.

domingo, 4 de janeiro de 2009

GAIVOTAS

© João Menéres

9 comentários:

Eduardo P.L disse...

Gaivotas estão sempre vazendo voos e poses para os fotógrafos tentos!

L.Reis disse...

...na liberta o olhar como o desenho de um voo...

L.Reis disse...

a primeira palavra do comentário anterior deveria ser "nada"...acho que as duas últimas letras ficaram perdidas nas pontas dos dedos :)

João Menéres disse...

L.REIS

Na verdade, estive hesitante...Admitia que terminasse em >NA< e nunca mais acertava.
Obrigado por teres revisto.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

João,não existe nada que mais nos dê a idéia de liberdade do que um pássaro,gaivotas,então me fascinam.
Linda,linda imagem...

Já postei o poema e o ilustrei com a "sua" porta.

Um beijo,Sonia Regina.

Georgia disse...

Adoro gaivotas. Linda a foto.

Bom dia!!

João Menéres disse...

EDUARDO

As gaivotas estão sempre é fazendo voos traiçoeiros a fotógrafos mais destemidos...
Eu fui atacado por trás por uma, num trilho de 30 cm de largura e numa falésia a 20 metros do chão!
Ainda por cima estava a usar o celular com uma mão e, na outra, segurava a câmera...
Com uma das unhas (ou garras ?) deu-me um golpe na cabeça que me obrigou a ir a uma farmácia e o trabalho que eu desejava concretizar ficou-se por aí...
Isto foi há dois anos, numa falésia da Praia da Rocha.
Cuidado, pois!

João Menéres disse...

SONIA
GEORGIA

Adoro os voos das gaivotas. Devem ser minhas primas...mas, como disse acima, é preciso usar de muitas cautelas se invadirmos áreas que elas consideram como suas.

Obrigado pela visita e pelos comentários.

Menina do mar disse...

Uma criança com 6 anos olhou-me nos olhos e disse: «- Professora o que quero ser quando for grande? Gaivota, quando for grande quero ser gaivota professora!»
Nunca mais me vou esquecer do brilho daquele olhar..