.

sábado, 28 de fevereiro de 2009

ALENTEJO

Photobucket
© João Menéres

DE RELANCE, O ALENTEJO

Um céu abafadiço, um ar de ausência
esperando nuvens imóveis no céu abaixo.
A terra, já das ceifas recolhida,
alonga-se manchada a flores tardias,
roxas, vermelhas, amarelas, brancas,
como penugem de esquecida Primavera.

Por entre os campos, os cordões rugosos
dos caminhos para toda a parte,
menos para os campos, que pacientemente evitam.
Na linha do horizonte próxima ou distante
conforme as ténues cristas da planura imensa,
um claror de céu, um tufo de arvoredo,
alternadamente se tocam e se afastam.

De súbito, num alto que a planície esconde,
as casas surgem brancas e compactas.
Como surgem, mergulham
na sombra poeirenta de azinhagas em ruínas.
Ainda se demora uma torre antiga,
escura, com ameias e janelas novas,
caiadas.
Um rio se adivinha. Mas, de ao pé da ponte,
de novo apenas o ondular da terra,
um crespo recordar só de searas idas.

(Jorge de Sena, Lisboa 1919 / California 1978 )

42 comentários:

menteinquietaprocuraresposta disse...

Lindo!
Passando para desejar um ótimo final de semana!
bjs
Questionadora

Céu Vieira disse...

ESTÁ LIIIINNNNDA ESTA FOTO...!E O POEMA TAMBÉM!
PARABENS JOÃO
BOM FIM DE SEMANA
BEIJINHOS

Eduardo P.L disse...

João, que mais poderemos dizer depois dessa imagem? Só elogios ao texto que esta à altura da foto.

Noslen ed azuos disse...

Sempre estarei deitado ao lado desta imagem em pensamentos, bela.

Abração
ns

L.Reis disse...

...vibrante colorido...a lembrar que no pulsar da terra germinam raízes de arco-íris...

roserouge disse...

Ai que coisa linda, eu adoro o Alentejo! É mesmo, deitar e rebolar nessas florzinhas, que bom!

Milouska disse...

Campo de papoilas salpicadas de azul, amarelo e branco... Maravilhoso para quem, como eu, adora essas flores rubras.
O poema de Jorge de Sena descreve com mestria as terras do Alentejo.
Muitos parabéns por esta selecção de imagem e texto.
Um beijo e bom fim de semana,

Milouska

expressodalinha disse...

Grandes cores. O Alentejo em toda a sua pujança. Papoilas são flores mesmo bravas. Só nascem onde querem!

Micha disse...

Conseguiu mais uma vez! Pintura ao inves de fotografia. Bravo.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO JOÃO, BELO POEMA, A EMOLDERAR TÃO BELA FOTOGRAFIA... SIMPLESMENTE SUBLIME...
UM BOM FIM DE SEMANA,
FERNANDINHA

Menina do mar disse...

Um dia hei-de ser uma flor num monte alentejano(:

Conceição Duarte disse...

"Um céu abafadiço, um ar de ausência
esperando nuvens imóveis no céu abaixo.
A terra, já das ceifas recolhida,
alonga-se manchada a flores tardias,
roxas, vermelhas, amarelas, brancas,
como penugem de esquecida Primavera."

Tudo neste poema de Jorge Sena, é maravilhoso e doce como a sua foto, só o comecinho dele, ja vale tudo, tamanha delicadeza.

Mais um ponto pra vc, meu caro João..

Só hoje, te convido a ir no meu blog e ver por lá nada cultural, mas dois posts, o de hoje principlamente que tem a ver com a foto de Coubert, e a de ontém um lugar aqui do Brasil que se chama - PQP! Sem ser abreviado.

Vai dar umas risadas comigo e o prazer de vc no meu blog, vai!

Bjinhus mil te gosto muito, CON

Alice Salles disse...

João sempre nos inspirando...

Dona Sra. Urtigão disse...

Muito bom este casamento da poesia com a foto, que bela, ganha mais força com as palavras do poeta que escolheste.
Abraço!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

João!Lindo o poema!!!"...como penugem de esquecida Primavera...".

Agora,linda mesmo é a sua foto.Que campo divino,há que se acreditar em Deus!!!Dá mesmo vontade de deitar no meio destas flores;estou até sentindo o perfume.

Essas flores nascem ao seu bel-prazer,não são cultivadas,não é?

Comovente a sua foto!!!

Beijos!!Sonia Regina.

João Menéres disse...

QUERIDA QUESTIONADORA

Agradeço a tua passagem (para outra vez sai um bocadinho para apanhar ar...) por estas bandas.

Beijo.

João Menéres disse...

CÉU VIEIRA

Muito grato pela visita e pelo comentário.
A chuva está aí outra vez para me complicar a vida...
Beijo.

João Menéres disse...

EDUARDO

Muita simpatia da sua parte.
Aceito que a imagem agrade aos olhos.
Mas a poesia do Jorge de Sena está muitos furos acima !

