.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

FOZ VELHA

Photobucket

© João Menéres


A FOZ VELHA

( Para quem não saiba : casco histórico da freguesia mais in do Porto)

Entre ruas, ruelas e becos,
num emaranhado labirintíco,
linhas horizontais e verticais
convivem em harmonia
com paredes pintadas
com suaves tintas.

61 comentários:

Luísa disse...

Calçada portuguesa presenteada com luz pública que veio iluminar a ruela!Paredes velhas, paredes novas, o contraste entre muros e a vida da socielyte num club virado para o oceano!
Típicamente da foz! Entre os pescadores e os senhores!Entre o reboco e os frescos, entre os barcos da faina da pesca e as lanchas de recreio dos moradores! Sempre foi assim,sempre assim continuará a ser, sempre com harmonia equilibrada entre os seres.
Bela perspectiva do beco, da ruela, da casa branca!
BJNHS

Georgia disse...

Joao, o que gosto muito sao das pedras. E as portuguesas entao sao belíssimas.

Bom dia!

Fê-blue bird disse...

Com é possível fazer uma foto tão bonita num local que eu de certeza não repararia...arte verdadeira só pode ser!
Parabéns!
Um abraço!

Selena Sartorelo disse...

Olá João!

Linda imagem João.

beijos

angela disse...

Quem disse que o mundo não é cor de rosa, não olhou essa foto. Me perdi na parede.
beijo

susana disse...

João a imagem está demasiado grande para a podermos apreciar integralmente. Assim só consigo ve-la por partes! Gostei das tonalidades e do tema,mas achei o enquadramento esquisito! Eu sei que devemos criar novas perspectivas e o teu intuito foi mostrar as ruelas apertadinhas.

João Menéres disse...

LUÍSA

Tens o dom de fazer a análise a imagens com um olhar de perto, que até parecem radiografias !
Penetras nelas e vais dialogar com a sua alma !
Aqui, pretendi, na verdade, mostrar como classes sociais tão distintas (e isto para quem conheça muito bem esta zona) convivem paredes meias umas com as outras.
Daí ter escolhido esta imagem depurada, com paredes lisas e puras, de tons suaves e um jogo de linhas verticais em vários planos.
Mensagens que tu captas de imediato !

Um beijo.

João Menéres disse...

GEORGIA

Em Portugal há belíssimas pedras, sim.
Mas, o tampo da minha mesa de refeições é brasileira.
Dá para 12 pessoas à mesa.

Um beijo.

João Menéres disse...



Provavelmente tens a tua atenção direccionada para outras coisas, não é?

Obrigado pelo comentário lisongeiro.

Um beijo.

João Menéres disse...

SELENA

Contava com um comentário mais poético...

LOL.

Um beijo.

João Menéres disse...

ANGELA

Quem se perde no cor de rosa depressa se encontra.
A luz do candeeiro irá dizer-te qual o caminho.

Muito obrigado. Gostei.

Um beijo.

João Menéres disse...

SUSANA

Até no ecrã do meu telemóvel está completa. E só tem 3,5cm...


Quanto a achares a perspectiva esquisita, tudo bem.
Cada um vê com os olhos que tem, não é ?

Um beijo.

Fábio disse...

Ola parabens pelo blog, estou passeando aq, gostaria de aproveitar e convidá-l a conhecer meu trabalho através do blog Ecos em www.ecosdotelecoteco.blogspot.com Forte abraço e sucesso ai com o blog viu..

João Menéres disse...

FÁBIO

Logo ali fui !
Tem muita alma brasileira !
Parabéns e vá continuando...

Um abraço.

Luísa disse...

O prazer foi todo meu, Senhor!

O mérito é todo TEU!

Beijinho terno!

João Menéres disse...

LUÍSA

A radiografia foi feita por ti.
O paciente apenas não se mexeu.
O "relatório" mereceu o aplauso da comunidade científica.

Um beijo.

Fabrício Santiago disse...

Ah, que saudade de Portugal, João. Sou meio portugês por parte de mãe, está no meu DNA amar essa terra. Gostei do seu poema, pequenino e comovente.
Abraços
Fabrício
Santiago

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do blog Um olhar de Perto. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Eu sei que é ridículo da minha parte te mandar essa propagando control c control v, mas sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas no blog da Luísa, ela inclusive é seguidora do meu blog, claro que ela faz isso mais por gentileza do que pela qualidade do meu texto, mas estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs

Tb estou fazendo um pequeno convite a ajudar as pessoas que desejam parar de fumar, faço entrei para: blogueiros contra o tabagismo. Eu mesmo estou na luta contra o cigarro.


Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

susana disse...

