse...

Fantástica João.

Mar de Bem disse...

Que fluidez, que água fresca, que vibração... que MARAVILHA!!!
...ai que bem que eu respiro, olhando esta foto!
Beijinhos

Lara Amaral disse...

Lindos: poema e imagem!

Beijo.

Anónimo disse...

Não há duvida que o Mestre Menéres está em "grande": grande na fotografia, grande na imagem, grande na poesia, grande na amizade e nos inúmeros admiradores e amiradoras...
Um grande abraço do seu compadre "laurentino".

Martim Roquette Durão disse...

O que a água não esconde, mas embeleza.

Gisela Rosa disse...

que maravilhosos tons de azul João. refrescam.

um beijinho e obrigada pelas palavras, pelas imagens

João Menéres disse...

LUÍSA

Para que seja relido a beleza do que escreveste :
>Sinfonietta contrastante com a imensidão da fotografia!
Olha bem o espelho da queda d´agua que levanta a imaginação e a leva para lá da húmida cortina!
Sente bem, o azul dedicado a alguém, que se despede com a suprema delicadeza de teclar tons prediletos!
E a linha de oiro na pedra, são laços de ternura num presente invulgarmente belo! <

Não sei se ALGUÉM vai ler os meus agradecimentos...

Eu gostava...

Tenho alguma esperança !

Tu mereces, LUÍSA.

Um beijo com a alegria sentida pelo que li.

MUITO OBRIGADO.

João Menéres disse...

EDUARDO

Muito obrigado.
Eu SABIA que era um elogio que me dirigiu !

Só não sei se a JUGIOLI vai ficar contente consigo...

Um abraço.

João Menéres disse...

MYRA

É uma das últimas realizadas por mim que mais me satisfaz, MYRA.
E quando uma Artista Pintora assim escreve, só posso manifestar o meu regozijo.

Um beijo com muita ternura, MYRA.

Menina do mar disse...

Adorei!

João Menéres disse...

Adh2bs

Muito grato pelas suas palavras que constituem, naturalmente, um significativo estímulo para tentar não desiludir os meus visitantes mais frequentes.
Neste caso, como arquitecto que é, a sua opinião é especialmente importante para mim.
Os arquitectos têm por formação um sentido estético muito sensível.
E, como conheço vários arquitectos ( o SIZA VIEIRA, por exemplo, para não falar de muitos outros e de outras gerações mais novas) que apreciam a generalidade do meu trabalho, fico a saber que mais um (e agora de um arquitecto de São Paulo) se junta ao referido leque, onde tenho igualmente o privilégiode contar com muitos nomes da Pintura portuguesa.
Não posso deixar de salientar a expressão que utilizou neste seu muito amável comentário :
>...a poesia das imagens .<

Um abraço agradecido.

João Menéres disse...

ANGELA

Vinda de ti, uma palavra basta.


Um beijo amigo.

João Menéres disse...

MARGARIDA

Eu não disse acima?...
Agora é uma pintora que me tece um louvor vindo das Ilhas Encantadas !
> VIBRAÇÃO < : Esta é nova no meu cardápio !

Um beijo até aí a planar por este Atlântico.

João Menéres disse...

LARA

Como te agradeço o comentário ...

Um beijo com afecto.

João Menéres disse...

" LAURENTINO "

Como sei que aprecia e valoriza o meu trabalho sem falsas palavras, vou admitir os outros GRANDES acrecentados.
Deixo umas reticências, no entanto, quanto à Poesia.
Aí, posso aceitar se disser que, por vezes, escrevo com poesia. Mas também sabe que ISTO é o canto do cisne...

MUITO E MUITO OBRIGADO.

Um abraço e boa semana (aproveite que a temperatura volta a subir! )

Helena Oneto disse...

Frescura e beleza de agua sobre azul! Mais fresco que esta lindíssima fotografia, só o beijo que o João me vai dar quando chegar ao Porto!

João Menéres disse...

GISELA

Não ignoras o quanto me intimida comentar nos teus blogues.
Sei as minhas limitações, embora (quantas vezes isso sucede) me atreva a deixar umas palavras, porque a tal sou impelido pela MAGIA do que mostras, do que escreves e do que crias.

> TONS DE AZUL QUE REFRESCAM <

Vês?
Como te posso retribuir?
-Não, não sei.

Um beijo, sempre atento ao que editas.

João Menéres disse...

MENINA DOS MEUS MARES

Tens andado muito submersa...
És "injusta" para quem diariamente te busca n' AS VOLTAS DA MARÉ .

Qualquer dia vou adorar ouvir a tua voz, novamente.
E será mais doque isso?

Um beijo num passeio por cima da areia molhada.

João Menéres disse...

HELENA

Vens ao Porto ou é quando tiver acabado de ler o teu comentário?
Pois! É a isso que te referes, não é ?

