.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

ALGARVE

© João Menéres

Uma chaminé algarvia.

(Dedicada ao meu Amigo Jorge C. Reis, do
.Blog )

23 comentários:

Jorge C. Reis disse...

É linda. Obrigado pela dedicatória.
Pena que seja uma foto pequena, porque senão eu teria muito gosto em a publicar no meu fotoblogue temático.
Um abraço

Eduardo P.L disse...

Azul, branco e amarelo sempre dão bons resultados! A arquitetura ajuda! Sem falar no fotógrafo, claro!

Dentro da Bota disse...

Linda foto!!!!
Que CEU maravilhoso!!!

Abraços..
Gi!

expressodalinha disse...

As chaminés algarvias simbolizam a dominância do masculino versus o feminino nas habitações (contrariamente às casas alentejanas de que são herdeiras), bem como a cenarização da fachada, complementadas com as platibandas. Há nisso uma razão de exibicionismo que remonta ao final do séc. xix, princípio do xx, em que o Algarve teve um incipinte e efémero desenvolvimento económoco.

Menina do mar disse...

Saudades do Verão...
Esta chuva deprime...

Alice Salles disse...

Pode não ser feminino, pode ser bem amarelo os detalhes mas que a imagem está de encher os olhos, isso está! Lindíssima João!

Milouska disse...

Considero-a uma das mais bonitas chaminés algarvias que já vi.
Parabéns!
Um beijo,

Milouska

João Menéres disse...

JORGE C. REIS

Muito obrigado pela atenção e interesse que lhe mereceu a nossa chaminé algarvia.
Acho que o enquadramento e o magnífico céu a compuseram.

João Menéres disse...

EDUARDO P.L.

Obrigado pelo elogio. Como sempre muito simpático e especialmente amigo.
Só não queria deixar mal este Padrinho!

Jorge C. Reis disse...

Não tem nada que agradecer. A chaminé é linda, está muitíssimo bem enquadrada e o céu realça a foto.
Fotografia de mestre, sem dúvida.

João Menéres disse...

GI

Tive muita sorte nesse dia com o Céu.

Obrigado pela visita.
É bom ver-te por aqui.

João Menéres disse...

EXPRESSODALINHA

Confesso que nunca me tinha debruçado sobre a questão fálica das mais tradicionais chaminés algarvias e, muito menos, analisando a questão exibionista de um século e tal.

Mas, como estou perante um estudioso, vou prestar mais atenção.
O pior é que das tradicionais já se não fazem. Agora, ou sou estilizadas, ou standarizadas ou, bem pior, mamarrachos ao alto.

Obrigado pela visita "guiada".
Grande abraço.

João Menéres disse...

MENINA do mar

SE aí está mau, imagina cá mais em cima...
Tens razão: é deprimente até dizer basta!

Um beijo, minha amiga.

João Menéres disse...

ALICE

Lê o que respondi ao expressodalinha, se te não importas.

Por acaso até concordo contigo quanto ao enchimento...

Beijos para ti.

João Menéres disse...

MILOUSKA

Um elogio assim...
Muito obrigado (eu tinha prometido uma coisinha para hoje ao doutor...).

Um beijo e obrigado.

João

João Menéres disse...

JORGE

Uma vez mais muito obrigado.

Um abraço,

João

Maria Augusta disse...

Linda, com estas cores luminosas realçadas pelo céu azul. Uma festa para os olhos!

João Menéres disse...

MARIA AUGUSTA

Que bom é ouvir da sua boca elogios...

Beijo e obrigado.

L.Reis disse...

Adorei esta luz forte e crua onde as cores adquirem uma intensidade especial. A chaminé destacada em contra-céu é apenas a guardiã das nuvens que migram para sul...

João Menéres disse...

L.REIS

Como viste, esta chaminé foi dedicada ao "dono" das chaminés algarvias.
E não é que a luz não podia estar mais dura?
O grifo ia entrando em conflito com o galispo que está no cucuruto da chaminé. Depois, eu cheguei e falei em diálogos e tudo acalmou...
As nuvens também andavam por ali a ver em que paravam as modas...

Um beijo e obrigado pela visita sempre tão esperada.

Fénix disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jorge Monteiro disse...

Olá Amigo João
Gostei muito desta foto, pelo enquadramento e pelas tonalidades.
Excelente registo, dava um belo postal!
Abraço.

João Menéres disse...

JORGE

Podia ter dado, sim.

Um abraço,

JM.