Náo é da minha vista de certeza, mas esta tua última imagem, é só o dobro do normal que costumas colocar aqui! Para a ver inteira de uma só vez, tenho de mexer na resolução do ecran!
QuanTo á perspectiva, conitnuo a insistir que acho esquisita, porque a parede da casa ocupa quase a imagem por inteiro, chamando demasiado a atenção sobre ela.Todos os artistas tem trabalhos melhores, uns que outros! E mesmo assim, muitas vezes as críticas dividem-se!
Muita gewnte nem olha e diz logo que lindoooo, só porque tem determinada assinatura por baixo! Eu já não consigo ser assim! Aliás é a primeira vez que faço uma crítica não muito positiva, geralmenter gosto de tudo o que aqui metes! Até coisas bem mais "esquisitas". Tu também quando não concordas costumas dizer, não é?

João Menéres disse...

SUSANA

Já te disse que cada um olha à sua maneira.
Tu tens o teu olhar. Eu, o meu.

Quanto ao tamanho da postagem: Em princípio, passam a ser assim.
Na de ontem, não tiveste problema?

Um beijo.

susana disse...

Naquela muito bonita, do barco? Vejo-a toda e perfeitamente. Da maneira que aparece a da casa cor de rosa ,até me corta do lado do candeeiro, por isso achei a perspectiva ainda mais esquisita, mudando a resolução para 75%, já fica aceitável, porque vejo a largura da imagem integralmente!
beijinhos e não fiques zangado comigo

João Menéres disse...

SUSANA

Quem? Eu?
Porquê?

Um beijo.

Alice Salles disse...

É rosa!

Quase Blog da Li disse...

João,
já falei tanto da estética do teu olhar
que estou ficando repetitiva...
Hoje você nos apresentou uma imagem
que superou tudo o que aprecio aqui.
É magnífica, contemporânea, fora do "lugar comum"; vista e captada com olhos de um artista que enxerga muito além!
Os 3 planos rosas em perspectiva, assim como os 2 cinzas (horizontais); o branco acima limitado pela pequena diagonal escura, as pedras do piso, (irregulares contrastando com a plástica regular dos planos acima) conduzem nossos olhos ao poste; lindo, porém, coadjuvante.
O Enquadramento, esse sim, rouba a cena!
beijo
li

João Menéres disse...

ALICE !!!

Quanto prazer, meu Deus...
Vês...já estou a fazer sem te massacrar com tanto trabalho!

Mas tenho umas "aspirações" para te mandar qualquer dia.
Pode ser?

Não sabia que gostavas do rosa!

Um beijo muito grande.

João Menéres disse...

ELIANE

É uma enorme alegria ver como tu não deixaste esquecido nenhum pormenor e contemplaste esta imagem com "UM FORA DO LUGAR COMUM".
Falas de ESTÉTICA, CONTEMPORÂNEA. E dizes uma coisa extraordinária:
"O enquadramento, esse sim, rouba a cena !"
É um elogio ENORME !!!

Reparaste, claro que reparaste, na nesga do portão junto ao 2º muro rosa. E viste a relação entre esse bocado do portão e a faixa desse muro à direita do poste, com a própria largura do poste do candeeiro.
E o "jogo" que há entre a tira oblíqua e a faixa escura do portão.

Estou tão feliz, ELIANE !

Obrigado.
Um beijo grande.

Luísa disse...

Tens olhares tão belos nesta tua foz!
Desaguam nestas correntes de belas fotos os mais rasgados elogios! Mérito!Tudo mérito!
Eu não digo que estas águas onde um dia o grifo planou são das melhores ondas para debicar?
Beijinho terno e parabéns pelo bom gosto e sucesso!

João Menéres disse...

FABRÍCIO SANTIAGO

Peço mil perdões por ter passado por cima da sua dupla visita. Coincidiu com o jantar e estava com a cabeça noutro lado quando retomei. São muitos os mails que entram e a que respondo na medida do possível. São muitos os blogues que são meus SEGUIDORES e a que não posso humanamente atender.
Já perdi vários COMENTADORES de 1ª linha por os não ir visitar.
Que fazer?
Quero agradecer a amabilidade das suas palavras quanto ao que escrevi
sob a imagem de hoje.
Não tem a pretensão de ser um poema.
Apenas umas palavras a propósito de um recanto para tentar melhor fazer entender a imagem.

Quanto ao >BLOGUEIROS CONTRA O TABAGISMO< :
Voluntariamente deixei de fumar há um mês.
Quer dizer, nestes mais de 30 dias, fumei 2 cigarros numa noite e mais outro noutra. Nas duas situações, foram jantares prolongados...

Claro que irei ao seu NARROTERAPIA.
Honestamente não prometo ser um FIEL visitante. Já expliquei as razões.