Como me fizeste sorrir, aqui fica, só para ti, UM BEIJO NO DIÁFONO AZUL QUE PREFERIRES.

Selena Sartorelo disse...

Olá João,

Sabe do gosto que tenho pela tua composição.
Quase que o tempo passa e mudo a audição.
Pedido concedido não por educação, mas simples e delicamente por ser esse tão sentido.Um harmonia que ultrassa o som. O azul que revive e não entristece e que Picasso enlouquece. A tua intensa luz que a cada dia em sensibilidade cresce. Ter mais que capacidade de ver e enxergar. Ir ao encontro no interior de cada olhar. Saber a leitura que diz o pensamento sentido. Alcance.
João como tudo isso me faz bem. Deixa de ser ilusão a prática do querer bem.
Não retribuo a altura essa majestosa figura.

Beijos João de todo o meu coração.

Obrigada.

Selena Sartorelo disse...

...João quero para mim essa palavra olhada.
Dando a ela o nome de Filomena Pintada. Perdoe mas ouso no título dado pois não saberia entender melhor significado.

beijos

João Menéres disse...

Queridíssima SELENA

Vou agradecer, respondere perguntar num só:
Começo pelo teu segundo comentário : Não entendi o que pretendes com

>João quero para mim essa palavra olhada.
Dando a ela o nome de Filomena Pintada. Perdoe mas ouso no título dado pois não saberia entender melhor significado.<

Podes ser mais explícita? (Pode ser por mail, se assim achares mais conveniente)

Passemos então ao 1º :

Ainda ontem, me lembrei da Fase AZUL desse génio da Pintura. E não a despropósito...

E PARA MIM QUERO ( e vou guardar em DOCUMENTOS já !)
estas tuas maravilhosas palavras que aqui transcrevo:

> O azul que revive e não entristece e que Picasso enlouquece. A tua intensa luz que a cada dia em sensibilidade cresce. Ter mais que capacidade de ver e enxergar. Ir ao encontro no interior de cada olhar. Saber a leitura que diz o pensamento sentido. Alcance. <

Como és inspirada! O sress faz-te muito bem !!!

Agradeço-te tanto, SELENA !...

Um beijo deste até ao teu heart.

Selena Sartorelo disse...

Olá João,

(Essa foi a resposta que te dei lá no possibilidades)

Também não sabia esse significado João..mas na semana passada fui a um exposição realizada aqui em São Paulo, exatamente no Sesc Pompéia. Lá visitei as "Palavras que o mundo tem"
Origens e significação. Uma composição.
Então encontrei Filomena...que é quase como uma musa da música e sua filosofia. A Palavra que trás o som em poesia. União ou resumo de uma tradução. Não achei em outro lugar tal tradução, então falo apenas o que lembro do que li lá. Sua imagem trouxe a lembrança por tanta semelhança. Se tiver mais informações ou qualquer correção adoraria saber pois essa palavra recebeu outras cores desse saber.

No primeiro tudo já disses. São essas pelavras João, pois foi você a inspiração. E Naquela citada expsição "Palavras que o mundo tem" (na verdade não me lembro bem do título) Mas lembra das "palavras do mundo". Beijos João..não estou me sentindo bem...o Jorge está a sofrer e não sei o que fazer.

beijos

João Menéres disse...

SELENA

Ainda não consegui chegar mais além com a FILOMENA!

O JORGEvai saber ultrapassar, não tenhas dúvidas!

Um beijo, SELENA querida.

L.Reis disse...

E assim se cristaliza o azul em cores de gelo e sopros de água...uma miragem aquém do longe de cada despedida.

(Fantástico feito!)

João Menéres disse...

L. REIS

O AZUL e a ÁGUA, aliados aos sopros das tuas palavras, vão sempre provocarem-me miragens.
Umas, serão de despedidas, mas outras, serão certamente de chegada.
Entre as primeiras e as de chegada, o gelo vai derretendo e ficará sempre o cristalino da tua escrita.

Disse-o acima à pintora MYRA, mas repito agora: ESTOU APAIXONADO POR ESTA IMAGEM QUE A MUSA ME CANTA !

Um beijo.

Lina Faria disse...

João,
certamente um dos mais belos posts de sua lavra. Forte em letra e música.
beijo!
acho que vou até postá-lo hora dessas no meu blog.

João Menéres disse...

LINA FARIA

Só darás mais allegro à SINFFONIETA !
Mas informa-me se te decidires.

Obrigado por tudo.

Um beijo.

Mena G disse...

Absolutamente fantásctica esta SINFONIETTA!
Concordo em absoluto com o Eduardo P.L.: é que isto apetece logo pintar! Quem me dera sabê-lo...

Céu Vieira disse...

Adorei esta imagem João!!!! Parabéns está um primor!
Bjoooos