.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

CONVERSA TRANQUILA AO FIM DA TARDE

Photobucket

© João Menéres




O BECO SEM SAÍDA, OU EM RESUMO...

As pessoas não são humanas.
Os animais não são humanos.
As plantas não são humanas.
Os humanos é que têm algo deles todos:
o que não justifica o panteismo,
nem a chamada "Criação".


( Jorge de Sena, 1919-1978, in Envoi)

47 comentários:

Quase Blog da Li disse...

O tempo,
a cumplicidade.
Sensível e bela foto João.
saudades,
li

Ana Paula disse...

Adoro a poesia de Jorge de Sena, nasceu no Porto não foi?:-)Quem lê parece "complicada" mas tem a sua lógica.
Adorei também esta "fantabulástica" imagem que me fez voltar à infância quando os "idosos" do campo se juntavam a contar histórias do "tempo deles" na minha aldeia que apesar de ser "fabril" (com a Fábrica da Vista-Alegre em que a maioria dos habitantes eram operários, também havia lá uma enorme quinta onde trabalhavam muitos agricultores, e que abastecia toda aquela terra, com as boas frutas da época, os legumes, as batatas, etc. Que saudades do meu "reino" desse tempo! O meu amigo de infância, Manuel Morgado, no seu livro Biscuit relata muito bem tudo isso.
Talvez a escolha do p&b tenha tornado a fotografia especial.
LINDÍSSIMAAAAAAAAA!!!!!
Jinhosssss

Chica disse...

Linda foto,João! Me fez lembrar as cidadezinhas da Itália onde se viam eles assim...abração,chica

Luísa disse...

Admirável mundo rural, cuja sabedoria é dividida com todos, numa serena tertúlia de domingo, apoiada num cajado de conhecimento!
Bela foto!Ancestral registo!Singular momento!
Digno de ti, SENHOR!

myra disse...

como diz a nossa querida Luisa,BELA FOTO! outra foto de enorme sensibilidad e beleza, muitaaaaaaa, meu querido Joaoa,
beijos e um lindo Domingo,

susana disse...

Adorei a foto, mas o poema escolhido está fantástico! Nem mais!!!

susana disse...

João, o sorriso parece querer dizer que ele não está ali por devoção, vai de encontro ao que eu quero dizer no poema!Apenas desejo!
Quanto aos resquícios, já estragaste tudo...:)))! Eu queria provar com esta foto, que é possível aplicar certos momentos, em contextos com mais conteúdo. Tudo depende da forma como tu os usas.

Zaclis Veiga disse...

Uma linda foto. Quando foi feita?

Lina Faria disse...

Gostei da inclusão do fotógrafo nos "3 amigos".

José Jaime disse...

Um belo momento e uma bela imagem, aqui em Minas quando temos uma cena assim, na certa estão contando "causos". E como são bons estes momentos...
Abraços
José Jaime

expressodalinha disse...

E que conversa! Cada vez há menos que fazer nesses locais desertificados. Uma coisa alucinante que me perturbou bastante agora em Mogadouro. Excelente instantâneo.

angela disse...

Linda foto e lindos humanos que tem nela.
beijos

Lília disse...

Saudades de vir ao Grifo...
destas fotos com textos tão a condizer!
Um abraço grande a um grande Senhor

momentos disse...

Excelente foto!

O olhar destes idosos reflete sabedoria,
as mãos trabalho e amor à terra,
e o coração tristeza por se sentirem esquecidos!

Nesta imagem revejo o meu avõ paterno que foi pastor, e o cajado a sua grande companhia!

Alice Salles disse...

Tanta história em UMA imagem! Tanto sentir...

tonhOliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
tonhOliveira disse...



ANTES TAЯDE DO QUE NUNCA!

"Os humanos seriam animais que plantam pessoas"?

Linda foto!

Abraços!

Lina Faria disse...

João, ainda bem que voltei. Na primeira vez a foto não abriu toda.
Agora ví o terceiro e vejo que o fotógrafo não está entre os três.
sorry...

FAIRES disse...

Caro João,
Uma imagem cheia de sensibilidade e carinho.
Este tempo passado em diálogo entre estes homens, foi certamente mais uma lição de vida para quem os esteve a escutar.
Um abraço

tossan disse...

O bate papo do final da tarde é tão importante que serve de combustível para o dia seguinte. Foto preciosa e magnífica. Abraço

Fê-blue bird disse...

As fotos a preto e branco são sempre espectaculares, aprecio muito a sua sensibilidade bem demonstrada nesta foto.
Beijinhos

Georgia disse...

Muito bonito Joao, tanto a imagem quanto a poesia.