Um abraço e grato pelo seu interesse.

João Menéres disse...

LUÍSA

Como te posso agradecer as palavras que sempre teces acerca das consequências de alguns dos meus veres?

Vou tentar descobrir uma imagem para te ter como companhia.
Podeser?

Um beijo.

Sandra disse...

João a foto que vc. me autorizou a levar, para o meu blog Interação de amigos, é que lugar??
o poetaeusou, me perguntou, mas não soube responder. você poderia deixar lá no blog da interação
http://sandrarandrade7.blogspot a respota, para que eu possa retornar a ele.
Lá também eu fiz um texto dedicado ao meu pai..
Venha conhecê-lo.
Muito obrigada pelo seu carinho.
Sandra

Sandra disse...

Concordo com Luisa, no seu comentário acima.
A foto é realmente muito bela..
Um grande abraço..João..
Sandra

ElmaCarneiro disse...

João Menéres
Existe uma linha de pensamento contra a arte geométrica alegando que ela é fria, calculista etc e tal.
A visão que tenho de sua foto é a de uma tela de geometria abstrata, onde o que importa são as linhas e cores da sua observação explora ando as formas geométricas, dando uma idéia de equilíbrio que pode ser visto e absorvido como uma fonte de preceito sobre a vida.
Adorei a foto da parede maior em primeiro plano e o lado direito você reservou para enquadrar e compor um belo conjunto com os demais elementos, principalmente a parede do segundo plano que mantém as mesmas cores da maior, numa repetição agradável.
Tenho a impressão que, quando você fez o foco dessa foto visava os níveis de perspectiva dos seus planos e convergências.
Belíssimos versos, poeta.

Platão disse: Deus é o grande geômetra. Deus geometriza sem cessar.

Mais um: "Existe um artista aprisionado em cada um de nós. Deixe-o solto para espalhar alegria por toda parte."
( Bertrand Russell )


Uma ótima noite para você.
Beijooo

João Menéres disse...

ELMA

Me deixaste TERRIVELMENTE feliz!
E, a tua opinião, como crítica de Arte tem um valor para mim super acrescido.

Sabes que às vezes me sinto perfeitamente a geometrizar, enquanto noutras ocasiões me solto por aí a planar ao sabor da inspiração mais libertina (não confundir com libertinagem...).
Eu não gosto de falar muito do que faço. A mim não me compete analisar. Às vezes, no entanto, quase me obrigam...

Um beijo (e já tinha saudades tuas!).

Quase Blog da Li disse...

ELMA,
FUI ATÉ SEU ESPAÇO DAS ARTES...
TENS UMA MUIRAQUITÃ!
ADORO ELA...
EXCELENTE ANÁLISE DA FOTO DO JOÃO!


João
ocupei seu espaço para deixar um recado para a Elma (não a conheço) pois concordei com ótima análise dela acerca da tua foto.

E, claro,
notei o seu "diálogo vertical de planos linhas, cores",
como numa orquestra onde os sons conversam,
aqui você foi o maestro.
beijo
li

ElmaCarneiro disse...

Querido João Menéres
Eu não sou crítica de artes, quem dera.
Acontece que sou uma artista plastica e trabalho com linhas, pespectivas, régua, volume e profundidade, triângulos, retângulos, círculo, quadrado linhas paralelas, horizontais, linhas cruzadas e assim vou porque gosto muito de ver o mundo assim e creia: há muito sentimento nisso tudo. Sentimento, criação, raciocínio e ... cores e também uma luminosidade que vem de dentro para fora extravasado na alma na obra.
Você é um ser iluminado.
Beijooo

ElmaCarneiro disse...

Obrigada Li por ter entrado em meu Espaço de Artes , será sempre bem vinda.
Um abraço.

Luísa disse...

Elma,

hoje até eu mando um beijinho terno especialmente para si!
Que delicadeza na arte de perspectivar a opinião sobre a arte do João!
Beijinho terno, muito sentido!

João Menéres disse...

ELMA

Bem sabes como considero a tua opinião sobre Arte.
Quem dera a muitos críticos encartados saberem tanto como tu. Dessa forma não teriam necessidade de recorrer a palavras quadradas. Escreveriam com uma letrinha bonita, bem redondinha e TODO o mundo entenderia.
É o que tu fazes.

Um enorme beijo.

João Menéres disse...

LI

Maestro?

Os músicos estão sentados...
O maestro está de costas para a assistência e está de pé...

Obrigado, Li. (quem me dera que o Jorge passasse aqui!)

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

LUÍSA

Como havia eu de chegar à hera enquanto era tempo?

Obrigado pela tua atenção e muita dedicação.

Beijos.

ElmaCarneiro disse...

