.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

NA FOZ...

Photobucket
@ João Menéres
(4 de Novembro de 2009)

À esquerda, o Farol de Felgueiras.
(Encoberto por uma vaga...)

O Farol de Felgueiras,construído em 1886, no extremo do
molhe norte da foz do Rio Douro, assim designado por se
situar frente à Pedra de Felgueiras, que se encontra a oeste no mar,
é uma torre hexagonal com 10 metros de altura.
Actualmente, está desactivado.

Adjacente a este molhe, foi há poucos anos construído um novo molhe.

E, na margem esquerda, foi também construído um outro molhe.
Ambos com a finalidade de protegerem o Cabedelo e o
estuário do Rio Douro, bem como as suas margens que,
com os temporais, eram vítimas da fúria das vagas.


Photobucket
@ João Menéres
(4 de Novembro de 2009)

Aqui, e a pedido de várias pessoas, o Restaurante XIS,
onde na véspera tinha almoçado.
A mesa escolhida foi aquela junto do paredão, do lado direito.
Na altura, e como referi, era a preia-mar e a água
espraiava-se debaixo do nosso olhar maravilhado.


40 comentários:

Georgia disse...

Joao, quanta diferenca.

Adoro foto preta e branca.

E esse mar revolto?

Nossa!

Bom dia!!!

Tudo bem por ai?

Abracos

Quase Blog da Li disse...

João,
a primeira parece
uma 'agua-tinta'
ou um 'calótipo'...
Bravo!!!


beijo
meu
primeiro do dia

Eduardo P.L disse...

Lições do Porto!

Luísa disse...

João,


o mar vem com o copmasso que conhece, ora calmo e beijando a costa, ora impetuoso e batendo em quem o recebe.Não faz por mal! É a única forma com que sabe caminhar.
Infelizmente para o oceano, o homem inventa estrutras para o sobrepor e poder apreciar.Essas magnificas salas, que nos deliciam com a paisagem, são um atentado ambiental, pois contraria toda a força da natureza.
É belo, mas não seguro.A erosão e a invasão das águas com o aquecimento global das mesmas, vão "engolir" as maldades que o homem propõe ao seu planeta.

Mas, já que existe, disfrutemos.
A 1.ª foto, mostra o oceano a castigar a costa...bravo, indelicadamente bravo!
A 2.ª foto, é um convite a gente de bom gosto, para apreciar o oceano, as gaivotas,o pôr do sol, o cheirinho do arroz de tamboril, junto com a maresia...
Boooooooooooooooom apetite!
Beijinho terno

myra disse...

Joao, que fotografo maravilhoso! este mar, o primeiro da até medo, mas que vontade ver ele assim, zangado:) obrigada pelo teu comentario..voce é GRANDE, que bom que é tbem meu amigo, beijos

angela disse...

Lindo local para se estar e podendo comer bem, melhor ainda.
Águas voluntariosas e bonitas em sua força.
beijos

ellen disse...

Uiiii este sim, que bravura este mar!!! mas que lindo olhá-lo...mesmo assim gosto dele porque me transmite uma calma pelo fascinio da sua sedução :)

Bjinho

La Vanu disse...

João, obrigada pelas rimas no comentário de hj.
E obrigada por estes instantes captados...

ruimnm disse...

A força (bruta?) desse mar!
A primeira imagem é uma obra de arte.
Parabéns.

Menina do mar disse...

Ah, é esta bravura do mar que me fascina, é por este mar revolto que sou apaixonada!
Viva! Bravo Mestre João!

expressodalinha disse...

Isto sim é uma tempestade!

TERESA SANTOS disse...

Belissimas fotografias, belissimo Mar. Sabes? O Mar é o meu elemento por excelência. Dificilmente vivo sem ele.
Tens um selinho engraçado (pelas questões que coloca) no meu blog.

Abraço.

Eduardo P.L disse...

João, agradeço a você e "sua equipe" pelo BlogGincana no sidebar!

Abçs

Chica disse...

Que lindo ,João e que lugarzinho pra almoçar, com essa linda vista!abração,chica

João Menéres disse...

