.

sábado, 31 de janeiro de 2009

FAUNA (PNPG)

© João Menéres

CORÇO

Um salto do corço corresponde, em média, a sete passos do homem.

15 comentários:

Eduardo P.L disse...

João,

outra preciosidade fotográfica! Parabéns!

Bom fim de semana!

jugioli disse...

Movimento muito mooovvviiiimmmeeeennnttoooo

Linda captura

JU

expressodalinha disse...

Bela viagem pelo Parque. Excelente de luz e movimento.

roserouge disse...

Lindo! Mais um Turner...bem, este é mais turn around!

Alice Salles disse...

Novamente parece pintura!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

João!Esta foto é um filme,pois se movimenta!!!Incrível!!!

Com admiração,um beijo!Sonia Regina.

João Menéres disse...

EDUARDO
JUGLIOLI
EXPRESSODALINHA
ROSEROUGE
ALICE SALLES
SONIA REGINA

Devem imaginar a alegria que me transmitem com as vossas palavras sempre tão elogiosas...
Mas é uma responsabilidade acrescida que estão a colocar em ombros tão frágeis.

Muito obrigado pelos comentários que não têm deixado de fazer.

Jorge C. Reis disse...

Bela foto.
Por favor explique a este ignorante o que é PNPG. Parque do Gerês ?

João Menéres disse...

JORGE C.REIS

Não tenho nenhum ignorante pela frente!

O que acontece é a minha precipitação (já conhecida por comentários em muitos outros blogues) em não pensar que nem tudo é óbvio.
Assim, e para quem não saiba o significado de PNPG, ela aqui fica: São as iniciais do único PARQUE NACIONAL. No caso o da PENEDA-GERÊS ( duas das
serras que o integram). Portanto: PNPG.
Este Parque foi criado através do Decreto 187, de 1971, obedecendo à definição emanada da 10ª Assembleia Geral da União Internacional para a Conservação da Natureza, realizada em Novembro de 1969, em Nova Deli.
Curiosamente, tive uma participação simbólica na inauguração do PNPG: A antiga HICA (Hidro-Eléctrica do Cávado) solicitou a minha colaboração para a realização de umas provas náuticas a que assistiu o Presidente da República.
O saudoso Eng.ºLagrifa Mendes foi o primeiro Director do Parque, com quem, até ao seu afastamento do cargo, mantivémos uma franca e saudável Amizade que, entre outras realidades, permitiu a realização, em Outubro de 1973, do I Safari Fotográfico, durante três dias e com o apoio logístico de 2 Jeeps, seus condutores, guias do Parque, etc., tendo participado alguns fotógrafos amadores e um que se encarregou das filmagens.
Infelizmente esse filme (soube-o há cerca de um ano) perdeu-se...
Obrigado, meu caro Jorge, por me ter proporcionado aflorar toda esta "aventura" que foi o Safari naquela altura. Há histórias e episódios interessantíssimos de que muitos dos que participaram estarão recordados.

Jorge C. Reis disse...

Ninguém é infalível, meu caro. E eu, confesso, fiz a pergunta com alguma "malandrice". (rs)
Assim, com a sua resposta, os nossos amigos brasileiros ficam a saber mais sobre este magnífico Parque que visitei há alguns anos.
Ficaram-me as recordações de um Cão de Castro Laboreiro que trouxe de lá, animal esplêndido, de uma inteligência invulgar e que morou comigo até morrer com 14 anos de idade.
Também uma boa "arrozada" de cabidela de galinha caseira, acompanhada de "verde tinto" na malga, nunca mais esqueço.
Um abraço
Jorge

João Menéres disse...

JORGE

Então, até sempre e uma vez mais obrigado.

* Fada * disse...

*Sete passos ?!

Maria Augusta disse...

Lindos este movimento e esta luz, realmente geniais!
Abraços.

João Menéres disse...

*FADA*

Exactamente SETE passos do homem.
Aliás, nesta imagem, penso que dá para ver.
O corço já ia em pleno salto quando fiz o disparo e ainda vai lá mais adiante!

*FADA* : Traz sempre a varinha para o grifo.

Obrigado pela visita.
Um beijo (Como será dar um beijo a uma fada?).

João Menéres disse...

MARIA AUGUSTA

Mais um agradecimento que ficara por fazer.
Peço desculpa.
Porque eu sempre aprecio os seus comentários?
-É que são feitos por uma pessoa muito culta.

Obrigado e um beijo.

João