.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

BEIRA BAIXA

Photobucket
© João Menéres



Para mim é sempre ontem,
Não tenho amanhã nem hoje:
O tempo que aos outros foge
Cai sobre mim feito ontem.

(Mário de Sá-Carneiro, 1890-1916, in Dispersão/ Excerto)

36 comentários:

myra disse...

meu queridissssimo Joao, esta foto é maravilhosaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!
voce è genial!!!
beijos e mais beijos

missixty disse...

Lindíssima foto!
Realemente o tempo a mim foge-me, mas ainda vivo para o amanhã e o que há-de vir!
E os resultados do concurso?
beijinhos

expressodalinha disse...

Grande foto. Cores deslumbrantes.

ellen disse...

Maravilhosa foto... na zona de CB é mesmo assim, só podia :)

e não fosse eu ter raízes de beirã :)

Beijinho

ElmaCarneiro disse...

De tirar o fôlego. Difícil, ver tamanha beleza numa foto.
Quanto a Flor excluí, pois não dava mais para mantê-lo ou dar melhor assistência estava me pesando muito. Desculpe se esteve por lá e encontrou as portas fechadas. Voltei-me mais para o Viart, porém desativei os comentários {por enquanto}.
Desejo um final de ano com boas festas. Estou de férias no momento.
Gosto de você.
Beijooo

angela disse...

Vermelhos, rosas, azuis, que cores mais lindas nesta foto.
beijos

rouxinol de Bernardim disse...

Foto e texto em linha!

Soberbos!

sonia a. mascaro disse...

Bela imagem! Gosto muito de Mário de Sá-Carneiro.

Desejo a você e a seus familiares um Alegre Natal e Feliz Ano Novo!
Abraços,
Sonia.

Nívea disse...

Linda imagem. A cor, o trajeto... Só a imagem nos faz pensar na vida, no camiho que estamos seguindo e na cor que esse caminho tem.

os versos são curiosos!
'não tenho amanhã nem hoje'
será que também sou assim!?
... pensando... penasando...

muito bom meu queriido,
beijoão,
Nii

Quase Blog da Li disse...

" Perdi-me dentro de mim
Porque eu era labirinto,
E hoje, quando me sinto,
É com saudades de mim.

Passei pela minha vida
Um astro doido a sonhar.
Na ânsia de ultrapassar,
Nem dei pela minha vida... "



(Dispersão - Sá Carneiro)

Luísa disse...

Trilhos e caminhos sabiamente trilhados,
Vão desenhando as nervuras da encosta,
Enquanto o TEMPO sabiamente pinta a paisagem, ora verde, ora magenta, ora marron...

O poema hoje é sublime!
A paisagem um mimo outonal com sabor a "sonho de Natal"!

Beijinho terno

João Menéres disse...

MYRA

Aos teus olhos tudo é muito bonito e maravilhoso...
É o teu bom coração que transforma tudo!

Um beijo (há mais notícias?).

João Menéres disse...

MISSIXTY

Se com essa tenra idade o tempo te foge, que direi eu?

Um beijo.

João Menéres disse...

JP

Interessa-me muito a opinião de um da ESCOLA do ROBERTO!

Agradeço com um abraço.

João Menéres disse...

ELLEN

Ainda bem que é do teu agrado!

Até estava com receio...

Um beijo.

João Menéres disse...

ELMA

És maravilhosa!
A tua opinião é também muito importante para o meu ego...
E lembrar-me eu que me ia pegando contigo há meses!
Incrível!

Pena a FLOR ter-se apagado!
Tinha tanto aroma...

Aproveita tudo quanto a viagem te proporcione.
Não sejas trouxa!

Vai ficando com um beijo meu.

BOM NATAL, A M I G A !

João Menéres disse...

ANGELA

Há de facto tudo isso!
Também gosto muito desta imagem...

Um beijo.

João Menéres disse...

ROUXINOL DO AVE

Obrigado pelo comentário e pela apreciação.

Um abraço.

João Menéres disse...

SONIA MASCARO

Estamos do mesmo lado da barricada, então.

Tenho este livro desde 6 de Dezembro de .....1958!
Comprei-o em Lisboa, aquando do final do meu estágio de um ano no LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil). Estudei o comportamento das barragens, por ocasião do seu esvaziamento e, depois, quando voltavam a ser cheias. Andei por muito lado...

BOM e SANTO NATAL.

Um beijo.

João Menéres disse...

NÍVEA

Muito obrigado por tudo quanto reflectiste a partir desta imagem e do seu suporte poético.

