.

sábado, 5 de junho de 2010

DÚVIDAS

Photobucket

© João Menéres

Estou como esta imagem:
Entre a luz que me impele para a frente e
a sombra que me chama ao trabalho real.
(Ou deveria escrever exactamente ao contrário?
Já não sei o que é real ou o que é virtual...).



21 comentários:

Luísa disse...

Sabes bem "o que é o quê", para onde vais e porquê!
O mundo que nos aproximou é virtual, mas o teu conhecimento, que alimenta esta aproximação, é real!
Um sem o outro jamais faria sentido serem apresentados!
Hoje, necessitas de dedicação ao tempo real para, mais uma vez, brilhares e encantares com os teus maravilhosos trabalhos!
Por isso, as saudades permanecem como um sentimento bom, como dicionário de afectos virtuais que nos convidam a visitar o grifo com frequência!
Vai! Vai motivado pelo sucesso que colherás!
As sombras fazem falta e a luz alimenta a sombra! Precisas de ambas!
Beijinho terno!

José luis disse...

Una imágen geniál, se podria titular - A donde te lleve la imaginación-, Me gusta, un fuerte abrazo.

myra disse...

so poderia repetir as palavras da Luisa!!! e esperar que voce nos de sempre mais fotos maravilhosas, e sabe estou com saudades....ja nao me responde, bem imagino que no mundo real voce tem muito que fazer, vou ter mais paciencia, meu querido Joao, beijos gdes!!!

Sara disse...

É uma imagem que nos interpela e convida à interpretação. Para mim, se me permite, luz e sombra interpenetram-se e ambos poderão ser sinónimo de vida. Até porque esta sombra traz laivos de uma sombra real e prazenteira.
Bom fim-de-semana!

angela disse...

O virtual é real só não é concreto.
Bom trabalho.
saudades
beijinhos

tonhOliveira disse...



Sem sombra de dúvidas,
tudo é REAL e iluminado em tempo diferente!

Ops!

Helena Oneto disse...

Querido João,
Sem luz não há sombra!
Subescrevo o excelente comentário da Luísa

Mar de Bem disse...

Não interessa se é real, surreal ou irreal...
Interessa sim, a emoção que nos transfigura ao olhar essa imagem. Ela é como nós, difusa, confusa, translúcida e tremeluzente...pois não convém focar, para que tudo seja envolvido pela poalha que nos sublima e transcende. Nada na vida é nítido...não o cremos, nem queremos que o seja.
Abraços etéreos.

Rosangela Neri disse...

As vezes tb me sinto assim... Um beijinho especial pra vc

Ana disse...

Olá amigo João bom diaaaaa!!!:-)
Já tinha saudades de ver estas imagens magníficas! Hoje tirei um bocadinho e vim apreciar o "Olhar" dum verdadeiro artista da fotografia que admiro muito!!!
Tenho aproveitado a companhia da minha "flor de estufa" de olhitos azuis da cor do céu e do meu "morenito" que parece uma flor silvestre a crescer e a tornar-se num rapaz lindo e conversador. Agora anda na fase de ser o Piter Pan e eu a Wendy "na terra do nunca":-)
Que bom ser criança, não é!:-)
Ah comprei uma "masquina gande" uma Canon 500D com lente de macro, mas ainda ando com o livro das instruções, vou ter muito que aprender!

Desejo-te um Domingo "fantabulástico" como é meu costume dizer:-)
Beijinhos,
Ana Paula

tossan® disse...

O trabalho é a coisa mais importante e depois vem a fotografia. Gosto muito da sua arte João Menéres e vou esperar. Abraço

Georgia disse...

Joao, tudo é relativo, depende do ponto de vista, depende do que se queira, o mis importante é nao parar para nao enferrujar.

Te desejo uma linda e abencoada semana

Alice Salles disse...

Se está aqui e foi encontrado pelo seu olhar certeiro é porque não existe dúvida alguma, É. O que é, é! Seja o que for! Realidade ou imaginação....
BEIJOS JOÃO!

myra disse...

um grande beijo para hoje!

susana disse...

qualquer dis este blog já parece " o Sexto sentido"!! :))
Tentar gerenciar as duas coisas!
boa foto
beijinhos missixty

Lina Faria disse...

João, veja:
nessa imagem que projeta a forma das folhas, para ve-las, só é mesmo possivel por haver os intervalos de contrastes com a luz e os contornos delas.
Respeite seus intervalos e volte quando sentir saudades.

Eduardo P.L disse...

João, quando ISSO começa a acontecer, é GRAVE!

Selena Sartorelo disse...

Olá João,

Cada dito aqui tem sua razão.
Cada qual mostra a mais sincera expressão de sentimento, poesia, alivio e preocupação.
Sabe João! Sinto-me exatamente assim agora, mas não são em todas as horas.
Pensei, até te ler, que não iria mais escrever. Enganei-me. Sei em minha vida o que é real e sei nesse real tudo o que é virtual, dá-me a dúvida que não existo assim. ÓOOOOOO João não faça assim rsrsr!!
Meu querido amigo João, tua arte e teu ser, me faz perceber a inspiração em ter e crer que estou com uma saudade enorme de você.

Será que é grave Eduardo?

Beijos

Luísa disse...

Sinais de saudades, de hoje!
Beijinho terno

expressodalinha disse...

ESTAMOS TODOS UM POUCO NESSA. AS PARAGENS GERAM DÚVIDAS E AS DÚVIDAS PARAGENS. HÁ MAIS COISAS NA VIDA DO QUE OS BLOGUES... MAS OS BLOGUES TB SÃO VIDA. NÃO AJUDEI, MAS NÃO SOU O IDEAL PARA AJUDAR. TENHO O MESMO PROBLEMA!

Hellag disse...

às vezes quase que parecem estar em simbiose...o real e o virtual! esta foto é real ou será virtual?....bem vindo! :)