.

terça-feira, 17 de março de 2009

PARIS

Photobucket
© João Menéres

NOTRE - DAME

Foi em 1163 que o Papa Alexandre III colocou a primeira pedra
para a construção da Catedral, situada na Ile de la Cité.
Deve ser o edifício que se associa mais à história de Paris.

É uma obra-prima gótica nascida sobre um antigo templo romano.
Em 1793, revolucionários saqueiam a catedral e mudam-lhe o nome para Templo da Razão.
Em 1804, Napoleão coroa-se aqui Imperador da França.
Em 1944, celebra-se na Catedral, depois da vitória dos Aliados frente
aos nazis, uma missa de agradecimento
pela libertação de Paris.

Reservem, no mínimo, duas horas para uma visita mais cuidada,
na próxima ida a Paris.

34 comentários:

Aidinha disse...

João

Que beleza esta sua foto noturna da Catedral de Notre Dame!
A história, como você nos conta, desperta o desejo de se saber
mais um pouco sobre ela e sobre a própria França.

O mais gostoso e positivo de tudo, é sua recomendação para reservarmos ao menos duas horas para uma visita mais cuidada.
Isto, dito assim tão naturalmente, pega, sabe?

Fica na nossa mente e quando menos esperamos torna-se verdade!

Amen, João!
Vou esperar com fé a oportunidade de lá retornar, com a devida calma.

Enquanto isso vou curtindo ao máximo suas fotos e seus comentários.

Beijo
Aidinha

Jorge C. Reis disse...

Paris é o meu próximo destino de férias. Tenciono ir lá ainda antes do verão, se tiver vida e saúde.
É a cidade mágica.
Bela foto nocturna. Um abraço
Jorge

Georgia disse...

Com certeza!

Linda foto, mas achei pouca iluminacao.

Abracos

missixty disse...

A maioria das pessoas gosta da torre Eiffel quando vai a Paris,mas o que eu gostei mais foi mesmo de Notre Dame....subi aqueles degraus todos, toquei nas gárgulas e ouvi o enorme sino tocar. Também adorei Montmatre e o Sacre Coeur!
A foto está linda!
Ainda virei a fazer mais um post sobre a quinta, insidindo desta vez sobre a história da família.
beijinhos

Alice Salles disse...

João! Imagem e história se completam. Gostava muito da imagem antes de ajustado o brilho... Não sei porque prefiro mas não importa, está tudo lindo como sempre!
BEIJOS!

João Menéres disse...

Agora, acertei no que queria.
A Georgia tinha razão e a Alice também !!!

Obrigado por me chamarem a atenção!

Eu estava com receio de alterar depois de ter estado no ar umas horas.

João Menéres disse...

AIDINHA

Sempre muito disponível com essas palavras de incentivo !
Um beijo afectuoso.

João Menéres disse...

JORGE C. REIS

Como sabe, Paris não cansa. Quantas mais vezes lá vamos, mais outras tantas queremos voltar, não é?

Obrigado pelo comentário.

João Menéres disse...

GEORGIA

Lê o que a MISSIXTY escreveu...
Duas horas?
-Assim, não chegam...

Um beijo.

João Menéres disse...

MISSIXTY

Estou a ver-te com essa força que a juventude dá, entusiasmada à procura do Quasimodo.
Mas, se calhar, não descobriste uma sua pequena escultura que se encontra no exterior, do lado da rua do Cloître Notre-Dame, junto ao transepto...

É um prazer ter-te aqui.

Um beijo.

cuentosbrujos disse...

una imagen sensacional compañero

João Menéres disse...

ALICE

E, agora, já gostas mais?

Há algumas diferenças entre o que aqui trabalho e coloco e depois com a imagem editada.
Deve ser da qualidade do papel...
:):):)

João Menéres disse...

CUENTOSBRUJOS

Já estive em La Alberca. A Festa com um galo e uns mascarados.
Foi há muitos anos atrás, mas retenho bem na memória.
Muchas gratias per tu visita, hermano!

entremares disse...

Concordo com a sugestão...
E talvez duas horas nem cheguem.

Só queria acrescentar a sugestão de umas fotografias, tiradas durante o passeio de barco... é muito agradável, e Paris fica completamente diferente, visto do rio...

João Menéres disse...

ENTREMARES

Obrigado pelo complemento da sugestão. Mas é preciso estar bom tempo, também.

Seja bem vindo a estes voos.

Venha e entre.

Um abraço.

Conceição Duarte disse...

João, meu querido!
Vc sabe de uma coisa: Eu sou alucinada pela Ile de la Cité. Quando tenho a sorte de visitar a cidade luz, que nem sempre é tão clara, quando Hong Kong, ou a Broadway ou ainda algumas avenidas do Japão, a primeira coisa que faço é ir a Catedral de Notre Dame. Faço uma prece, e saio pelo lado direito dela, sigo de mãos dadas com o Orlando, o seu muro, passando pelo jardim nos fundos dela e pronto! Vejo a pontezinha da Ile de la Cité. Fico alí parada horas vendo o movimento, e o Rio Senna passar por mim. Meu olhos não se cansam de olhar tudo e tento gravar o máximo das imagens na minha cabeça para quando eu estiver longe de lá, me lembrar completamente, ou bem próximo disto tudo que se vê naquele lugar tão mimoso que abraça os fundos da Catedral importantíssima que é a Notre Dame. E o sorvete? Dizem que é o melhor da Europa! E é. Pois, toda a história ficou alí... A rua principal é um escandalo de charmosa, e sabe quem tem um apartamento nela?