O >HOJE< ainda não terminou.
O >AMANHÃ< ainda não chegou.
Só o >ONTEM< é uma realidade total.

Não te preocupes.
Terás muitos hoje.

Um beijo grande.

BOM NATAL.

João Menéres disse...

ELINA

Toda a razão: Paris, Maio de 1913.

Adoro sempre que podes vir aqui!

BOM NATAL.

Um beijo.

João Menéres disse...

LUÍSA

Trilhos ancestrais.
A película infra-red (já uma vez falei disso) apresenta-nos tantos mais púrpuras e encarnados, quanto maior fôr a quantidade de clorofila.
(Mais na Primavera).
Uma rocha apresentará a cor verde.
Foi inventada pela Kodak, no tempo da 2ª Guerra Mundial, para detectar tanques inimigos que estivessem camuflados. Ficavam perfeitamente visíveis.
Era o aço (sem clorofila alguma).
O problema prático reside no facto de se ter ue encomendar um pack com 20 rolos 135, a que acresce a circunstância de ser aconselhável dar-lhes uso a curto prazo, com cuidados extremos na sua conservação (temperatura e grau de humidade).
Também não vem indicado o ISO.
O ideal é ter uma analógicaparaesse exclusivo fim.
Depois de muitas desilusões, a experiência gratifica-nos com espectaculares resultados.
O usode filtros de cor é fundamental.
Aconselham o RED. Eu sirvo-me de outro.
Sou um tanto do contra.
Gosto de criar.

Um beijo muito Amigo.

FaBiaNa GuaRaNHo disse...

Amigo.
Primeiro peço-lhe desculpas pela ausência de tempos, porém, estive com problemas de saude em família, agora estou aos poucos retornando.
Peço-lhe que se quiser veja meu mais novo filhote o livro do Raposo, O Idoso Odioss que acaba de sair.
Se quiser dar uma olhadinha acesse o site abaixo, ou entre em contato comigo.
Estarei providenciando uma noite de autógrafos logo depois das festas de fim de ano, conto com a sua presença lá.
Beijos
Fabiana Guaranho
www.biblioteca24x7.com.br.

Mírian Mondon disse...

Que alegria é passar por aqui e sorver tanta poesia em palavras e em imagens!

Que 2010 te surpreenda com grandes e pequenas alegrias, e que Deus supra as necessidades do seu coração!

Aproveito para deixar o novo endereço virtual do Café:

http://cafe-pontocom.blogspot.com/

beijos

João Menéres disse...

FABIANA

Não tens que pedir desculpa.
Só não vieste, porque tinhas outros afazeres!

A blogosfera não pode ser uma OBRIGAÇÃO!

(Mas que vai tomando conta da gente, ai isso vai!).

O maior sucesso para o teu novo livro!
Em Portugal? Chegará por cá?

Um óptimo Natal e um DOIS 1000 e DEZ superlotado de momentos felizes.

Um beijo.

João Menéres disse...

MIRIAN

Obrigado pelo afecto das tuas palavras.

O café, então, mudou-se para a zona chique...

Vou lá visitar.te.

BOM NATAL e UM 2010 carregadinho de bom aroma.

Um beijo.

Selena Sartorelo disse...

Olá João.

Fizeste uma linda composição
Sinto como se fossem as cores quentes que só consigo imaginá-las como as cores que o inverno tem. Trouxe a essência capturada na ausência.
Cores puras, raras e bem definadas.
Parece uma tela com tons criados especialmente para ela.

beijos João.

João Menéres disse...

SELENA

Muito obrigado por estares por aqui.
Sabes que tenho telas em grande formato impressas com FOTOGRAFIAS deste (e doutro) estilo?

BOM NATAL.

Um beijo, amiga.

Luísa disse...

Sábio SENHOR!
Obrigada pela explicação, mas garanto-te que quando necessitar de uma foto deste calibre, vou a correr pedir-ta!
Beijinho terno

Lina Faria disse...

Bela a púrpura imagem!
bjs,
Lina

Fernanda disse...

Lindíssimo amigo João, com uma foto surreal.

Parabéns.

João Menéres disse...

LUÍSA

Não tenho dúvidas.

Um beijo.

João Menéres disse...

LINA FARIA

Obrigado por gostares.

Um beijo.

João Menéres disse...



Grato por passares aqui pelo grifo sempre.

Penso que definiste bem com o surreal.

Um beijo natalício.

Claudia Sousa Dias disse...

tão bela que parece impossível!


csd

João Menéres disse...

CLÁUDIA

O teu elogio é uma prenda sempre boa de receber.
E, então, no NATAL !!!...

Um beijo.