.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

TRÁS-OS-MONTES

Photobucket
© João Menéres


TORRE DE MONCORVO

Situada junto da confluência dos Rios Sabor e Douro,
Torre de Moncorco teve o seu foral concedido por D. Dinis em 1285.
Desse foral faz parte a Torre de Mendo Corvo, uma torre mandada construir
por um dos homens da Reconquista Cristã e de seu nome Mem Curvo.
Egas Moniz, e muitas das grandes famílias que colocaram
os seus préstimos ao serviço dos reis dos séculos XII e XIII,
descende deste Mem Curvo (ou Mendo Curvo).

O que podemos ver nesta imagem feita a partir da
Quinta das Aveleiras ( Turismo de Habitação) é a Igreja Matriz
que, pelas suas dimensões, ultrapassa mesmo a
Sé de Miranda do Douro ou a de Bragança.

Trata-se de uma notável obra maneirista de linhas austeras.
cuja construção se iniciou em 1544.
No seu interior, destaca-se o Retábulo Flamengo da
Parentela de Santa Ana, muito bem descrito, historiado e analisado
pelo meu querido e distinto Amigo Dr. Adriano Vasco Rodrigues, na obra
"Documentos Medievais de Torre de Moncorvo",
de autoria da Drª. Maria da Assunção Carqueja.

22 comentários:

Maria Augusta disse...

João, assim aos poucos vamos conhecendo a história de Portugal ilustrada pelas tuas fotos magníficas, uma delícia de viagem.
Um grande abraço e um bom dia de primavera para você.

Menina do mar disse...

Hum... gosto mais de paisagens pessoalmente... já deves ter reparado, prefiro o mar... coisas em movimento ao invés das estáticas(: De qualquer forma a foto nunca perde a sua beleza, e está lindo, como sempre.
beijinho

Menina do mar disse...

João, quando digo paisagens refiro-me à natureza... sei lá, acordei agoora ainda estou a dormir, mas tu entendes(:

Sandra Rocha disse...

Então esteve tão perto da minha localidade e não veio fazer uma visita :)
Por acaso não passou em Alfândega da Fé?
Uma bela imagem do meu trás-os-montes.
Beijos e bom fds.

Dona Sra. Urtigão disse...

Bom dia!
E meu dia começa bem quando tenho lugares como esses para "visitar".
Grata por nos apresentar um pouco da beleza e da historia desta terra.

João Menéres disse...

MARIA AUGUSTA

Aos poucos e devagarinho...
Umas pinceladas sem pretensão.

Um beijo e uma vez maia obrigado pela visita. Estou em falta contigo...

João Menéres disse...

MENINA DO MAR

Compreendo muito bem as tuas preferências,
Em Junho temos mais para o teu gosto, acho.

Um beijo.

João Menéres disse...

SANDRA ROCHA

Ainda te não conhecia, na altura, sabes?

Mas, se Deus quiser, voltarei e combino então.

Um beijo.

João Menéres disse...

DONA SRª. URTIGÃO

Isto às vezes é por impulsos...
Mas, neste mês de Abril, vai haver mais castelos, mas não só...
Tem que ser um bocadinho para cada.

Um beijo e obrigado.

Lina Faria disse...

João,
Gosto do recuo que você dá para mostrar os lugares.
A luz perfeita, o texto esclarecedor.
Obrigada.
lina

Boieiro disse...

Buonas tardes Juán

Será que ye maior que la sé de Miranda?!
Quanto a la de Bregáncia debe de faltar ende qualquiera cousa: la sé de Bregáncia inda nun tén dieç anhos! antes era la eigreija de San Francisco(?), al pie de l pelourinho adonde le chamában Praça de la Sé porque nun habie más ningua, mas de sé nun tén nada.
Esto porque zde 1762 l bispo de la diocese de Miranda i Bregáncia saliu de Miranda por bias de la Guerra de l Mirandum (siete anhos). Antón Miranda tenie la sé i Bregáncia l bispo.
Yá no séclo XX, passou a Diocese de Bragança i Miranda.