Pois é, Chico Buarque, nosso compositor e músico. Vive mal ele!

Gosto demais da foto. Parece aquele final de dia começo da noite, onde vamos aos poucos perdendo o contorno de tudo e as luzes se sobressaem. cabe então as luzes na medida certa, suave, e o romântico entra para que nos apaixonemos por toda Paris. Lindo demais para meu gosto.

Um beijo , CON

João Menéres disse...

CONCEIÇÃO DUARTE

O teu comentário preenche em sentimento tudo o que minhas habituais breves notas não transmitem.
Fico-te grato por isso.
Vou ver se no teu canto, relatas alguma coisa da passeata...

Um beijo.

erupção_do_ser disse...

FANTÁSTICA... o cenário tem algo que não consigo descrever em palavras, mas a imagem diz tudos... e leva-nos para LÁ.
Sempre bom recordar Paris...

Conceição Duarte disse...

João postarei hoje a noite hahahahah Muito obrigad, bjussssssssssssssssssssssss

Menina do mar disse...

«Quand il me prend dans ses bras
Il me parle tout bas,
Je vois la vie en rose.
Il me dit des mots d'amour,
Des mots de tous les jours,
Et ça m'fait quelque chose.
Il est entré dans mon coeur
Une part de bonheur
Dont je connais la cause.
C'est lui pour moi,
Moi pour lui dans la vie,
Il me l'a dit, l'a juré
Pour la vie.»

Já ri que me fartei com isto!

João Menéres disse...

ERUPÇÃO_DO_SER

Considero o teu comentário um elogio à imagem, o que me deixa bem contente.
Sabes como é...

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

MENINA DO MAR

Porque te riste assim tanto?
Eu estive a ouvir um CD com a Edith Piaf, enquanto te rias, imagina...
Como faláste em La vie en Rose, não resisti.

Rir faz bem.

E um beijo a esta hora não vai mal, pois não?

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO JOÃO, MARAVILHOSA LIÇÃO DE HISTÓRIA, PARA QUEM NUNCA LÁ PASSOU... BEIJINHOS DE MUITO CARINHO,
FERNANDINHA

Conceição Duarte disse...

João, passo aqui mais uma vez e lí vocês comentando sobre Edith Piaff. vc viu o filme? O do ano passado? Meu Deus! Eu nunca chorei tanto na minha vida... E quando ela canta no final La Vie en Rose, a gente morre um pouco com ela, não é? A atriz ganhou o Oscar ano passado e foi merecidíssimo! Ela estava impecável. Linda história de vida, e linda voz da moça eu se foi tão precocemente. Aqui temos Bibi Ferreira que vc deve conhecer. Uma atriz das mais velhas que é simplesmente maravilhosa e canta Piaff como ninguém.

Um beijo de boa noite!
CON

Georgia disse...

Joao prá dizer a verdade, a primeira imagem que estava com pouca iluminacao foi a melhor. Agora que ficou clara, ficou com muito brilho e perdeu a magia da noite.

Desculpa que falei que estava mal iluminada, pensei que vc poderia ter uma foto dela durante o dia.

Mas mesmo assim, a Catedral é linda!

Obrigada pelo carinho

João Menéres disse...

FERNANDA

Também não é uma lição de História...
Apenas, um apontamento. Quem desejar saber mais tem fontes ao alcance de um clique, não é?

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

CONCEIÇÃO DUARTE

És de uma simpatia inexcedível !
E não deixas passar nada. Ainda bem.
Sim, vi esse comovente filme.

BIBI FERREIRA? -Já ouvi falar dela. Mas nunca a ouvi cantar.
Vou procurar aqui na FNAC.

Um beijo, Amiga.

João Menéres disse...

GEORGIA

Eu gostava bem mais da imagem inicial, mas concordo que não estivesse muito para ver detalhes (a intenção não era essa).
Mas também gosto desta que agora aqui tens.

O GRIFO PLANANTE não é exactamente um sítio de uma agência de viagens.
Por vezes até pode parecer. Mas, não é esse o objectivo.
Também não é um site de ARTE FOTOGRAFICA (não me ficava bem apelidá-lo assim. São os críticos da especialidade que têm essa missão, embora tantas vezes falhada.
Se leres o cabeçalho deste meu blogue, ficas a entender com facilidadeo meu objectivo.
Se o alcanço ou não, aí já é outra conversa...

Um beijo Amigo.

L.Reis disse...

Paris é uma cidade com uma "musicalidade" única com o condão de despertar todos os nossos sentidos...foi dos poucos lugares onde senti o pulsar da cidade como se fosse o meu...entendes?
Notre-Dame também procura o azul...

Céu Vieira disse...

ESTA FOTO, ESTÁ ESPECTACULAR E MISTERIOSA!
LIIINNDA!
OBRIGADA PELA FOTO E PELA INFORMAÇÃO!
BEIJINHOS

João Menéres disse...

CÉU

Ainda bem que continua a gostar de muitas das minhas imagens.
É um bom incentivo aqui para o trabalho...

Um beijo e obrigado.

Susana Ferreira disse...

Muito bonita essa foto.
A foto que postei daquela aldeia,foi tirada da net,eu ainda nunca fui lá.
beijinhos

Jorge Monteiro disse...

Linda foto deste belo local.
A luminosoiade foi muito bem gerida. Perfeita!
Abraço.

M.C.L.M disse...

Parabéns pelas belíssimas fotos deste blog!