.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

GRAFISMO

© João Menéres


LINHAS E CÍRCULOS.

16 comentários:

angela disse...

Uma foto e tanto.
beijos

Luísa disse...

Reflexos circulares numa sequência fantástica de Circulos Díspares!

Beijinho terno!

Menina do mar disse...

São escamas de peixe! Sardinhas!!
:)
Bjos

tonhOliveira disse...



Discos metálicos,
parecem pratos de bateria!

FOTOgrafismo JOANIANO.

myra disse...

nao sei o que sao, mas sei que é uma esplendida foto....comme toujours, mon cher ami!!!!!
beijossssssssssssssss

João Menéres disse...

ANGELA

Pelo menos, foi difícil !
Puxa !!!

Um bejo.

João Menéres disse...

LUÍSA

Muito bem observado e melhor descrito !

Beijinhos.

João Menéres disse...

MAR e MARÉS

Não, não..

Mas, às vezes podem estar por lá !

Um beijo.

João Menéres disse...

TONHO

±, mas sem ruídos desses...


Um abraço.

João Menéres disse...

MYRA

A superfície tinha imperceptíveis risquinhos que a camera regista...

Grande beijo.

Dona Sra. Urtigão disse...

Como sempre seus grafismos são espetaculares. Os conjuntos de cores tambem, que vi em outras fotos por aí, confesso, sinto inveja, gostaria de ter a sensibilidade e a técnica para fotografar assim, "benzadeus"
Um abraço,
continue nos brindando com a beleza,
agradecida...Faz bem à alma...

mdsol disse...

Brilhante. Sim, em todos os sentidos.

:)))

L.Reis disse...

Mais um grafismo entre sombra e luz a desafiar o olhar...e eu nem consegui perceber o que é...

João Menéres disse...

DONA

Obrigado por tão amáveis palavras.

Vou tentando, querida amiga.
Mas este não é um blogue de arte fotográfica.
Apenas, um blogue onde procuro variar os temas, as técnicas e o género.
Procuro agradar ao maior número possível dos que me acompanham diariamente.

Um beijo.

João Menéres disse...

MdeSOL

Pois brilhava e reflectia . Até o que eu não desejava...
Tudo INSPIRAÇÔES...

Um beijo grato.

João Menéres disse...

L.REIS

Se tivesses tomado um cafézinho...

Um dia em que saí de manhã inspirado por uma madrinha (e tudo por causa de um beijo ainda não retribuído, imagina !).

Um beijo, agora, ao luar.