Abraços

João Menéres disse...

LINA FARIA

Pretendia mostrar a Matriz abraçada pelas casas e tudo o mais que a veio a afogar.
E também queria mostrar do princípio da Serra do Reboredo, onde Torre de Moncorvo se adossa à vertente norte.
A norte de Moncorvo corre o último rio selvagem português, diz-se. Refiro-me ao Rio Sabor.
Agora querem lá PLANTAR uma barragem.
Mais uma alteração dramática no micro-clima !

João Menéres disse...

BOIEIRO

É evidente que me estou a referir às matrizes/sés da época.
Confesso que também fiquei um tanto surpreendido com a afirmação (J.H.S.).
Dou de barato.

Um abraço e muito obrigado pelas achegas enriquecedoras que sempre são benvindas.

Boieiro disse...

Ua correçón: l bispo sal de Miranda an 1764. An 1762 ye quando Spanha cunquista essa praça.

Milouska disse...

João,

Esta viagem pelo norte, faz-me lembrar o ano em que trabalhei em Sabrosa. Foi nessa altura que visitei também esta localidade.
Mas devo dizer que esta foto favorece a terra de uma forma espectacular.
Que bom viajar assim... :)
Um beijo,

Milouska

João Menéres disse...

BOIEIRO

Fica registada para os devidos efeitos que o bispo aguentou os nuestros hermanos dois anos.

É sempre bom rectificar.
Eu não tinha ido confrontar.

Um abraço.

João Menéres disse...

MILOUSKA

Não sei se já me dissera que tinha estado em Sabrosa.
Agora tem um pouco mais de condições para alguém se fixar...

Sabe, como praticamente conheço o País de baixo para cima e de cima para baixo, sei a que horas, numa dada época do ano, devo estar neste ou naquele sítio.
No presente caso, a escolha deste Turismo de Habitação não foi por mero acaso.
Tudo é estudado previamente. Durante o dia andei a fotografar interiores de igrejas (talha, pintura, afrescos e escultura) e quando o sol começou a cair,subi para fazer esta que foi a última do dia. Descarreguei a bagagem e vim jantar a Moncorvo.
O Posto de Turismo tem uma funcionária de uma simpatia e disponibilidade incriveis que arranjou maneira de fazer com que portas se abrissem e automóveis saíssem dos lugares para me facilitar fazer uma fachada. Incrível, pode crer.
Mas tenho outros casos ainda mais relevantes...
Procuro sempre manter os contactos mais eficientes e mais simpáticos.

Um beijo e obrigado pela simpatia das palavras.

Céu Vieira disse...

SEMPRE FANTÁSTICAS AS SUAS FOTOS, E A EXPLICAÇÃO DA MESMA TAMBÉM.
OBRIGADA POR ME DAR A CONHECER ESTES SITIOS LINDOS DO NOSSO PAÍS
PARABÉNS JOÃO
BJSSSS

João Menéres disse...

CÉU VIEIRA

Sabe, Céu, eu ainda não mexo aqui muito bem.
Por isso, não consigo puxar pelas imagens (por algumas) tanto quanto elas podiam dar...
No dia 14 vai sair uma que eu não consegui sequer reproduzir fiel de base.
Devia retirá-la, claro.
Mas sabe? Sou um sem vergonha...

Bom fim de semana e um beijo.

João

expressodalinha disse...

A Igreja é espectacular. Esta viagem está-me a agradar, até porque não tem curvas. Quando era miúdo, em Moncorvo, já ia tão enjoado que havia paragem obrigatória para comer uma lasca de bacalhau cru. O sal faz aumentar a tensão e o vómito passava (às vezes).

L.Reis disse...

Vá-se lá saber por que razão este nosso "recanto" fica ainda mais bonito quando tu o vês... e assim vou aprendendo por imagens e palavras...

João Menéres disse...

L. REIS

Não são os meus olhos que o tornam mais bonito.
São os teus que veem coisas lindas aqui.

Um beijo.