Quanto aos livros sei que me oferecestes. E é como te escrevi, no momento tenho alguns na fila esperando e em julho iremos ao Brasil, entao terei suficiente para este ano.

Muito obrigada pelo carinho da oferta e pode deixar que falo sim se precisar de algo.

Um bjao

myra disse...

e hoje? ainda nao colocou outra de tuas belisssssimas fotos? estou ansiosa por ver uma mais!!!!
bjs

João Menéres disse...

ELIANA

Obrigado pelo teu significativo comentário.

Um beijo.

João Menéres disse...

ANA

Nasceu em Lisboa e foi-se em Santa Bárbara, na Califórnia.
No Alentejo, Beiras interiores e nalguns nacos transmontanos ainda temos destas "intimidades" do conta e reconta.

Obrigado por tudo quanto escreveste.

Um beijo.

João Menéres disse...

CHICA

Não conheço suficientemente bem a Itália para lhe conhecer as intimidades, embora tenha feito de carro toda a costa do Mar da Ligúria e entrado pelo Tirreno até Roma.
Depois, meti-me pela Toscana adentro, Florença e desci, por estradas secundárias até Rimini. Então, com o Adriático à direita fui percorrendo a costa até que parei em Veneza. Daí dei um salto até Trieste. Era a fronteira com a Jugoslávia de Tito.

Como vês, não dava para agarrar momentos que tu viste.

Um beijo.

João Menéres disse...

LUÍSA

Sábias são sempre as tuas palavras (aqui no Grifo, como em muitos outros blogues onde te leio com enorme prazer) !

Obrigado por esse CAJADO DE SABEDORIA ANCESTRAL.

Um beijo.

João Menéres disse...

MYRA

Aceito com muita satisfação o elogio.

Um beijo.

João Menéres disse...

SUSANA

Agradeço muito o teu comentário.

Um beijo.

João Menéres disse...

ZACLIS

Boa e pertinente pergunta.
Há uns anitos, em CIDADELHE. Perto do Lindoso.

Um beijo.

João Menéres disse...

LINA FARIA

Não tinha percebido.
Mais abaixo, fiquei a entender.

Um beijo.

João Menéres disse...

JOSÉ JAIME

Situações imperdíveis, sem dúvida.

Grato pelo >causos<.
Não conhecia.

Um abraço.

João Menéres disse...

JORGE

Quando não há que fazer, paleia-se !

Abraço agradecido.

João Menéres disse...

ANGELA

Desculpa a minha modéstia, mas concordo inteiramente contigo.

Um beijo.

João Menéres disse...

LÍLIA

Então vou mentalizar-me para o teu SILÊNCIO...
Irei resistir?
E tu?

LOL.

Um beijo.

João Menéres disse...

MOMENTOS

O ESQUECIMENTO é relativo, podes crer.

Obrigado pelas palavras.

Um beijo (Adorei ver-te aqui!)

João Menéres disse...

ALICE SALLES

Esse SENTIR que assinalas tem muito mais valor dito por ti.

Que bom teres podido vir ver esta CONVERSA !

Ficou bem, não ficou?

Uma beijoca.

João Menéres disse...

TONHO

Depois das plantas, os animais. Logo depois os humanos.
Estava concluída a CRIAÇÃO.

Um abraço.

João Menéres disse...

FAIRES


Muito bem adivinhado.
É uma das coisas que adoro: Conversar com toda a gente simples e muito sábia. Trago sempre uma lição para casa.
E às vezes muito bom humor.

Um abraço.

João Menéres disse...

TOSSAN

Pode ler o que escrevi imediatamente acima ao FAIRES ?

Um abraço.

João Menéres disse...



Muito tocado pelo teu comentário.

Um beijo.

João Menéres disse...

GEORGIA

O >PESQUISAR NESTE BLOGUE< foi uma óptima ideia!
Muito obrigado pela tua ideia e pela tua concretização.

Um beijo grande.

João Menéres disse...

MYRA

Ao Domingo não costumo postar. Como postei desta vez, fiz "domingo" na 2ª feira...

Um beijo.

Georgia disse...

Que bom que você gostou. Eu gosto e uso muito, às vezes para procurar as vitimas da quinta lá no Varal,rs.

Sandra disse...

Uma linda imagem com um belo poema.
Pessoas Humanas...São assim..Seguindo suas fases da vida.
Parabéns, amigo.
Sandra

João Menéres disse...

GEORGIA

Tou a ver...

Um enorme beijo.

João Menéres disse...

SANDRA

Às vezes, basta um cajado de apoio !

Um beijo.