Um abraço agradecido.

João Menéres disse...

NELSON

Quase um poema seu elogio!

Muito lhe agradeço.

Um abraço.

João Menéres disse...

L.REIS

Porque não guardas esse comentário?
-Ah, pois! Quem tem de o guardar sou eu...

Um beijo para um sentimento tão magnífico!

João Menéres disse...

RR
Vamos a isso?
Mas é preciso encontrar os sítios onde estão...São como as borboletas, Pousa aqui hoje, amanhã nem se sabe se pousa mais lá adiante...

Um beijo e a tua benção, madrinha.

João Menéres disse...

MILOUSKA

Como lhe agradecer o elogio à imagem e à escolha deste "DE RELANCE, O ALENTEJO" ?
Procurando, no futuro, tentar merecer os seus elogios?
Então, na medida do possível, vou cuidar disso.

Um beijo.

João Menéres disse...

EXPRESSODALINHA

É isso mesmo: onde querem...
Há umas junto à berma, mas áreas maiores é difícil encontrar. Parece que fazem como o grifo...planam e lá vão...

Um abraço.

João Menéres disse...

MICHA

Estás por Coimbra?

Dizem que a minha fotografia (de autor) é isso mesmo.
Não sou eu que o vou negar...

Um beijo.

João Menéres disse...

FERNANDA

Muita simpatia a sua.
Sempre palavras amáveis carregadas de elogios.

Um beijo.

João Menéres disse...

MENINA DO MAR

Eu sei que tu adoras o Alentejo, mas esse Atlântico bem batido pelo vento faz-te falta.
E também há flores bem lindas na areia...
Eu, às vezes, encontro uma. Até converso com ela!
O pior é que lhe troco (trocava) o nome.
Quando isso acontece, ela torna-se numa flor bravia e
lá se vai o encantamento...

Um beijo.

João Menéres disse...

CONCEIÇÃO

Estou totalmente de acordo contigo.
Aqueles dois versos...

Quanto às sugestões, logo foram seguidas, como podes constatar no teu encantador sítio.

Um beijo e muito obrigado (sempre).

João Menéres disse...

ALICE

Estás completamente equivocada !
Quem me inspira são musas como tu que tão bem me tratam.E com mimos...

Um beijo para ti.

João Menéres disse...

DONA SRª. URTIGÃO

Desde adolescente (quando foi isso?) que adoro Poesia.
Tenho fases, claro.
Eu necessito de uma razão para ir.
Sou uma ave, sabes?

Beijo.

Menina do mar disse...

Ahahahaha! Boa João...Como é mesmo o nome dela?
Sandra né?
Rrsrsrssr
Beijos
P.S. o alentejo também me faz falta (:

João Menéres disse...

SONIA REGINA

Comovido fiquei eu com a forma como dizes as coisas.
Sim, as papoilas são bravias e, como disse acima, no Alentejo, num ano estão ali, para no ano seguinte já terem escolhido outro campo.
Como estou no Norte, não posso, com facilidade acompanhar esses movimentos "migratórios".

Beijo agradecido.

João Menéres disse...

MENINA DO MAR

Como é que tu sabes dessa coisa?

Áquela flor, já chamei Sandra, sim!
-Andas a espiar-me???

Se estivesses num vaso, quantas vezes te não levaria até ao Alentejo...

Beijo, S....a.

Dona Sra. Urtigão disse...

Ave mítica, águia no vôo, leão no que prende á terra, pés de rei dos animais terrestres, cabeça da rainha dos voadores. És mais do que uma ave, João.

João Menéres disse...

DONA SRª. URTIGÃO

Apenas adoptei o nome dessa ave e somente me deixo planar...

Um beijo e um óptimo Domingo !

erupção_do_ser disse...

Guardo sempre esta imagem do alentejo... num cantinho especial...
beijinho

João Menéres disse...

É bom saber isso.
Mas não percas o delicioso cheiro que eu ainda sinto aqui, enriquecido que está com as tuas palavras.

Um beijo.

Maria Augusta disse...

Que linda foto...para nos lembrar que a primavera esta chegando, com suas flores e cores. Estas estão magníficas!

João Menéres disse...

MARIA AUGUSTA

E viste no cantinho direito em baixo o ribeiro?

O dia também estava de primavera(foi no sábado de carnaval).

Um beijo e obrigado.

Jorge Monteiro disse...

O Alentejo também tem cores assim e estas fotam muito bem captadas...
Parabéns.
Abraço.

João Menéres disse...

JORGE MONTEIRO

Obrigado pelo seu comentário.
Tudo bem por aí?

Um abraço.

missixty disse...

Esta foto parece uma poema, linda ...linda!

João Menéres disse...

MISSIXTY

Esta imagem agradou, estou a ver...
Um beijo para ti, MISSIXTY, por teres uma vez mais, comentado.