.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

ALENTEJO

Photobucket

© João Menéres

ÀS VOLTAS NO ALENTEJO

Entre o ir e o vir, fui até ao Algarve.
Como o Alentejo sempre foi uma das áreas preferidas,
não me cansarei de o percorrer.
É-me indiferente, se é Inverno ou Verão,
Primavera ou Outono!
O Alentejo tem sempre, e cada vez mais,
um encanto novo para mim.
Já lá fiquei atolado num trilho que as chuvas
tornaram intransitável para uma viatura que não fosse um TT.
Dessa vez, foi uma camioneta de carga que atendeu ao meu pedido.
Como estava próximo de uma estrada asfaltada, fui até lá.
No automóvel, ficaram duas senhoras.
Por sorte, ao primeiro pedido de auxílio, logo um camionista
se prontificou a meter-se nesse "caminho".
Passou um cabo e rebocou-me até solo seco.
Por mais casos que tenha, hei-de morrer com este modo de ser.

E, à custa desse jeito, aqui vos deixo uma imagem feita na semana passada. Umas árvores (chaparros, acho) e umas rosas amarelas
e a soagem, de côr lilás, que pretendi ver com algum impressionismo.

Nota: Esta postagem de hoje foi possível graças à colaboração da
minha muito querida princesa ALICE SALLES, de L.A. (Califórnia).


28 comentários:

Fê-blue bird disse...

O Alentejo também tem para mim um fascínio difícil de explicar, embora alfacinha sinto que "noutra encarnação" fui alentejana ;-)
Uma imagem cheia da magia que só lá encontramos.
um beijinho

João Menéres disse...



Hoje foste a primeira a comentar aqui !

E com a delicadeza e carinho que te são peculiares.

Um beijo.

aveloh disse...

que coisa linda! quem sabe ainda nesta encarnação eu vá ver de perto essas paragens que o Sr. tão bem retrata. Um abraço

Fernando Santos (Chana) disse...

Caro amigo, belo trabalho sobre o Alentejo...Espectacular....
Um abraço

susana disse...

Que lindo, até dá vontade de saltar para dentro da foto!
Está maravilhosa esta imagem, com uns tons fantásticos, muito harmoniosa!

beijinhos
p.s vê lá se o Eduardo não tira agora uma foto de frente :)))

Georgia disse...

Joao, linda imagem e uma ótima dedicatória à Doce Alice.

Abracos

Eduardo P.L disse...

De tão "irreal" chega a ser lírica, a imagem! Se fosse uma pintura,diriam, que o artista "inventou" ! Se existisse PARAISO, ele teria essas cores e forma! E vc seria o fotógrafo de deus! ( O Gaspar de Jesus!)Não deu para perde a piada!Me desculpem, mas como disse o Tonho, perco amigos, mas não perco a piada!

Lara Amaral disse...

Linda imagem poética.

Beijos.

angela disse...

Ficou de fato uma "pintura" impressionista. Maravilhosa a foto da vontade de leva-la comigo.
Gostas bem de uma aventura.

João Menéres disse...

AVELOH

Não se usa aqui na blogosfera esse tratamento de Sr.
Para os crentes, Senhor é só um.

Obrigado por tão simpático comentário.
Até sempre.

João Menéres disse...

CHANA

Ouvir de um ribatejano um elogio assim, é porque gostou de verdade !

Um abraço.

João Menéres disse...

SUSANA

Nem tentes!
E eu ficava sem o Mac, era?
Embora julgues que esse Alentejo está aí contigo, ele está AQUI comigo!

Esses negócios com o Eduardo, deves ser tu a tratar!

Um beijo.

João Menéres disse...

GEORGIA

Pois é...
É assim o Alentejo neste mês de Abril !
Mas também é preciso entrar nele com olhos abertos...

O anjo que é a ALICE SALLES tudo merece !

Por sorte, tenho várias pessoas sempre disponíveis e cheias de vontade para me ajudarem.
Tu és uma delas, sem dúvida.

Um beijo.

João Menéres disse...

EDUARDO

Gosto particularmente, do enfiamento daquelas três árvores sobre o tapete tricolor !

Deus contemplou-me com olhos e alguma sensibilidade. Foi muito generoso comigo, tenho que reconhecer.

Um apertado abraço.

João Menéres disse...

LARA

Dizes bem: IMAGEM poética...
Falta a poesia ESCRITA, mas que eu leio.

Um beijo para esse teu AZUL mesclado de laranja.

João Menéres disse...

ANGELA

Se tens essa vontade, naturalmente, estás à vontade.
Só me honrarias.

Um beijo (impressionado).

tonhOliveira disse...



É impressionante isto!

Coisa do "FOTÓGRAFO do ALÉM"... Ops! "Teja dito"!

Se fosses Pedro não serias "São João", serias São Pedro! Ahahah!

ABC → Ç

Voar sem Hasas disse...

Ola joão,
Entendo perfeitamente esse fascínio por o ALENTEJo, eu tb o tenho.....

Daí a minha desilusão pela chuva que ensombrou o nosso encontro.... pois teriamos tido oportunidade de fotografar os campos alentejanos..... junto ao Alqueva.


Na próxima oportunidade que passes pelo Alentejo, avisas e durante umas horas faremos um passeio fotográfico....

um beijo

João Menéres disse...

TONHO

E se fosse António?
Seria o SANTO ANTÓNIO (de LISBOA !), o santo casamenteiro...

Tá otid.

Abcc.

João Menéres disse...

BAL

Fica ACEITE, desde já!
Mesmo que não seja num abril qq !
Mastem de ser no teu TT !

Beijo muito agradecido.

expressodalinha disse...

Grande foto João. Linda de morrer!

Luísa disse...

Liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinnnnnnnnnnnnnnnnndddddddddddddddoooooooooooooooooooooooooooooooooooo...........................................como tu!

Beijinhos terno!

João Menéres disse...

JORGE

Acredite que deu trabalho!
Mas, acho que valeu a pena...

Obrigado por tão elogiosas palavras (exageradas, claro).

Um abraço.

João Menéres disse...

LUÍSA

Pobre da paisagem se fosse como eu...
Mas, agradeço o
Liiiiiiiiiiiiiiiinnnnnnnnnnnnnddddddddddddoooooooooooooo !!!

Um beijo = ao teu.

Helena Oneto disse...

E a vida é também este Alentejo (que linda fotografia!!!) (tão solitario) e tão solidario do aventureiro em busca de cor e luz!

João Menéres disse...

HELENA

Em muitos sítios do mundo sou solidário com a cor e a luz...

Um beijo agradecido.

momentos disse...

João...agora percebo!
Não conheço, mas pela imagem deu para perceber o encanto, a paz, a calma, a tranquilidade, a beleza natural,..., aquela que devemos reter!
Excelente imagem de uma bela paisagem!

Beijo e um abraço agora tranquilo!

João Menéres disse...

MOMENTOS

Desculpa o atraso neste agradecimento ao teu comentário.
Alentejo assim (mas não só nestas cores, mas com a mesma PAZ) é em Abril, princípios de Maio.
No Inverno, as extensas terras oferecem outra visão que eu muito aprecio,
pois estão sulcadas pelos arados e, se soubermos procurar, encontramos grafismos fantásticos.
Continuas tão incógnita...

Um beijo aos momentos encantados.