GEORGIA

Tudo bem por aqui, sim!
Para mim, é que já está muito frio, embora as temperaturas andem (no Porto) entre os 13º e os 18º, eu já me arrepio todo...
Penso que por volta do dia 11, virá, conforme é habitual, o Verão de S.Martinho. O Sol costuma marcar presença ea temperatura sobe qq coisa, antes de se despedir até à Primavera.
Sofro com o calor e com o frio. Para mim, o ideal é uma temperatura de 26/28º...
Por mais agasalhos que vista, tenho sempre frio.
Devo ter o termostato avariado, como diz um dos meus filhos!

A imagem que julgas ser a preto e branco, não é de facto. É consequência de um dia encoberto mas que, dequando em vez, o sol tímidamente aparecia, aproveitando um intervalo entre nuvens.
Repara na esplêndida luz que se apresenta na imagem da praia e do restaurante!
Hoje, infelizmente, não esteve assim e nem saí de casa.

Um beijo, minha amiga.

João Menéres disse...

LI

O teu foi também o primeiro beijo que recebi esta manhã!

Definiste MUITO BEM a imagem de cima! Um CALÓTIPO ! Efeito natural, embora.
ÁGUA-TINTA? Talvez, talvez!!!

Até amanhã e obrigado.

João Menéres disse...

EDUARDO

LIÇÕES DO PORTO ?
- Nem falei do menu...para não fazer crescer água na boca!!!

Um abraço fraterno.

João Menéres disse...

LUÍSA

Estive quase tentado em contrapôr...
Mas, tens razão nalguns pontos.
Tu, como eu, somos acérrimos defensores do MEIO AMBIENTE.
Se o Homem não edificasse esses paredões e estrategicamente não "plantasse" uns blocos de pedra, o MAR avançava rapidamente terra adentro!
Há que contê-lo, saber falar com ele e dizer-lhe que tem muito por onde passear sem se intrometer com quem está em terra...
Estes restaurantes, ± recentes, que estão sobre a areia (são 3, aqui nesta área e um outro lá mais bem para a frente), estão bem integrados na paisagem construída. São, quanto a mim. exemplos a seguir. Desde a sua arquitectura, até aos materiais utilizados.
Se um dia me deres o prazer da tua companhia, desde já, está feito o CONVITE para um almoço aqui mesmo!

Um beijo entre um recuo da água de uma onda.

Um beijo.

João Menéres disse...

MYRA

Não me atrapalhes com essas palavras elogiosas...
(que bom é ouvi-las!!!).

Um beijo.

João Menéres disse...

ANGELA

E no Verão tudo é tão diferente no que ao mar diz respeito!
Os passadiços cheios de gente que se passeiam, crianças que correm...
Cães que puxam os seus donos com a trela com que estes pretendem controlá-los e outros (cães) a entrar no mar reclamando o seu banho...
Nestes dias invernosos, de temporal, tudo é tão imponentemente belo. Grandiosamente BELO!

Um beijo.

João Menéres disse...

ELLEN

A calma que o respeito impõe...
É isso?
É o que sempre senti.
Nunca tive receio do mar. Nem quando, num frágil barco à vela, desaparecia (autênticamente!) na cava de duas vagas!!!


Um beijo.

João Menéres disse...

LA VANU

Só tenho pena de não poder visitar mais vezes muitos mais blogues!
Mas, os variados comentários que faço exigem muito tempo.
E, para dizer "OLÁ" (simplesmente), acho que dispensam...

Obrigado por dizeres que gostaste destes testemunhos fotográficos.

Um beijo.

João Menéres disse...

RUIMNM
Quanto à primeira...(estou de acordo consigo. Não o vou contradizer...).
Mas, também me agrada bastante esta luz de um dia de inverno que incide aqui e ali entre uns tons carregados da ante-noite, contrastando com o snow da água sobre uma areia que parece ter-se pintado de cacau...

Um abraço e obrigado pelas suas palavras.

João Menéres disse...

MENINA

Por isso és a...DOS MEUS MARES!

Qualquer dia, mostro uma outra...


Beijos com sabor salgado.

João Menéres disse...

EXPRESSO DA LINHA

QUASE! QUASE!

