.

domingo, 1 de fevereiro de 2009

PRECES

© João Menéres

Quando eu morrer quero as tuas mãos nos meus olhos:
quero que a luz e o trigo das tuas mãos amadas
passem uma vez mais sobre mim a sua frescura: 
que sintam a suavidade que mudou o meu destino.

Quero que vivas enquanto eu, dormindo, te espero,
quero que os teus ouvidos continuem a ouvir o vento,
que sintas o perfume do mar que ambos amamos
 e continues a pisar a areia que pisamos.

Quero que tudo o que amo continue vivo
e a ti amei-te e cantei-te sobre todas as coisas,
por isso, ó florida, continua a florir,

para que alcances tudo o que o meu amor te ordena,
para que a minha sombra passeie pelos teus cabelos,
para que assim conheçam a razão do meu canto.

(Pablo Neruda, in Cem Sonetos de Amor)


20 comentários:

legivel disse...

... porque o meu amigo me faz por vezes referência no blog da nossa comum amiga L.Reis, a curiosidade trouxe-me até ao seu sítio...

... onde também se editam óptimas imagens. Parabéns e

um óptimo domingo!.

Menina do mar disse...

Uau!
Perfeito...
Imagem linda, poema delicioso...
Parabéns, bom Domingo.

João Menéres disse...

MENINA do mar

Um beijo para tanto elogio.

Mas, a chuva não nos larga!!!

Alice Salles disse...

Pablo Neruda sempre sabia o que falar...
Fotografia tocante, João!
Beijinhos

expressodalinha disse...

Uma poesia linda que não conhecia. Vai muito bem com a imagem.

Milouska disse...

João,

A série de fotos abaixo são extraordinárias.
A do Corço transmite movimento; a Prece, acompanhada do lindo poema de Neruda, sugere reflexão.
Parabéns!
Bjo,

Milouska

João Menéres disse...

ALICE

Como o costume, és uma querida.
Pablo Neruda era uma torrente de poesia.
Acho que foste sensível à imagem, que entendeste.
Bom resto de Domingo.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Que imagem linda!!!Quando abri é que percebi de que se tratava,uma beleza!!!!

Um beijo iluminado!Sonia Regina.

João Menéres disse...

EXPRESSODALINHA

Penso que se repetir o que disse à ALICE, não estou errado.

João Menéres disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Menéres disse...

MILOUSKA

Muito obrigado pelos elogios a estas imagens que refere.
Calhou serem editadas seguidas.
Infelizmente, não representam a média da minha produção.
Também apreciei muito o seu comentário relativamente a esta imagem ( que se não for ampliada, ninguém consegue ver).
Bom resto de Domingo e um Beijo agradecido.

João Menéres disse...

SONIA REGINA

Muita gentileza a sua, como é habitual.
Deu muito trabalho encontrar a poesia que, na minha opinião, traduzisse o que senti quando vi a situação que em segundos fotografei e que logo desapareceu...


Um beijo com o desejo de uma boa semana (por aqui, o tempo está simplesmente horrível).

Mariz disse...

Salvé!
Vim pela mão de uma amiga. Gosto demais de Neruda...quem não gostará?
O que brota de Dentro tem sempre outro canto, outro sentido, outra memória!
Percebo pelo qu me foi dado observar, deve ser uma pessoa que gosta de si...isso é bom, não pela imagem, mas pelo que se É! - de verdade!

Até sempre...
Mariz

João Menéres disse...

MARIZ

Não sou narcisista, pode ter a certeza. Mas, não desgosto de muita coisa que sou ou que faço.
Obrigado pela visita. Volte sempre, pois gostaria de ter os seu comentários mais vezes, muito mais vezes.

Um beijo e o desejo de uma boa semana.

João

L.Reis disse...

As preces dos amantes...esse desejo de vencer vida e morte e para sempre escutar o preciso instante em que se tornaram imortais.

João Menéres disse...

" QUERO QUE VIVAS ENQUANTO EU, DORMINDO, TE ESPERO"...

Pedro Luso de Carvalho disse...

João,

As poesias do Neruda são sempre tocantes. Quem gosta de poesia, jamais se cansará de ler Neruda.

Abraço,
Pedro

Maria Augusta disse...

Tanto o poema quanto a foto são fantásticos! É sempre "un régal" vir te visitar.
Abraços.

João Menéres disse...

PEDRO

Eu fico sempre muito tocado por tudo quanto ele escreveu.
É uma emoção ler, ouvir...

Grato pelo comentário.
Um abraço.

João Menéres disse...

MARIA AUGUSTA

Procurarei alcançar os mínimos sempre.
Só dessa forma terei a tua visita e a de muitos outros que muito estimo e não quero perder.
Um beijo.