Obrigada Luisa
Sou uma admiradora de seus inteligentes comentários tão bem expressos e que nos transmitem de imediato muita sinceridade.
Beijooo

João Menéres disse...

ELMA

Vou avisar a LUÍSA do teu comentário aqui.
Cá já começa a ser tarde.
Não estranhes se a LUÍSA só te responder amanhã.

Um beijo.

Lina Faria disse...

João,
O artista existe para descondicionar olhares.
Belo e ousado enquadramento. Viva as diferenças!
beijo!

João Menéres disse...

LINA FARIA

Muito obrigado pelo teu comentário.
Para mim, vindo de uma conceituada fotógrafa que se interessa muito pelos temas sociais, urbanos e arquitectónicos, só REVALORIZA a imagem!

Vou anotar o que escreveste: >O ARTISTA EXISTE PARA DESCONDICIONAR OLHARES< .
Talvez venha a citar estas tuas palavras (bem como as da Elma Carneiro) qualquer dia.

Um beijo grato.

Luísa disse...

Alvorada!
Cá estou eu, recomendadíssima pelo João,para ler a simpatia da Elma!
não é dificil sermos cordiais com o João! Ele é um gentleman que nos recebe sempre de uma forma simpática e acolhedora!
Beijinhos aos dois por serem como são: delicadamente sábios nas postagens!
Votos de um excelente dia!

António Ramos disse...

Parabéns amigo, a foto está uma obra de arte, a cidade toda ela é bela cada bairro tem o seu fascinio e este é claramento dos mais lindos da cidade (em minha opinião),um abraço.

João Menéres disse...

ANTÓNIO RAMOS

Fico bem contente por manifestar a sua opinião favorável a esta imagem de um recanto do PORTO MEU.

Um abraço.

Zaclis Veiga disse...

Gosto muito deste tipo de "ousadia" dos recortes inesperados. Lindo.

João Menéres disse...

ZACLIS

Dentro do meu academismo, também ouso...

Espero não ficar como um ser arqueológico !

Um beijo grato.

La Vanu disse...

Oi João!
Tanto tempo!
POr aqui sempre bem hein!
beijos

João Menéres disse...

LA VANU

É verdade...
Dei uma voltinha por vários que sigo.
Infelizmente não pude deixar umas palavrinhas em todos...
Mas tu bem mereces.
E lá fui ver mais uns varais, claro!

Um beijo.

L.Reis disse...

...às vezes basta uma nesga para ver tão mais além...
(adorei a ousadia desta composição, onde o imenso vazio rosa é apenas o pretexto para rasgar uma tira noutros horizontes)

João Menéres disse...

L.REIS

Às vezes, quem me dera escapar por uma nesga dessas de que falas para chegar a um rosa que eu preencheria...

Muito te agradeço a presença neste post.

Um beijo além.

tossan disse...

João você além de fotógrafo exelente também é poeta! Abraço

Selena Sartorelo disse...

Olá João,

Logo que postou eu comentei escrevendo o que via, mas depois achando-o poético demais eu não enviei. Mas agora voltei. Pois me arrependi mesmo tendo escrito nesse momento outras, pois aquelas eu me esqueci.


Cor de rosa cor.
Traço íngrime, reto e preciso.
Firme é tua base.
Expessas são suas paredes
Delicados são seus tons
digna de uma obra contada, marcada de réguas e esquadros. Cálculos da física resultada
Na arte da ciência vivida.
Dando ao céu o seu mas puro branco por ser tão azul assim. O tom, depende do ângulo que o olha e aos olhos que a tudo vê.

beijos meu amigo João e obrigada por TUDO!

Ana disse...

Ah esta excelente perspectiva da FOZ VELHA ainda não tinha visto. Mais uma vez parabéns amigo!!!
Jinhosssss

João Menéres disse...

TOSSAN

Muito obrigrado pelo elogio.
O fotográfico aceito (embora envergonhado).
O do poeta não. Apenas mora nos meus olhos e no meu coração.

Um abraço.

João Menéres disse...

SELENA

Que pena ...
Mas estas que agora escreveste são antológicas!
E descrevem fielmente tudo o que pretendi captar para depois apresentar.
Até o céu (já sem cor, pois o sol esgotara-se) com as tuas adquiriu o adivinhado azul do dia que há-de nascer amanhã.

Adorei, querida Selena!

Muito e muito obrigado, com um beijo não medido.

João Menéres disse...

ANA

Obrigado por teres comentadoe por teres assim gostado.

Um beijo.

myra disse...

MARAVILHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!
beijos imensos

João Menéres disse...

MYRA

E agora a opinião de uma grande pintora!
Que mais posso eu desejar?

Um beijo, minha amiga.