João Menéres disse...

TERESA

Respondi por mail (ou foi no teu blogue?).
É o das perguntas, não é?

Obrigado pelo comentário e por tudo o mais.

Um beijo.

João Menéres disse...

EDUARDO

A minha "equipa", bem sabe, é o anjo que está em L.A.!

De nada, pois não faço outra coisa que o Eduardo fizesse diferente (e para melhor).

João Menéres disse...

AI, CHICA

Não duvides, não mesmo !!!


Beijos.

mario nelson disse...

meu amigo João Meneres...peço desculpa mas tenho de fazer uma observação
o farol de Felgueiras não apareçe nem está escondido por uma vaga
o que se vê é o novo e substituto do nosso velhinho "felgueiras"
se estiver errado , por favor não me leve a mal
quanto á beleza da foto..
é um dos encantos da nossa costa e da nossa Foz

aquele baraço
mario nelson

Carmem Salazar disse...

oi João

já tinha visitado teu blog. te vi no Parole, da nossa amiga Myra. gostei muito das tuas fotos...

um abraço e seja bem vindo lá na minha praia! : )

Sonia Schmorantz disse...

Tão bom ir conhecendo assim um pouco mais de cada lugar, as imagens estão lindas!
Um abraço

tossan® disse...

Fantástico, tanto as tuas fotos, quanto a fúria do mar. Abraço

Ana disse...

Uma verdadeira maravilha desse mar que tanto amo e que às vezes se "zanga" muito como mostraste nestas magníficas imagens registadas num local que costumo frequentar, não tivesse eu família em Gaia, já que o meu falecido pai, nasceu lá.
ADOREI!!!

Beijinhos,
Ana Paula

João Menéres disse...

MÁRIO NELSON

Tem toda a razão, meu amigo!
O que se passou foi simplesmente uma questão de enquadramento. Por uma razão de composição, acabei por "deixar de fora" o Farol de Felgueiras...
Para não desiludir os meus visitantes, na próxima semana, apresentarei o referido farol (fotografado no mesmo dia, sob uma outra vaga).
Agradeço o seu olhar atento e peço desculpa do meu texto não se adequar à imagem apresentada.

Um abraço muito grato pela sua observação.

João Menéres disse...

CARMEM SALAZAR

Obrigado pela visita e pelas palavras.
Já te guardei nos OUTROS BLOGUES QUE SIGO.
Mereces visita atenta, pois o teu blogue é muito bom e com muito interesse.

Um beijo.

João Menéres disse...

SONIA

Tenho seguido no teu VENTO NA ILHA as belíssimas imagens que sempre apresentas.
E, agora que aqui estamos com o Inverno à porta, então essas tuas imagens ainda são mais apetitosas!

Um beijo.

João Menéres disse...

TOSSAN

A fúria do mar é a fúria que, às vezes, se sente cá dentro ao ver tanta coisa errada no mundo, perante a indiferença generalizada, para não dizer com a nossa cumplicidade.

Um abraço.

João Menéres disse...

ANA PAULA

Obrigado, uma vez mais, pela tua presença que tanto estimo.
O MÁRIO NELSON (uns comentários acima) chamou a minha atenção para a ausência do Farol de Felgueiras num texto em que dele pretendia falar.
Entusiasmos com uma imagem e que toldam o discernimento...
Para a semana, teremos aqui o ferol batido por uma vaga. A imagem é que não terá as qualidades desta...

Um beijo.

Deusa disse...

Olaaaaaaaa
Que intrigante essa primeira foto.
Fiquei aqui parada olhando...por um tempo !
As vezes a nossa vida se parece com esse mar agitado.
Abraço Apertado

João Menéres disse...

DEUSA

Nem imaginas quanto apreciei esse >intrigante< !

O novo molhe (que é o que se vê aqui nesta imagem) entra mais no mar.
E cria novos desenhos (como eu lhes chamo) de água.
Variáveis também, conforme a maré esteja a baixar ou a encher. E variáveis ainda consoante a direcção do vento.

Para mim, são INTEGRANTES (habituado há dezenas de anos aos mesmos comportamentos...).

Um beijo, DEUSA!